7 Perigos Ocultos Do Efeito Sanfona

7 Perigos Ocultos Do Efeito Sanfona

Que o efeito sanfona é temido por quem busca perder peso nós já sabemos. Mas você sabia que ele pode causar outros problemas além da já tão conhecida perda rápida seguida de reganho do peso?

Perigos do Efeito sanfona7 Perigos do Efeito Sanfona

1. Dificulta o Real Emagrecimento

O efeito sanfona é um ciclo de perda de peso rápida, seguida de reganho do peso.

Ele dificulta o emagrecimento saudável e permanente porque o cérebro passa a ignorar os hormônios que sinalizam que o tecido adiposo está cheio, permitindo que a pessoa coma mais.

2. Desacelera o Metabolismo

Perder peso rapidamente geralmente envolve dietas restritivas. Esse processo ativa mecanismos hormonais, que são formas de avisar ao cérebro que o corpo está com falta de comida.

Isso afeta o metabolismo deixando-o mais lento para poupar energia, visto que o cérebro entende que não há quantidade de alimentos suficientes para aquele organismo.

O mesmo vai acontecer quando, com o efeito sanfona, houver o reganho de peso após a perda. Mecanismos hormonais também são estimulados neste caso, e o cérebro fica sempre preparado para outro período de falta de alimento que é o que ele aprendeu no primeiro ciclo, como uma forma de defesa, pois foi acostumado a este processo: efeito sanfona= perde peso rápido, reganha peso rápido.

3. Problemas Estéticos

Devido às alterações hormonais o efeito sanfona piora a acne, ou causa o seu surgimento, além de favorecer o envelhecimento e flacidez da pele.

As estrias também são favorecidas com a perda e reganho de peso.

4. Favorece Doenças

Diabetes

Dietas restritivas levam à perda de peso rápido, mas também levam a um outro efeito além do sanfona, que é a sarcobesidade.

Isso ocorre quando há muita gordura e pouco músculo no corpo, que vai perder então uma grande quantidade de tecido muscular, e depois ganhar tecido gorduroso ao engordar novamente no efeito sanfona.

O músculo em menor quantidade leva à resistência insulínica alta, que piora quadros de diabetes, ou até mesmo desenvolve a doença em pessoas que não sofrem do mal.

Gordura do Fígado

O efeito sanfona também piora quadros de gordura do fígado, ou esteatose hepática.

Dietas radicais levam à cetose, que faz com que o tecido adiposo libere gordura estocada para que seja utilizada como energia. Neste processo, a gordura passa primeiramente pelo fígado.

5. Afeta a imunidade

O excesso de tecido adiposo pode desencadear uma série de processos inflamatórios causados, e consequentemente as alterações no sistema imunológico, facilitando o desenvolvimento de doenças.

Uma deficiência nutricional que agravará ainda mais esse quadro, caso seja dada continuidade à dieta restritiva.

6. Causa Danos à Autoestima

O efeito sanfona pode gerar um pensamento de fracasso pessoal, quando na verdade o problema está na obesidade, doença crônica que deve ser tratada séria e constantemente.

A forma mais saudável de perder peso é através de uma reeducação alimentar e não de uma ou outra dieta restritiva que leve à perda de peso rápida tendo como consequência o efeito sanfona e todos os seus perigos ocultos.

Pode ainda causar confusão com relação à imagem corporal, e causa maior sofrimento quando o reganho de peso é rápido.

7. Efeitos Colaterais

Toda dieta deve ter acompanhamento médico, principalmente aquelas dietas da moda, que restringem grupo alimentares, e estimulam baixíssima ingestão de calorias.

O nutricionista leva em consideração o peso, altura, estilo de vida, doenças ou histórico médico de cada paciente, e o cardápio será formulado de acordo com as necessidades de cada um.

Uma dieta que funciona para uma pessoa, pode não funcionar tão bem para outra.

Dietas restritivas podem causar tonturas, náuseas, fraqueza, além de outros efeitos colaterais nada agradáveis.

Via Minha Vida

Conte se você já conhecia ou já passou pelo efeito sanfona

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *