A dieta de South Beach: uma forma de emagrecer rápido

A dieta de South Beach: uma forma de emagrecer rápido

A dieta de South Beach não só se concentra na perda de peso, mas também em manter um estilo de vida saudável. Saiba mais sobre a dieta de South Beach.

Dieta de South BeachA dieta de South Beach é baseada em pesquisas científicas e, inicialmente era uma dieta criada por um médico na Flórida, Dr. Arthur Agatston, que trabalhava em um centro de prevenção cardíaca para ajudar seus pacientes a controlarem os níveis de insulina e colesterol (dois fatores responsáveis pela possibilidade de uma parada cardíaca) no sangue. Depois que alguns de seus pacientes perceberam que a dieta teve um efeito positivo em emagrecer rápido, mais pessoas procuraram a dieta de South Beach, tornando-a uma das mais populares nos Estados Unidos. Trata-se de um plano de ingestão de gorduras de baixas calorias (saturada) e baixo teor de carboidratos.

Gorduras boas e carboidratos bons: Dieta de South Beach

A dieta de South Beach centra-se no consumo de “gorduras boas” e “carboidratos bons”. Ao invés de evitar qualquer tipo de gordura, como na maioria dos planos de emagrecimento, a dieta de South Beach se concentra em ensinar como separar os alimentos bons dos maus. O objetivo do plano da dieta é que, no final, você possa distinguir estes alimentos facilmente e perder peso, manter um estilo de vida saudável e ainda ser capaz de comer certos alimentos que outras dietas extinguiriam.

Dieta de South Beach – Fase 1:

Restrito a “bons alimentos” por 2 semanas

As duas primeiras semanas são, provavelmente, a fase mais difícil da dieta de South Beach. Durante esse período, somente alguns alimentos podem ser consumidos, são eles:

  • Peixes e mariscos (especialmente os com muitas gorduras)
  • Todos os tipos normais de óleos como o de oliva, de linhaça, de girassol, de canola e de milho.
  • Ovos e soja
  • Nozes
  • Todos os tipos de especiarias e substitutos do açúcar
  • Baixo teor de gordura de carne
  • Frango e de peru (sem pele)
  • Vegetais
  • Queijos brancos

Os alimentos com grande quantidade de carboidratos, como pão, milho, arroz, batatas e massas são proibidos durante essas duas primeiras semanas. Também açúcar (que significa qualquer tipo de doce), frutas, qualquer tipo de produto lácteo gorduroso, rico em gordura de carne  e até mesmo cenouras também devem ficar de fora. A razão pela qual são restritos a alguns tipos (saudáveis) de alimentos é o de diminuir o nível de glicose no sangue a um nível normal, de modo que se torne estável. A única maneira de conseguir isso é consumir alimentos que têm uma baixa pontuação no índice glicêmico, como os que estão na lista de permitidos.

Dieta de South Beach – Fase 2:

Adicionando baixo carboidrato aos poucos

Após duas semanas mantendo um rigoroso baixo índice glicêmico, já é possível começar o estágio 2, que é basicamente comer os alimentos da fase 1 mais alguns tipos de carboidratos. Bons exemplos de alimentos que você pode adicionar são: pão integral, arroz integral e frutas. Comece com uma porção de carboidratos extras por dia, de preferência no jantar. A duração desta etapa depende de quantos quilos você pretende perder, quando conseguir atingir este desejo pode partir para a fase 3.

Dieta de South Beach – Fase 3:

A dieta de South Beach tornou-se seu estilo de vida

Depois de ter alcançado seus objetivos de perda de peso com a dieta de South Beach, agora você pode entrar no estágio 3, que é certificar-se que a dieta de South Beach tornou-se seu estilo de vida para o resto de sua vida (ou o tempo que você quiser). Agora você pode comer os alimentos da fase 1 e 2, mantendo o seu peso atual. Você aprendeu a reconhecer todos os alimentos bons e os maus por si mesmo e você pode comer o que quiser. Se de alguma forma você comer demais e ganhar peso, pode voltar para o Estágio 1 e completar as duas primeiras fases novamente até emagrecer.

16 Replies to “A dieta de South Beach: uma forma de emagrecer rápido”

  1. Eu tentei achar o cardápio desta dieta mas não achei e assim pra mim é mais difícil de seguir. mas vou procurar outra dieta, eu fui ler o artigo por curiosidade, mas sei que tem varias outras

  2. Eu fiz essa dieta faz anos, mas o melhor mesmo é reeducação alimentar. o negócio é você aprender a comer direito e não ficar fazendo dieta senão é efeito sanfona na certaaaaa

  3. Ainda bem que não tem um cardápio certo para seguir, porque é um saco seguir dietas com cardápios prontos é muito difícil ter que fazer sempre as mesmas coisas certinho ainda mais trabalhando fora, fica muito difícil controlar a risca uma dieta.

    1. Oi Lais. Realmente viu. Muitas dietas têm este efeito. Você emagrece, mas quando para a dieta, volta a se alimentar de forma diferente, e provavelmente comendo mais do que durante a dieta era permitido, e consequentemente acaba engordando novamente, ou até mais. Por isso que é sempre bom aliar uma boa alimentação aos exercícios físicos. Esta é a única forma de se emagrecer com saúde. Abraços.

  4. Eu já tentei essa dieta mas não dá gente eu não sei seguir dieta, é muito ruim ter que comprar e comer o mesmo tipo de coisa todo dia, é complicado, estou comendo menos mesmo e fazendo exercício, ta devagar mas é só nao ter pressa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *