Categoria: Alimentos Que Emagrecem

Fechar a boca ou passar fome não são nem de longe as formas mais eficazes de emagrecer. O ideal é saber quais são os alimentos que emagrecem, e inseri-los da maneira correta no cardápio. Nesta categoria são explicados variados alimentos que facilitam a perda de peso, e será fácil encontrar os seus favoritos, e aprender como inseri-lo em seu cardápio.

Vinagre de maçã: leia isso antes de beber

Vinagre de maçã: leia isso antes de beber

O vinagre de maçã (ACV) ajuda a emagrecer e é um remédio natural, usado por muitos como uma medida preventiva e curativa.

Ele ocupa um lugar importante no mundo da dieta – estudos científicos, bem como experiências práticas, mostram que o vinagre de maçã (ACV) pode ajudar a emagrecer.

O vinagre é uma daquelas substâncias que têm como alvo o problema de forma holística, e que lhe fornece soluções de longo prazo. Este artigo irá ajudá-lo a entender como o vinagre de maçã funciona, e como usá-lo como parte de sua dieta diária para obter os melhores resultados.

Benefícios do vinagre de maçã

O vinagre de maçã (ACV) é um daqueles ingredientes utilizados por quem quer uma vida mais saudável. Sua ingestão pode trazer uma série de benefícios para a saúde.

Vinagre de maçã

Existe uma extensa pesquisa sobre como o vinagre de maçã pode ajudar a perder peso. Em 2009, The Bioscience, Jornal de Biotecnologia e Bioquímica publicou um estudo que mostrava que beber o ACV por apenas três meses causou quedas significativas no peso corporal, gordura abdominal, circunferência da cintura e triglicérides.

O vinagre de maçã também pode melhorar a saúde do coração. O vinagre contém ácido málico, que limpa as artérias obstruídas, nódulos linfáticos e tecidos de órgãos.

Quando aplicado na pele, ele pode ajudar a eliminar a acne, verrugas, e muitas outras manchas da pele, bem como descolorações. Algumas pessoas adicionam um toque do vinagre de maçã em sua água do banho, a fim de melhorar a saúde da sua pele.

Este vinagre oferece uma série de outros benefícios para a saúde:

  • Trata azia;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • É um remédio para a insônia;
  • Melhora os níveis de energia;
  • Ajuda a digestão;
  • Fortalece o sistema imunológico.

No entanto, apesar de todos os benefícios potenciais do vinagre de maçã, ele não é uma solução rápida. Se você estiver procurando como emagrecer rápido, então ACV não é o produto certo para você. Pense nisso como uma maratona, e não um sprint.

Vinagre de maçã para emagrecer

Antes de adicionar o vinagre de maçã em sua dieta diária para perda de peso, você deve ler as instruções abaixo, que irão ajudá-lo a perder peso de forma segura, e protegê-lo de quaisquer efeitos colaterais indesejados.

Então, antes de entrar nessa jornada por uma vida mais saudável, e perder peso, saiba como o vinagre de maçã pode ajudar nesta jornada.

Ele não irá fornecer-lhe uma perda de peso rápida. A mudança será gradual, mas permanente. Tente não ser impaciente.

1- Qual a melhor marca?

Não há resposta certa ou errada a esta pergunta. No entanto, é recomendado que seja o vinagre a partir da sidra ou do suco de maçã. A versão orgânica também pode ser uma melhor opção.

2- Diferença entre o orgânico e o não-orgânico

A versão orgânica do vinagre de maçã (também conhecida como não-pasteurizada ou crua) contém uma substância preenchida com nutrientes vivos e bactérias, que são responsáveis por muitos dos benefícios para a saúde. O tipo orgânico não passa por aquecimento, e não é pasteurizado.

É possível notar algum sedimento na parte inferior da garrafa, então você vai querer certificar-se de agitá-lo antes de usar. Por outro lado, o tipo não-orgânico tem cor clara.

3- Como tomar o vinagre de maçã?

Este vinagre contém o antioxidante beta-caroteno, que ajuda a quebrar e remover a gordura indesejada do seu corpo. O gosto do vinagre de maçã cru pode ser muito intenso.

Você pode optar pela receitinha abaixo:

  1. Misture 2 colheres de chá de vinagre de maçã com um mínimo de 200 ml de água.
  2. Você pode adicionar mais água se o gosto ainda estiver forte demais para você.
  3. Você também pode adicionar mel, o que realmente ajuda a melhorar o sabor.

Não escove os dentes imediatamente antes e depois de ingerir o vinagre. Como alternativa, se necessário, lave a boca com uma mistura de água e bicarbonato de sódio, o que irá neutralizar a acidez na boca e proteger os dentes.

4- Posso beber com chá, café, ou suco?

Muitas pessoas não gostam do sabor do vinagre de maçã e preferem misturá-lo com algo um pouco mais apetitoso. Não há nenhum mal em fazer isso, desde que você mantenha a proporção de água para o vinagre.

Um aspecto a ter em mente, porém, é que a cafeína pode retardar o processo de absorção, por isso use chá de ervas ou descafeinado, se possível.

Também tenha em mente que o café, chá e suco são ácidos. Então, se você misturar o ACV com um suco de fruta, você estará aumentando os níveis de acidez da bebida, o que não é muito bom para os dentes.

Para melhores resultados, a melhor opção é a água pura (com um pouco de mel misturado se preferir), na proporção de duas colheres de chá de vinagre para 200 ml de água.

5- Quando beber vinagre de maçã?

O vinagre de maçã pode ser tomado a qualquer hora do dia, mas consumir antes das refeições melhora a digestão. Você também pode beber logo após acordar, e novamente antes do jantar.

6- Vinagre de maçã em forma de pílula

Qualquer método funciona igualmente bem desde que cada um contenha ingredientes idênticos. Pílulas podem resolver a sua preocupação com relação aos danos que, sem os cuidados já citados, o vinagre possa causar aos dentes.

Contraindicações

Alguns estudos relatam que, quando combinado com alguns medicamentos, o vinagre de maçã pode reduzir os níveis de potássio, e interferir na absorção de alguns medicamentos. Portanto, se você estiver usando medicamentos fortes, é aconselhável consultar o seu médico antes de inserir o vinagre de maçã na dieta.

Da mesma forma, as mulheres grávidas e lactantes devem falar com seu médico sobre o vinagre de maçã. Enquanto não há nenhuma pesquisa indicando que deve haver algum perigo, não há nenhuma pesquisa que garanta a sua segurança também.

Muitos médicos recomendam que as mulheres grávidas não consumam todos os alimentos não pasteurizados. Isso significaria que as mulheres grávidas não podem beber o vinagre orgânico, que é do tipo que tem todos os benefícios para a saúde.

Referência: CalorieBee

20 Melhores Alimentos Para Emagrecer

20 Melhores Alimentos Para Emagrecer

Alimentos para emagrecer em uma lista bastante variada, saudável, e com alimentos super populares, a maioria deles também muito baratos.

Nem todas as calorias são criadas iguais. Diferentes alimentos passam por diferentes vias metabólicas no organismo.

Eles podem ter efeitos muito diferentes sobre a fome, hormônios e quantidade de calorias que queimamos.

Aqui estão os 20 alimentos para emagrecer mais amigáveis da perda de peso, e que são suportados pela ciência.

Lista de alimentos para emagrecer

Alimentos para emagrecer

1. Ovos inteiros

Uma vez temido por ser rico em colesterol, o ovo deu a volta por cima!

Novos estudos mostram que eles não afetam adversamente o colesterol no sangue e não causam ataques cardíacos.

E mais, eles estão entre os melhores alimentos para emagrecer.

São ricos em proteínas, gorduras saudáveis, e podem fazer você se sentir satisfeito com uma quantidade muito baixa de calorias.

Um estudo com 30 mulheres obesas demonstrou que comer ovos no café da manhã ao invés de pães, levou ao aumento da saciedade, e fez com que essas mulheres quisessem comer menos pelas 36 horas seguintes.

Outro estudo, de oito semanas, descobriu que os ovos no café a manhã levou ao aumento da perda de peso em uma dieta de restrição calórica em comparação com os pães.

Os ovos também são incrivelmente saudáveis e contém todos os nutrientes que você precisa em uma dieta com poucas calorias. Quase todos os nutrientes são encontrados nas gemas.

2. Folhas verdes

As folhas verdes incluem couve, espinafre, acelga entre outras verduras. Eles contem diversas propriedades que os tornam perfeitos em uma Dieta para emagrecer.

Possuem poucas calorias e poucos carboidratos, mas são carregados em fibras! Quer coisa melhor para emagrecer?

Comer folhas verdes é uma ótima maneira de aumentar o volume de suas refeições, sem aumentar as calorias. São ótimos alimentos para emagrecer.

As folhas verdes também são incrivelmente nutritivas e ricas em todos os tipos de vitaminas, minerais e antioxidantes. Isto inclui o cálcio (que já foi demonstrado ajudar na queima de gordura em alguns estudos).

3. Salmão

Os peixes gordos como o salmão são incrivelmente saudáveis.

Também aumenta a saciedade, mantendo-o cheio por muitas horas, com uma quantidade relativamente baixa de calorias.

O salmão é carregado com proteína de alta qualidade, gorduras saudáveis e também contém todos os tipos de nutrientes importantes, um ótimo alimento para emagrecer.

Peixes e mariscos, em geral, fornecem uma quantidade significativa de iodo. Este nutriente é necessário para a função adequada da tiróide, o que é importante para manter o metabolismo funcionando de forma adequada e acelerada. Estudos mostram que um grande número de pessoas no mundo não estão recebendo todo o iodo de que necessitam através da alimentação.

Salmão ainda é carregado com ômega-3, que ajuda a reduzir a inflamação (conhecida por desempenhar um importante papel na obesidade e doença metabólica).

4. Vegetais crucíferos

Os vegetais crucíferos incluem o brócolis, couve-flor, repolho e couves de Bruxelas.

Como outros legumes, eles são ricos em fibras. Mas além disso, este tipo de vegetais também tende a conter ótimas quantidades de proteínas. Não tanto quanto nos alimentos de origem animal ou em legumes, mas tem um valor alto de proteína se comparados com a maioria dos vegetais.

Uma combinação de proteína, fibra e pouco carboidrato faz com que os vegetais crucíferos sejam os alimentos perfeitos para incluir em suas refeições, se você precisa perder peso, e por isso estão entre os melhores alimentos para emagrecer.

5. Carnes magras e peito de frango

A carne foi injustamente demonizada. Ela tem sido responsabilizada por vários tipos de problemas de saúde, apesar de poucas evidências.

Apesar da carne processada ser de baixíssima qualidade, a carne vermelha não processada não aumenta o risco de doença cardíaca ou diabetes. A carne vermelha tem apenas uma fraca correlação com câncer em homens.

A verdade é que a carne é um excelente alimento para emagrecer, justamente por ser rica em proteínas.

A proteína é o nutriente mais importante não só pra quem quer construir músculos, mas se encaixa como um ótimo alimento para emagrecer também.

Se você estiver em uma dieta low-carb, então sinta-se a vontade para comer carnes gordas. Mas se você estiver em uma dieta para emagrecer mais moderada, escolha apenas as carnes magras.

6. Batata cozida

Batatas brancas parecem ter caído em desuso por algum motivo… No entanto elas têm várias propriedades que as tornam alimentos perfeitos, tanto para perda de peso quanto para a saúde.

Contêm uma gama extremamente diversificada de nutrientes, um pouco de quase tudo o que precisamos.

As batatas são ótimos alimentos para emagrecer, e particularmente ricas em potássio, um nutriente que a maioria das pessoas não recebem o suficiente, e que desempenha um papel importante no controle da pressão arterial.

Em uma escala chamada índice de saciedade, que mede o quão gratificante diferentes alimentos são, as batatas cozidas obtiveram a maior pontuação de todos os alimentos testados.

O que isto significa é que, ao comer batatas cozidas você naturalmente irá se sentir mais satisfeito, e comerá menos de outros alimentos.

Se você ferver as batatas, em seguida, deixe-as esfriar um pouco, e então elas vão formar grandes quantidades de amido resistente, uma substância semelhante à fibra que tem sido demonstrado ter todos os tipos de benefícios para a saúde, incluindo o emagrecimento.

7. Atum

O atum também está na lista dos melhores alimentos para emagrecer. É outro alimento de baixo teor calórico de alto teor protéico, além de ser um peixe magro.

O atum é popular entre os fisiculturistas e modelos fitness, por ser uma ótima maneira de manter alta quantidade de proteína, com o total de calorias baixo, assim como o teor de gordura.

Se você está tentando enfatizar a ingestão de proteína, certifique-se de escolher o atum enlatado em água, não em óleo.

8. Feijão e Legumes

Alguns feijões e leguminosas podem ser benéficos para a perda de peso. Isso inclui feijão, lentilhas, feijão preto, entre outros.

Estes alimentos tendem a ter elevado teor de proteínas e fibras, dois nutrientes que elevam a saciedade.

Eles também tendem a conter um pouco de amido resistente, e estão entre os melhores alimentos para emagrecer.

9. Sopas

A maioria dos alimentos low-carb são aqueles que contêm muita água, como frutas e legumes.

Mas você também pode simplesmente adicionar água a estes alimentos, fazendo uma sopa emagrecedora.

As sopas estão entre os melhores alimentos para emagrecer. Elas ajudam a aumentar a sensação de saciedade, fazendo você se sentir mais cheio, e assim, ingerir menos calorias.

10. Queijo cottage

Os produtos lácteos tendem a ser ricos em proteínas.

Um dos melhores alimentos para emagrecer é o queijo cottage. Com poucas calorias, é composto em sua maior parte apenas de proteínas com muito pouco carboidrato e gordura.

Comer muito queijo cottage é uma ótima maneira de aumentar a sua ingestão de proteínas. É também muito saciante, fazendo você se sentir cheio com uma quantidade relativamente baixa de calorias.

Os produtos lácteos são também ricos em cálcio, o que ajuda no processo de queima de gordura.

11. Abacate

Abacates são um tipo único de frutas. Considerando que a maioria das frutas são ricas em carboidratos, os abacates são carregados com gorduras saudáveis.

Eles são particularmente ricos em ácido oleico monoinsaturado, o mesmo tipo de gordura encontrada no azeite de oliva.

Apesar de ser principalmente rico em gordura, o abacate contêm uma grande quantidade de água. É uma fruta perfeita como adição ás saladas. As gorduras saudáveis podem aumentar a absorção de nutrientes dos vegetais de duas a quinze vezes.

Eles também contêm muitos nutrientes importantes, incluindo fibras e potássio.

12. Vinagre de maçã

O vinagre de maçã é popular no uso em condimentos, como molhos ou vinagretes. Algumas pessoas chegam a diluir em água e beber.

Um estudo em indivíduos obesos demonstrou que o consumo de 15 ou 30 ml de vinagre de maçã por dia, durante 12 semanas, fez com que eles perdessem mais peso.

O vinagre também reduz os picos de açúcar no sangue após as refeições, o que pode levar a todos os tipos de efeitos benéficos sobre a saúde a longo prazo.

13. Amêndoas

Apesar de ricas em gordura, as nozes e amêndoas não são inerentemente engordativas.

Eles estão entre os melhores alimentos para emagrecer, e são excelentes como lanche, contendo quantidades balanceadas de proteínas, fibras e gorduras saudáveis.

Estudos têm demonstrado que a ingestão de amêndoas pode melhorar a saúde metabólica e mesmo causar a perda de peso.

Estudos populacionais mostraram também que as pessoas que comem nozes tendem a ser mais saudáveis e mais magras.

14. Alguns Grãos Integrais

Existem alguns tipos de grãos que são definitivamente saudáveis. Isso inclui alguns grãos integrais, sem glúten, que são carregados em fibras e contêm uma ótima quantidade de proteína.

Exemplos notáveis incluem a aveia, arroz integral e quinoa.

A aveia é carregada com beta-glucanos, fibras solúveis, que aumenta a saciedade e melhora a saúde metabólica.

Arroz, tanto integral quanto o branco também pode conter quantidades significativas de amido resistente, especialmente se preparado e, em seguida, arrefecido.

Tenha em mente que os grãos refinados são um desastre, e às vezes alimentos que têm “grãos integrais” no rótulo são altamente processados e engordativos.

15. Pimenta

Comer pimenta pode ser útil em uma dieta de perda de peso. A pimenta contêm uma substância chamada capsaicina, que ajuda a reduzir o apetite e aumentar a queima de gordura.

Esta substância é mesmo vendida em forma de suplemento, e é um ingrediente comum em muitos suplementos de perda de peso.

Um estudo mostrou que a ingestão de 1 grama de pimenta vermelha reduziu o apetite e aumentou a queima de gordura em pessoas que não comem pimenta regularmente.

No entanto, não houve efeito em pessoas que estavam acostumadas a comer alimentos picantes, indicando que algum tipo de tolerância pode acumular-se.

16. Frutas

A maioria dos especialistas em saúde concordam que a fruta é saudável. Numerosos estudos populacionais têm mostrado que pessoas que comem mais frutas (e legumes) tendem a ser mais saudáveis do que pessoas que não ingerem estes alimentos.

Mesmo que contenham açúcar, as frutas tem pouco carboidrato, e levam um tempo para mastigar, o que ajuda na saciedade. Além disso, a fibra ajuda a prevenir o açúcar de ser liberado muito rapidamente na corrente sanguínea.

As únicas pessoas que podem querer evitar ou minimizar as frutas na dieta são aqueles que tem algum tipo de intolerância à frutose, ou que estejam em uma dieta com baixas calorias.

Para o resto de nós, as frutas podem ser um complemento eficaz (e delicioso) em uma dieta de perda de peso.

17. Toranja

Apesar de não ser popular no Brasil, uma fruta que merece ser destacada é a toranja, porque os seus efeitos sobre o controle de peso foram estudados diretamente.

Em um estudo com 91 indivíduos obesos, os que comeram metade de uma toranja fresca antes das refeições emagreceram cerca de 1,6 kg a mais ao longo de um período de 12 semanas. Eles também tiveram reduções na resistência à insulina, uma anomalia metabólica que está implicada em várias doenças crônicas.

18. Sementes de chia

Sementes de chia estão entre os alimentos mais nutritivos do planeta.

Além de um alimento low-carb, é uma das melhores fontes de fibras no mundo.

Por causa de toda a fibra, as sementes de chia podem absorver até 11-12 vezes o seu peso em água, transformando-se em um gel que se expande no estômago.

Embora alguns estudos tenham mostrado que as sementes de chia podem ajudar a reduzir o apetite, não foi encontrado um efeito estatisticamente significativo sobre a perda de peso.

No entanto, dada a sua composição de nutrientes, faz sentido que as sementes de chia sejam úteis em uma dieta para emagrecer.

19. Óleo de coco

Nem todas as gorduras são iguais. O óleo de coco é rico em ácidos graxos de comprimento médio, chamado de triglicerídeos de cadeia média (MCTs).

Estes ácidos aumentam a saciedade em comparação com outras gorduras, bem como aumentam também a quantidade de calorias queimadas.

Há também dois estudos, um em mulheres e outro em homens, mostrando que o óleo de coco conduz a quantidades reduzidas de gordura da barriga.

Mas ele não deve ser adicionado em sua dieta, e sim, substituir algumas de suas outras fontes de gordura.

O azeite extravirgem também vale a pena mencionar aqui, porque é provavelmente a gordura mais saudável do planeta.

20. Iogurte

Outro excelente alimento lácteo é o iogurte e está entre os melhores alimentos para emagrecer. Ele contém bactérias probióticas que podem melhorar a função do seu intestino.

Ter um intestino saudável pode potencialmente ajudar a proteger contra a inflamação e resistência a leptina, que é o principal motor hormonal da obesidade.

Apenas certifique-se de escolher o iogurte normal, e não o zero. Estudos mostram que produtos lácteos que não sejam os de baixo teor de gordura, estão associados a um risco reduzido de obesidade e diabetes tipo 2 ao longo do tempo.

Referência: Authority Nutrition.

Amido Resistente: Tudo que você precisa saber

Amido Resistente: Tudo que você precisa saber

O amido resistente pode ser um ótimo aliado para quem deseja emagrecer, além de oferecer uma série de benefícios à saúde.

O que é amido resistente?

A Comissão das Comunidades Européias apoiou uma investigação que acabou levando a uma definição de amido resistente, que surgiu na década de 1970, e é atualmente considerado como sendo um dos três tipos de amido: há o amido de digestão rápida, amido de digestão lenta e o amido resistente, cada um dos quais pode afetar os níveis de glicose no sangue.

A maioria dos carboidratos na dieta são amidos, que constituem longas cadeias de glicose encontradas em grãos, batatas, e diversos outros alimentos.

Amido resistente

Nem todo o amido que comemos é digerido. Às vezes, uma pequena parte do que passa através do trato digestivo é inalterada. Em outras palavras, é resistente à digestão.

Este tipo de amido é chamado amido resistente, e funciona como se fosse um tipo de fibra solúvel.

Diversos estudos em humanos mostraram que o amido resistente pode apresentar poderosos benefícios à saúde. Isto inclui a melhoria da sensibilidade à insulina, melhoria dos níveis de açúcar no sangue, diminuição do apetite e uma série de benefícios para a digestão.

Alguns tipos (1, 2 e 3) são fermentados pela grande microbiota intestinal, conferindo benefícios para a saúde humana através da produção de ácidos graxos de cadeia curta, o aumento da flora bacteriana, e a promoção de bactérias produtoras de butirato. Ele pode ter efeito fisiológico semelhante à fibra dietética, funcionando como um laxante natural e suave. Mas se consumido exageradamente, pode gerar os desagradáveis gases (flatulências).

O amido resistente é realmente um tema muito popular nos dias de hoje. Nos últimos meses, centenas de pessoas têm experimentado incluir mais deste tipo de amido em suas dietas, e visto grandes melhorias.

Ele é encontrado naturalmente nos alimentos, mas também pode ser incluído através da adição de tipos isolados ou fabricados de amido resistente.

Informação nutricional

O amido resistente é considerado tanto uma fibra dietética como uma fibra funcional, dependendo se ele é naturalmente encontrado nos alimentos, ou se ele é adicionado.

Foram propostas duas definições:

  • Fibra funcional como “hidratos de carbono isolados, não digeríveis, que têm efeitos fisiológicos benéficos em seres humanos”,
  • E fibra dietética, como “hidratos de carbono não digeríveis e lignina que são intrínsecos e intactos nas plantas.”

Tipos de amido resistente

A classificação não é tão simples, no entanto, necessária, visto que podem coexistir vários tipos diferentes de amido resistente no mesmo alimento.

Dependendo da forma como é preparado o alimento, podem haver alterações nas quantidades de amidos resistentes. Por exemplo, quando uma banana amadurece, ela degrada os amidos resistentes, transformando-os em amidos regulares.

O processamento pode afetar o conteúdo de amido resistente natural dos alimentos. Em geral, os processos que quebram as barreiras estruturais para digestão reduzem o teor de amido resistente, com maior redução resultante do processamento. Grãos de trigo inteiros podem conter uma quantidade elevada deste amido, 14%, enquanto que a farinha de trigo moída pode conter apenas 2%.

Durante o cozimento, o amido é gelatinizado e torna-se mais digerível. No entanto, se estes géis de amido são, em seguida, arrefecidos, eles podem formar cristais de amido resistentes a enzimas digestivas (Tipo 3), tais como as que ocorrem em cereais ou batatas cozidas e arrefecidas (por exemplo, a salada de batata). O arrefecimento da batata cozida de um dia para o outro  aumenta a quantidade de amido resistente do alimento.

O amido resistente é qualquer amido que não é digerido e absorvido no estômago ou no intestino delgado, mas que passa para o intestino grosso. Ele é classificado em quatro tipos:

Tipo 1

É encontrado em grãos, sementes e leguminosas, ou cereais integrais não processados, e resiste a digestão porque está ligado dentro das paredes das células fibrosas.

Tipo 2

É encontrado em alguns alimentos ricos em carboidratos, incluindo batatas cruas e bananas verdes.

Tipo 3

É formado quando certos alimentos ricos em amido, incluindo batatas e arroz, são cozidos e depois arrefecidos.

O arrefecimento transforma alguns dos amidos digestíveis em amidos resistentes através de um processo chamado de retrogradação, que se refere aos processos de amido dissolvido a fim de tornar-se menos solúvel, após ter sido aquecido e dissolvido em água e, em seguida, arrefecido.

Tipo 4

É formado através de um processo químico sintético. Refere-se aos amidos resistentes tipo 4 que foram quimicamente modificados para resistir à digestão.

Como o amido resistente funciona

A principal razão pela qual o amido resistente funciona, é que ele age como fibra solúvel, fermentável.

Ele passa pelo estômago e intestino delgado sem ser digerido, eventualmente atingindo o cólon, onde alimenta as bactérias amigas ​​do intestino.

Enquanto a maioria dos alimentos que comemos alimentam apenas 10% das nossas células, fibras fermentáveis ​​e amidos resistentes alimentam os outros 90%.

Na verdade, existem centenas de diferentes espécies de bactérias no intestino. Nas últimas décadas, os cientistas descobriram que dependendo da quantidade e do tipo de bactéria, pode haver um impacto profundo sobre a saúde.

O amido resistente alimenta as bactérias amigas do intestino, tendo um efeito positivo sobre o tipo de bactérias, bem como o número deles.

Quando as bactérias digerem os amidos resistentes, elas formam vários compostos, incluindo os gases, e o ácido butirato de metilo, um ácido gordo de cadeia curta, que promove a saúde do intestino.

Benefícios do amido resistente

A fermentação interna de amido resistente pode causar gás quando grandes quantidades são consumidas. Uma revisão estimou que a ingestão diária aceitável de amido resistente pode ser tão alta quanto 45 gramas em adultos, um montante superior ao consumo total recomendado para uma fibra alimentar de 25 a 38 gramas por dia.

Nas suas várias formas, o amido resistente é digerido e fermentado variavelmente, de forma que conduz a pesquisa preliminar de subtipos de amido resistente em risco de doença.

Quando o amido resistente isolado é utilizado para substituir a farinha em alimentos, a resposta glicêmica do alimento é reduzida. Há uma evidência preliminar que o amido resistente, utilizado como um substituto de hidratos de carbono refinados, pode aumentar a sensibilidade à insulina, e reduzir o risco de diabetes tipo 2.

As plantas produzem amido com diferentes tipos de estrutura e formas características que podem afetar a digestão. Por exemplo, grânulos de amido mais pequenos são mais disponíveis à digestão enzimática, porque a maior porcentagem de área de superfície aumenta a taxa de ligação de enzima. O amido é constituído por amilose e amilopectina, que afetam as propriedades texturais de alimentos industrializados. Os amidos com alto teor de amilose, geralmente têm maior quantidade de amido resistente.

Promove a saúde do intestino

Ao ingerir o amido resistente, ele vai parar no intestino grosso, onde as bactérias o digerem e transform-no em ácidos graxos de cadeia curta.

O mais importante destes ácidos gordos de cadeia curta é butirato de metilo, o combustível preferido das células que revestem o cólon.

Portanto, o amido resistente tanto alimenta as bactérias benéficas, como indiretamente alimenta as células do cólon, aumentando a quantidade de butirato.

O amido resistente tem diversos efeitos benéficos sobre o cólon, reduzindo o nível de pH, de forma potente e reduzindo também a inflamação, levando a várias alterações benéficas que podem até mesmo reduzir o risco de cancro colo-rectal, um tipo de câncer que é a quarta causa de morte mais comum em todo o mundo.

Os ácidos gordos de cadeia curta que não são utilizados pelas células do cólon são movidas para o fígado e para o resto do corpo através da corrente sanguínea, e podem conduzir a vários efeitos benéficos.

Devido aos seus efeitos terapêuticos sobre o cólon, o amido resistente pode ser útil para várias desordens digestivas. Isto inclui doenças inflamatórias do intestino, como a colite ulcerosa e doença de Crohn, obstipação, diverticulite e diarréia.

No entanto, é preciso acompanhamento médico adequado, assim como exames que possibilitem quaisquer recomendações.

Aumenta a sensibilidade à insulina, reduz os níveis de açúcar no sangue e melhora a saúde metabólica

O amido resistente tem vários benefícios para a saúde metabólica.

Vários estudos mostram que pode melhorar a sensibilidade à insulina, como a forma como as células do corpo respondem à insulina.

O amido resistente também é muito eficaz na redução dos níveis de açúcar no sangue após as refeições. Ele também pode reduzir o pico de açúcar no sangue após a refeição.

O efeito sobre o metabolismo da glicose e da insulina é realmente impressionante. Alguns estudos encontraram uma melhoria de 33-50% na sensibilidade à insulina após 4 semanas de consumo de 15 a 30 gramas de amido resistente por dia.

Tendo baixa resistência à insulina acredita-se ser um fator importante em algumas das doenças mais graves do mundo, incluindo a síndrome metabólica, diabetes tipo 2, obesidade, doenças cardiovasculares e doença de Alzheimer.

Ao melhorar a sensibilidade à insulina e reduzir os níveis de açúcar no sangue, o amido resistente pode ajudar a evitar a doença crônica e pode fazer você viver melhor e por mais tempo.

No entanto, nem todos os estudos concordam que o amido resistente tenha todos esses efeitos, porque isso pode depender do indivíduo, da dose e do tipo de amido resistente utilizado.

Amido resistente no emagrecimento

O amido resistente tem menos calorias do que os amido regulares (2 versus 4 calorias por grama).

Vários estudos mostram que os suplementos de fibras solúveis podem contribuir para a perda de peso, principalmente através do aumento da sensação de saciedade e redução do apetite.

Existem alguns estudos em animais que mostram que o amido resistente pode causar a perda de peso, mas esse estudo ainda não foi realizado em seres humanos adequadamente.

Eu, pessoalmente, duvido que a adição de amido resistente à sua dieta levaria a qualquer efeito significativo sobre o seu peso, mas pode torná-lo mais fácil, visto que promove a saúde do intestino, e aumenta a saciedade.

Leia também: O Que Comer Para Emagrecer.

Em estudos realizados em animais, foi constatado que o amido resistente também pode aumentar a absorção de minerais.

Como adicionar o amidos resistente à sua dieta

Há duas maneiras de adicionar amidos resistentes à sua dieta: obtê-los a partir de alimentos, ou complementá-los.

Vários alimentos comumente consumidos são ricos em amido resistente, como:

  • Batatas cruas;
  • Batatas cozidas e depois arrefecidas;
  • Bananas verdes;
  • Diversos legumes, como as cenouras;
  • Castanhas de caju;
  • Aveia crua;
  • Massas;
  • Lentilhas;
  • Dentre outros.

A teff é uma farinha sem glúten, rica em amido resistente e em proteínas, e uma ótima fonte de fibras.

Como você pode ver, todos estes alimentos são ricos em carboidratos, por isso eles devem ser consumidos com cautela se você está em uma dieta para emagrecer.

A fécula de batata crua contém cerca de 8 gramas de amido resistente por colher de sopa, e poucas calorias, portanto, uma ótima alternativa.

Já 4 colheres de sopa de amido de batata crua deve fornecer 32 gramas de amido resistente. É importante começar a incluí-lo devagar na alimentação, porque se for exagerado, pode causar flatulências e desconforto.

Pode levar algum tempo (de 2 a 4 semanas) para aumentar a produção de ácidos graxos de cadeia curta, e para perceber todos os seus benefícios, então seja paciente.

Curiosidades

Estima-se que a ingestão média de amido resistente em países desenvolvidos varia de 3-6 gramas por dia entre os europeus do norte, australianos e americanos. 8,5 gramas diárias entre os italianos, e 10 a 15 gramas por dia em dietas indianas e chinesas.

O maior consumo de alimentos que contêm amido, como massas e o arroz, provém da Itália, Índia e China.

Vários estudos descobriram que a dieta tradicional Africana também é rica em amido resistente. Sul-africanos consomem uma média de 38 gramas de amido resistente por dia, por ter a papa de aveia e grãos de milho cozidos presentes com frequência em suas dietas.

Tipicamente, a fortificação de alimentos utiliza o amido resistente tipo 2 (do milho), o amido resistente tipo 3 (da mandioca), e o amido resistente tipo 4 (do trigo e da batata), tal como estas fontes podem sobreviver a diversos graus de processamento de alimentos sem perder seu conteúdo de amido resistente.

O amido resistente tem um tamanho de partícula pequena, aparência branca, sabor suave, e baixa capacidade de retenção de líquidos.

Normalmente substitui a farinha em alimentos como o pão, e outros produtos de panificação, massas e cereais.

Ele não liberta glicose no intestino delgado, mas atinge o intestino grosso, onde é consumido ou fermentado por bactérias do cólon (flora intestinal).

Conclusão

Muitas pessoas estão experimentando os amidos resistentes atualmente, e obtendo diversos benefícios.

Diversos estudos mostraram que o amido resistente pode apresentar poderosos benefícios à saúde, como a melhoria da sensibilidade à insulina, melhoria dos níveis de açúcar no sangue, diminuição do apetite e uma série de benefícios para a digestão.

Incluí-lo em sua alimentação não é difícil e a lista de alimentos que citamos irá ajudar.

Que tal compartilhar esta dica com seus amigos?

Referências bibliográficas: Wikipédia, Authority Nutrition

Benefícios da Teff, Farinha Sem Glúten

Benefícios da Teff, Farinha Sem Glúten

Conheça a novidade que é a teff, uma farinha sem glúten que pode substituir a farinha de trigo, e que tem um gosto bastante agradável. Descubra também seus inúmeros benefícios.

Apesar de um grão antigo, a teff é ainda assim uma novidade. Grão fino que cresce predominantemente na Etiópia e Eritreia, e prospera mesmo em climas difíceis, tem um sabor muito suave, de noz, e embala benefícios que você conhecerá a seguir, e que vão além das expectativas.

É uma farinha equilibrada em aminoácidos, rica em proteínas, cálcio e ferro. Pode ser usada no preparo do pão tradicional, panquecas, e etc. Também pode ser uma excelente alternativa de farinha sem glúten para massas de tortas, biscoitos, e uma variedade de outros produtos de panificação. Os grãos também podem ser consumidos inteiros, cozidos a vapor, ou assados.

Curiosidades

farinha sem glúten
Teff

Antes de citar os benefícios da teff, separamos algumas curiosidades bastante agradáveis deste maravilhoso grão:

  • A história da Teff remonta milhares de anos, para as civilizações antigas da Abissínia, como um suporte confiável para a sobrevivência de nossos antepassados. Atraídos por seu delicioso sabor, composição livre de glúten, e versatilidade, mais consumidores tem buscado experimentar esta farinha, que tornou-se bastante conhecida devido ao seu grande valor nutricional.
  • Seu nome científico [Eragrostis tef (ou Maskal Teff)] empresta seu nome do grego, que significa “a grama do amor” de eros – amor, e agrostis – grama.
  • Para a sua sobrevivência, a teff utiliza um tipo de fotossíntese, chamado de carbono 4, que se desenvolveu no início da era do gelo, e permite que a teff seja mais eficiente a temperaturas tão elevadas como as do corpo humano, ao contrário do trigo, cuja temperatura mais eficiente é de 15 °.
  • Apenas 45 gramas podem produzir até uma tonelada de grãos em apenas 12 semanas, tempo que é centenas de vezes menor do que o necessário para a produção do trigo.
  • Ela ainda ajuda a perder peso, aumentar a libido, e reduzir a queda de cabelos.
  • É, sem dúvida, um dos grãos mais nutritivos do mundo.
  • Também é amigo do meio ambiente, exigindo muito pouca água para prosperar e brota em apenas um dia.

Benefícios da Teff

1. É uma farinha sem glúten

Um dos maiores benefícios da teff para quem está em processo de emagrecimento, é este alimento ser livre de glúten. Alérgicos e celíacos podem consumir sem preocupações.

glúten é uma proteína encontrada no trigo e em outros grãos, como a cevada e o centeio, e é frequentemente associado a problemas digestivos, como gases, flatulência, diarréia e constipação. A teff tem fácil digestão, e ação anti-inflamatória, ao contrário de muitos outros grãos altamente refinados.

Muitos especialistas afirmam que a dieta sem glúten funciona pelo fato de aumentar a produção de hormônios que estão ligados a digestão, e também à saciedade. Isso porque o glúten é tido como o principal vilão na diminuição da produção desses importantes hormônios.

Algumas pesquisas revelam que o glúten permite a permeabilidade intestinal, mas o problema é que alguns pedaços dessa substância, que não são digeridos no intestino, acabam caindo na corrente sanguínea, o que causa uma reposta inflamatória do corpo, que agrava a obesidade e pode até desencadear a doença celíaca.

Leia também: Alimentos Que Contém Glúten E Você Nem Sabia

2. É uma boa fonte de fibras

A teff é rica em amido resistente, um tipo recém-descoberto de fibra dietética que pode beneficiar a gestão de açúcar no sangue, controle de peso e saúde do cólon.

Amidos resistentes podem melhorar a saúde do intestino, alimentando boas bactérias. Estima-se que 20-40% dos hidratos de carbono em teff são amidos resistentes.

Outro alimento rico em amido resistente é a farinha de banana verde. Saiba como fazer em casa.

As fibras ajudam a emagrecer, aumentando a sensação de saciedade, e previnem a prisão de ventre, assim como algumas doenças intestinais como as hemorróides, divertículos do intestino grosso, e câncer de intestino.

Veja outros alimentos ricos em fibras.

3. Embalado em proteínas

Embora não seja uma proteína completa, como a quinoa por exemplo, uma porção de 60 gramas de teff ainda tem 7 gramas de proteína, mesma quantidade de um ovo grande.

Ele é considerado como tendo uma excelente composição de aminoácidos (incluindo todos os 8 aminoácidos essenciais para os seres humanos), e tem níveis de lisina superiores de trigo ou cevada. A lisina promove produção de elastina e colágeno, mantendo a pele suave, macia e jovem.

Descubra as 26 melhores fontes de proteína para a sua dieta.

Você sabia que ingerir proteínas é fundamental não só para ganhar músculos, mas também para perder barriga?

Descubra o que deve ser aliado ás proteínas para ter uma barriga chapada.

4. Repleta de cálcio

A teff é repleta de cálcio. Cada 100 gramas de teff contém 180mg de cálcio. Uma xícara de teff cozida contém a mesma quantidade de cálcio que está em meia xícara de espinafre cozido, ou em um copo de leite.

É uma ótima alternativa de cálcio para aqueles que preferem uma alimentação livre de laticínios, ajudando a proteger os ossos e diminuir o risco de osteoporose.

Descubra se o cálcio oferece benefícios na perda de peso.

5. Rico em vitaminas e minerais

Teff contém vitamina C, um nutriente que normalmente não é encontrado em outros grãos. É também rico em vitaminas B de tiamina (B1) e piridoxina (B6), e minerais como ferro, fósforo, manganês e cobre. O cobre é vital para a produção de energia e para o bom funcionamento do paladar.

Você sabia que os baixos níveis de cobre podem causar queda de cabelo prematura? Estudos descobriram que aumentar a ingestão de cobre pode acabar com a queda de cabelo e com o envelhecimento precoce.

Os minerais na teff podem ajudar a reduzir o risco de acidente vascular cerebral, bem como problemas com pressão arterial e colesterol.

6. Ajuda a acalmar os músculos

A teff pode ajudar a relaxar e acalmar os músculos. A ingestão regular de teff pode ainda oferecer alívio para as pernas, e para problemas de insônia ou dores musculares.

Onde comprar

Talvez ainda seja muito cedo para encontrar este grão em seu supermercado local, mas você pode encontrá-la em lojas de produtos naturais ou orgânicos.

Como Usar

A Teff tem um sabor doce e agradável, e você pode usar como faria com qualquer outro grão. É especialmente gostoso salpicado por cima de frutas, ou num mingau de café da manhã. Ela também pode ser utilizada como uma alternativa ao trigo, a cevada ou à farinha de arroz.

Que tal compartilhar esta novidade com seus amigos?

Referências bibliográficas:

teffco; Body and soul

26 Melhores Proteínas Para Emagrecer

26 Melhores Proteínas Para Emagrecer

Você já deve saber que comer proteínas para emagrecer é algo fundamental. Além de aumentar a massa muscular, a proteína ainda aumenta a sensação de saciedade.

Para ajudá-lo a libertar-se da rotina de ovos e frango, compilamos uma lista das melhores proteínas para emagrecer em todas as categorias de alimentos.

Nesta lista você encontra carnes vermelhas, frutas e vegetais, sementes, laticínios, aves, ovos, frutos do mar, nozes, e todos com as calorias e quantidade de proteínas por porção, para informá-lo da melhor maneira possível.

Proteínas para emagrecer

A lista a seguir é repleta de alimentos deliciosos como o da imagem acima. Confira…

Frutas e vegetais

1 Espinafre

  • 1 xícara (cozida)= 41 calorias, 5 gramas de proteínas.

O vegetal favorito do Popeye é uma grande fonte de proteína, assim como de vitaminas A e C, antioxidantes e ácido fólico saudável para o coração. Um copo do superalimento verde tem quase a mesma quantidade de proteínas que um ovo cozido, e apenas metade das calorias.

Para obter maior retorno nutricional, certifique-se de cozinhar seu espinafre ao vapor ao invés de comê-lo cru. Este método de cozimento ajuda a reter vitaminas e torna mais fácil para o corpo absorver os benefícios deste alimento. Você ainda pode temperá-lo com pimenta, alho, azeite e suco de limão.

Uma única xícara de espinafre contém quase 20% de RDA, uma fibra dietética que ajuda o organismo na hora da digestão e que ainda promove o trato intestinal e reduz as chances de prisão de ventre e constipação.

2. Tomate seco

  • 1 xícara= 139 calorias, 6 gramas de proteínas.

Tomates são embalados com o antioxidante licopeno, que reduz o risco de algumas doenças, além de também serem ricos em vitaminas A e K.

3. Goiaba

  • 1 xícara= 112 calorias, 4,2 gramas de proteínas.

Entre as frutas, esta é a que mais contém proteínas, que embala mais de 4 gramas por copo, juntamente com 9 gramas de fibras e apenas 112 calorias.

4. Alcachofra

  • 1 vegetal médio= 60 calorias, 4,2  gramas de proteínas.

A grelina, também conhecida como o hormônio da fome, é suprimida quando o estômago está cheio. A alcachofra ainda tem quase o dobro de fibras do que o couve (10,3 g por alcachofra média, e 40% da quantidade diária de fibras necessárias).

Entre eles está o fato de que alcachofra emagrece e é usada em formato de cápsulas, chá ou em pratos especiais para quem quer perder alguns quilos. Isso ocorre porque 100 gramas de alcachofra possui doses concentradas de fósforo, cálcio, iodo, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B, vitamina A, enxofre, cobre, zinco e potássio.

5. Ervilhas

  • 1 xícara= 118 calorias, 8 gramas de proteínas.

Apesar de não parecer um alimento capaz de te deixar mais forte, uma xícara de ervilhas verdes contém oito vezes a proteína de uma xícara de espinafre. E com quase 100% de seu valor diário de vitamina C em um único copo, a ervilha ajuda a manter o seu sistema imunológico forte.

Carne Vermelha

6. Bovinos

  • 100 gramas de bife= 133 calorias, 26 gramas de proteínas.

Quando se trata de bife ou hambúrgueres, os bovinos que apresentam melhores fontes de proteínas são os que foram alimentados com capim.

7. Carne de avestruz

  • 100 gramas= 194 calorias, 29 gramas de proteínas.

A carne de avestruz tem o sabor parecido ao da carne bovina, e tem menos gordura do que o peru ou frango. Uma porção tem 200% da dose diária recomendada de vitamina B-12. Esta carne exótica também pode ajudar a reduzir gradualmente o seu abdômen. E não é tão difícil de encontrar quanto parece.

8. Carne de porco

  • 100 gramas= 124 calorias, 24 gramas de proteínas.

Inimiga de longa data de médicos e dietas, a carne de porco pode fazer parte do cardápio de quem está emagrecendo desde que você escolha o corte certo.

Sua melhor aposta é o lombo de porco: uma porção de 85 gramas de lombo de porco tem um pouco menos gordura do que um peito de frango sem pele. Ainda tem 24 gramas de proteína por porção.

Frutos do Mar

9. Salmão

  • 85 gramas= 121 calorias, 17 gramas de proteínas.

Não deixe o alto teor de calorias e gordura do salmão enganá-lo; Estudos sugerem que o óleo de peixe pode ser um dos melhores para a perda de peso.

10. Atum em lata

  • 85 gramas= 73 calorias, 16 gramas de proteínas.

A conserva de atum uma das melhores e mais acessíveis formas de peixe para perda de peso, especialmente de perda de barriga!

11. Bacalhau

  • 85 gramas= 70 calorias, 15 gramas de proteínas.

Comer cinco porções de bacalhau por semana como parte de uma dieta de baixa caloria pode ser muito eficaz na perda de peso. Pesquisadores atribuem as propriedades de saciedade e emagrecimento de elevado teor de proteínas e aminoácidos, que podem ajudar a regular o metabolismo.

Aves e Ovos

12. Peru

  • 100 gramas= 140 calorias, 16 gramas de proteínas.

Magro e rico em proteínas, o peru pode ser um delicioso aliado da dieta de perda de peso. 100 gramas de peru contém 140 calorias, 16 gramas de proteína e oito gramas de gordura. Além disso, o peru é rico em Omega-3, ácidos-18 mg por porção, e ainda ajuda a estimular o funcionamento do cérebro, melhorar seu humor e desligar genes de gordura, impedindo as células de gordura de crescer em tamanho. Apenas certifique-se de comprar apenas carne branca; a escura contém mais gordura.

E procure prepará-lo grelhado. As versões do restaurante podem ser embaladas em elementos ou temperos para aumentar o sabor, mas que aumentam também as calorias.

13. Frango

  • 85 gramas de peito cozido= 142 calorias, 26 gramas de proteína.

85 gramas de peito de frango cozido contém apenas 142 calorias e 3 gramas de gordura, e embala um colossal 26 gramas de proteína – mais da metade da dose diária recomendada do dia.

14. Ovos

  • 1 ovo= 85 calorias, 7 gramas de proteínas.

O ovo é a maneira mais fácil, mais barata e mais versátil para a sua ingestão de proteínas. Além de facilmente levantar sua contagem de proteínas por dia, cada ovo embala uma sólida quantidade de 7 gramas de construtor de músculos!

Os ovos também fazem bem à saúde: são carregados com aminoácidos, antioxidantes e ferro.

15. Feijão

  • 1/2 xícara= 109-148 calorias, 7-10 gramas de proteína.

Os feijões são bons não só para a saúde, como também são carregados com proteínas, antioxidantes, vitaminas e minerais que podem beneficiar o seu cérebro e os músculos. Sua digestão é lenta, o que o ajudará a sentir-se satisfeito por mais tempo.

16. Lentilha

  • 1 xícara= 230 calorias, 18 gramas de proteína.

Uma xícara de lentilhas tem a mesma quantidade de proteínas que três ovos, com menos de um grama de gordura!

Seu alto teor de fibras torna extremamente saciante, e estudos têm mostrado que a lentilha ajuda a acelerar a perda de gordura.

17. Pasta de amendoim

  • 2 colheres de sopa= 191 calorias, 7 gramas de proteína.

Esta propagação cremosa é absolutamente viciante. Enquanto comer muita manteiga de amendoim pode causar estragos na sua cintura, manter o padrão de duas colheres irá servir para fornecer uma dose sólida de proteínas de construção muscular e gorduras saudáveis.

De acordo com um estudo de 2014 publicado no The American Journal of Clinical Nutrition, consumir amendoim pode impedir ambas as doenças cardiovasculares e arteriais coronárias – o tipo mais comum de doença cardíaca. Procure o sem sal, sem açúcar e sem óleos hidrogenados para colher o máximo de benefícios.

Grãos

18. Pão de Grãos

  • Duas fatias= 138-220 calorias, 8-12 gramas de proteína.

Nem todos os pães são bombas calóricas esperando para quebrar seus objetivos de emagrecimento. Este pão rico em nutrientes é carregado em proteínas. Para aumentar o sabor de suas fatias, faça um sanduíche vegetariano transbordando com nutrientes saudáveis.

Veja também: Pão Engorda? Mito Ou Verdade?

19. Teff

  • 1/4 xícara= 180 calorias, 7 gramas de proteína.

Este grão sem glúten é carregado com fibras, aminoácidos essenciais, cálcio e vitamina C – nutrientes que normalmente não são encontrados nos grãos. Para colher os benefícios, você pode fazer um mingau de teff com aveia pela manhã.

Laticínios

20. Queijo Gruyere

  • 30 gramas= 117 calorias, 8 gramas de proteínas.

Uma fatia deste queijo suíço contém 30% a mais de proteína do que um ovo.

21. Iogurte Grego

  •  200 gramas= 150 calorias, 20 gramas de proteínas.

Iogurte pode ser um de seus aliados-chave na perda de peso. O iogurte grego ajuda a aumentar o metabolismo, fortalecer o sistema imunológico, e ainda ajuda a manter a saciedade por mais tempo, por ser mais consistente.

O iogurte é uma ótima maneira de obter proteína e probióticos pela manhã.

22. Leite

  • 220 ml (1 copo)= 110 calorias, 8 gramas de proteínas.

Um estudo publicado no “Journal of the American Dietetic Association”, em Outubro de 2007, descobriu que o leite de soja fortificado foi tão eficaz quanto o leite de vaca para otimizar a perda de peso. O leite desnatado é o que contém menos calorias.

Veja também: Como Escolher O Melhor Leite Para Emagrecer.

Nozes e Sementes

23. Chia

  • 28 gramas= 138 calorias, 5 gramas de proteínas.

Uma das características de uma dieta equilibrada é ter uma boa relação de ácidos graxos ômega-6 e ômega-3.

A chia ajuda a aumentar a saciedade, fortalece o sistema imunológico além de fornecer outros benefícios como os cardiovasculares.

24. Sementes de abóbora descascadas

  • 28 gramas= 158 calorias, proteínas 9 gramas de proteínas.

Um punhado de sementes de abóbora é uma boa fonte de proteínas, gorduras saudáveis ​​e fibras, fazendo-o sentir-se mais satisfeito e energizado por mais tempo, além de conter manganês, magnésio, fósforo e zinco, que fornecem suporte adicional de energia para maximizar o tempo de treino.

25. Amêndoas

  • 28 gramas= 164 calorias, 6 gramas de proteínas.

Pense em cada amêndoa como uma pílula de perda de peso natural. As amêndoas ajudam a queimar mais gordura e calorias durante os treinos, segundo um estudo impresso no Jornal da Sociedade Internacional de Nutrição Esportiva.

26. Castanha de caju

  • 28 gramas= 157 calorias, 5 gramas de proteínas.

A castanha de caju é boa fonte de proteína, fósforo, magnésio, cálcio e cobre, e não deve ser ignorada. Ainda possui uma infinidade de benefícios para a saúde, tais como ajudar seu corpo a aliviar como constipação, insônia, dores de cabeça e cãibras musculares, bem como regulação do sistema imunológico e ajuda a melhorar o funcionamento do cérebro.

Conhecimento é algo que deve ser repassado. Que tal compartilhar estas dicas com seus amigos?

Referências: Eatthis

Psyllium: 8 Motivos para Usar na Dieta

Psyllium: 8 Motivos para Usar na Dieta

A casca de psyllium ajuda a emagrecer, além de oferecer uma série de outros benefícios à saúde prevenindo alguns problemas, e servindo inclusive como remédio caseiro para certas dores e desconfortos.

Geralmente está presente na composição de farinhas seca barriga.

Saiba um pouco mais sobre a casca desta planta, como ela pode te ajudar a perder peso, e mais sete de seus benefícios.

Casca de psyllium

casca de psyllium para emagrecer

Casca de psyllium está ganhando popularidade em todo o mundo devido aos benefícios que oferece à saúde. É comumente conhecido como isabgol na Índia. É bastante eficaz como um remédio para o tratamento de doenças gastrointestinais comuns. No entanto, os benefícios desta casca estão além da saúde digestiva. Você vai descobrir a seguir como também beneficia o coração, e como a casca de psyllium ajuda a emagrecer.

Benefícios do psyllium

1. Alivia a constipação

A casca do psyllium é uma mistura maravilhosa de fibras solúveis e insolúveis, e isso o torna um ótimo remédio para a constipação. Ela se expande no estômago sobre o bolo alimentar e ajuda a empurrar as toxinas para fora do corpo. Também age absorvendo a água do trato digestivo formando assim a consistência das fezes e aliviando a prisão de ventre.

2. Trata dores de barriga

Tratamento de dores de barriga com um remédio caseiro parece surpreendente, mas a casca de psyllium é capaz de ajudar nisso. A fibra deve ser consumida com iogurte para fornecer alívio dessas dores. A casca de psyllium adiciona volume às fezes e endurece fezes escorrendo enquanto iogurte fornece probióticos para ajudar na cura da infecção. Desta forma, ele fornece alívio rápido de diarréia.

3. Dores de estômago

A casca de psyllium parece ser o melhor remédio natural para dores estomacais devido a acidez. Ele funciona como um revestimento na parede do estômago, formando uma camada de proteção contra a acidez. A casca de psyllium é também conhecida por ajudar na digestão dos alimentos e a secreção de ácidos do estômago.

4. Psyllium Ajuda a Emagrecer

A Casca de psyllium é uma grande aliada para ajudar a alcançar seus objetivos de emagrecimento. Ele ajuda a manter a saciedade por mais tempo, e ela fere o desejo por junk food. Funciona também para limpar o cólon, e ajuda a remover todos os resíduos presentes no estômago, tornando a digestão eficaz e mantendo você mais saudável.

5. Melhora a digestão

A casca de psyllium é embalada com fibras solúveis e insolúveis. Ela não só limpa o estômago como também ajuda na circulação adequada do alimento através do intestino.

6. Ajuda a manter a saúde do coração

As fibras presentes na casca de psyllium são eficazes na redução dos níveis de colesterol, protegendo o coração. Seu consumo é altamente recomendado para prevenir doenças cardíacas. Ele forma uma camada fina sobre as paredes do intestino e impede que o colesterol seja absorvido a partir dos alimentos.

Isso faz baixar os níveis de colesterol no sangue e, por conseguinte, o colesterol excessivo que pode ser prejudicial é eliminado.

7. Ajuda a prevenir diabetes

Quando consumida a casca de psyllium, forma-se uma substância do tipo de um gel que é eficaz em retardar o processo de degradação e absorção de glicose no corpo.

8. Proporciona alívio das hemorróidas

Uma vez que a casca é de natureza fibrosa, é particularmente útil para aqueles que sofrem de hemorróidas. Ele ajuda no funcionamento do intestino, e no amolecimento do bolo fecal através da absorção de água dos intestinos, o que ajuda consequentemente a alivira as hemorróidas.

Dicas para escolher

O melhor é optar pelo psyllium pré-embalado, pois não irá conter impurezas e lhe dará os melhores resultados! Procure evitar as versões aromatizadas.

É Sugerido tomar uma colher de sopa de casca de psyllium na sua alimentação diária para começar a ver o que os efeitos positivos que traz à saúde!

Referência: Health Ambition

Cebola Emagrece – Receitas

Cebola Emagrece – Receitas

Que cebola faz bem à saúde todos sabem, mas que a cebola emagrece, essa já é uma informação que nem todos tem conhecimento.

Muita gente conhece o alimento por conta de seu uso como tempero, mas poucos sabem que cebola ajuda a perder peso.

Baixo em calorias e com alta concentração de enxofre, o alimento é usado também por quem está resfriado ou tem problemas respiratórios, mas o que muita gente desconhece é que a mesma substância que faz com que as pessoas chorem ao descascar cebola, é também a responsável pelo auxílio da perda de peso.

Um Poderoso Termogênico

Beneficios da Cebola

A cebola emagrece por conta de sua ação termogênica, a mesma de outros alimentos coringas na alimentação de quem está em processo de emagrecimento, como o chá verde, a canela, o gengibre, o alho e até mesmo o café. A cebola acelera o metabolismo e faz com que o seu organismo queime mais calorias do que está acostumado, auxiliando a perda de peso e também a redução da gordura corporal.

O vegetal funciona também como um verdadeiro bloqueador de gordura e auxilia na movimentação do intestino, ideal para quem sofre com prisão de ventre ou intestino preguiçoso.

Cebola emagrece

Quem quer emagrecer está sempre de olho nas calorias dos alimentos.

Uma cebola de tamanho médio tem apenas 44 calorias, já uma única fatia do alimento contém apenas 6 calorias. O que faz dela ideal para substituir uma série de produtos prontos e alimentos que usados para temperar ou dar gosto a diversos pratos, mas que são ricos em gorduras, sódio e calorias, como os molhos prontos vendidos em supermercados.

Só isso já faz da cebola uma grande aliada da perda de peso, assim como sua concentração de vitaminas C, A, B6 e E, além de fósforo, ferro, magnésio, silicatos, cálcio, flúor e enxofre, que fazem com que ela possa ser usada para prevenir uma série de doenças.

Nutrientes da cebola

Quando falamos que cebola emagrece levamos em conta a quantidade de fibra alimentar presentes em cerca de 100 gramas do vegetal, que está em torno de 2,2 gramas.

Essa fibra regula os níveis de açúcar, promove o bom funcionamento do intestino, regula o colesterol ruim e ajuda a manter o peso, depois que a gordura é eliminada.

O alimento também contém o frutano, uma fibra solúvel que se transforma em gel quando encontra o intestino, e promove a conversão de ácidos graxos, que são laxantes naturais e ainda responsáveis pelo combate a algumas inflamações do intestino, como a de cólon.

Os compostos antioxidade e sulfúricos do vegetal são importantes também para diminuir as inflamações no corpo, que podem dificultar a perda de peso e enfraquecer nosso sistema imunológico. Por esse motivo a cebola emagrece ao ajudar nosso organismo a combater esses agentes nocivos e promover a saciedade.

E nós sabemos que uma pessoa saciada dificilmente comerá mais sem necessidade, e tem menos chances de se render a alimentos altamente gordurosos.

Combate doenças relacionadas à obesidade

Muito além do benefício do emagrecimento, a cebola também ajuda a combater uma série de problemas de saúde presentes em pessoas que estão acima do peso, como os altos índices de colesterol ruim, o LDL, e a defesa do coração.

Para o coração, o vegetal é importante por conta de sua quantidade de cromo. Um estudo realizado na Universidade Johns Hopkins, mostrou que os homens que possuíam níveis elevados da substância no corpo sofriam 35% menos de ataques cardíacos em comparação aos homens que tinham esse níveis baixos.

Só esse alimento conta com 20% da quantidade recomendada de cromo no organismo em apenas uma xícara.

Outro estudo, dessa vez realizado pela Universidade Tufts, mostrou que pessoas que ingerem a cebola crua diariamente apresentavam níveis 30% maiores de HDL, o colesterol bom, do que os que não consumiam o alimento.

Receitas Para Emagrecer Com Cebola

 

Como Consumir A Soja Para Emagrecer

Como Consumir A Soja Para Emagrecer

A proteína de soja é conhecida principalmente por estar presente na rotina de pessoas vegetarianas ou veganas, que não consomem nenhum tipo de proteína animal. Mas ultimamente o grão também tem sido visto como uma boa alternativa para quem quer perder peso, ou simplesmente levar um estilo de vida mais saudável.

A soja é rica em proteínas e já é consumida na Ásia há mais de 5 milênios. Aqui no país ela só chegou em 1950, principalmente por ser uma ótima alternativa para o trigo, que só tem cultivo no inverno.

Soja
Grãos e leite de soja.

Esse grão ajuda no aumento do HDL, ou colesterol bom, reduz os níveis do LDL, ou o colesterol ruim, e também é muito usada para o tratamento da menopausa, por conta das isaflavonas presentes no grão.

Soja para emagrecer

Para quem quer emagrecer, a soja é usada por seus benefícios como a alta concentração de proteínas vegetais, vitamina K, cálcio e também pela quantidade de fibras. O grão apresenta também altas concentrações de ferro, cálcio, magnésio, fósforo e zinco.

Um estudo feito por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) revelou que a gordura presente no grão da soja (o ômega 6), proveniente das gorduras poli-insaturadas auxilia no controle dos níveis de colesterol.

Foi também essa conclusão que fez com que a Universidade realizasse um outro estudo que comprovou que o uso da soja na reposição hormonal é uma das alternativas para as mulheres que sofrem com problemas cardiovasculares e acabaram de entrar na menopausa.

as fibras presentes na soja oferecem vários benefícios ao trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre e também a constipação. Problemas que ajudam a reter líquidos e causam inchaço e muito incômodo. Isso acontece porque uma porção de soja contém nada menos do que 37% das fibras necessárias para o pleno funcionamento diário de nosso intestino.

O Ministério da Saúde recomenda que sejam consumidos por dia 100 gramas, no máximo. No entanto o ministério também afirma que o ideal é que o consumo da soja seja restrito a apenas 3 vezes na semana, já que sua alta concentração de isoflavonas faz com que os efeitos no corpo sejam parecidos com os do hormônio feminino.

Outros benefícios da soja

O grão ainda aumenta a saciedade e tem substâncias antioxidantes, que protegem as células da ação dos radicais livres, diminuindo assim as chances de inflamação no organismo, que dificultam o processo de emagrecimento.

Os antioxidantes presentes na soja ainda aceleram o metabolismo e auxiliam na digestão dos alimentos. As fibras são também as responsáveis por diminuir a compulsão alimentar, principalmente a causada por doces e alimentos muito calóricos.

Como consumir a soja

A soja é encontrada no mercado como grão, tofu (queijo de soja), óleo e também nas versões de farinha e texturizada (proteína usada para fazer a carne de soja). Na hora de consumir a soja como grão é preciso que o alimento fique de molho por até 12 horas, dessa maneira a quantidade de ácido fítico diminui.

A farinha é normalmente misturada a sucos e consumida com água, leite e também em caldos, e permite que as pessoas que não conseguem consumir o grão ou a proteína texturizada também obtenham todos os seus benefícios. Outro alimento muito consumido pelos brasileiros é o leite de soja, que é vendido puro ou misturado a frutas.

No entanto, é preciso lembrar que algumas pessoas (principalmente mulheres com problemas hormonais) não podem ter uma dieta rica em soja. Por isso, o ideal é que você procure sempre um médico endocrinologista ou ginecologista para que ele oriente o consumo do grão de acordo com as suas possibilidades, evitando assim o abuso do consumo e o surgimento de problemas.

Espinafre Na Dieta

Espinafre Na Dieta

O espinafre é uma hortaliça rica em nutrientes importantes para o funcionamento de nosso organismo e também uma grande aliada para quem quer perder peso.

A verdura é rica em cálcio, magnésio, potássio, fósforo, cilício, ferro, entre muitas vitaminas. Mas você sabe quais os principais benefícios desta verdura, e por que ele é tão procurado por pessoas que estão acima do peso?

Benefícios do espinafre na dieta

Uma única xícara da hortaliça contém quase 20% de RDA, uma fibra dietética que ajuda o organismo na hora da digestão e que ainda promove o trato intestinal e reduz as chances de prisão de ventre e constipação.

Espinafre

O espinafre também ajuda a manter os níveis de açúcar baixos no sangue, o que evita picos de insulina, principais responsáveis pelo acúmulo de gordura localizada e também da Diabetes.

A hortaliça é ainda fonte de violaxantina e neoxantina, carotenóides com função anti-inflamatória, e que auxiliam no emagrecimento, já que os processos inflamatórios causam verdadeiras desordens no metabolismo, aumento do apetite, diminuição da saciedade, assim como alterações hormonais, que causam maior acúmulo de gordura.

Ação antioxidante do espinafre

O espinafre é fonte de vitamina E, zinco, beta-caroteno, selênio e manganês, substâncias antioxidantes que evitam que as células e suas membranas sofram no processo de oxidação. Com isso, o sistema imunológico se fortalece e as chances de sofrer uma inflamação diminui.

Rico em vitaminas C, A e do complexo B, o espinafre ainda é importante para a saúde do nosso sistema nervoso e para o coração. A triboflavina, presente no complexo B, também é a responsável pelo metabolismo dos carboidratos que ingerimos, assim como das gorduras e proteínas presentes no nosso sangue.

Baixas calorias

O espinafre também ganhou destaque nas dietas e alimentação saudável por possuir apenas 20kcal a cada 100 gramas do vegetal, sendo que a maior parte dessas calorias já é gasta com o uso dos minerais, fibras e vitaminas presentes no alimento.

Benefícios do espinafre
O espinafre também ajuda no fortalecimento dos músculos, e por isso era bastante consumido pelo personagem de desenhos animados, Popeye.

Por outro lado, o valor de gorduras presentes no espinafre não ultrapassam a quantidade de 0,3 gramas para cada 100 gramas do alimento, o que faz com que seu impacto na dieta seja bem mais benéfico do que calórico.

A quantidade de proteínas presentes no espinafre também impressionam. Cerca de 2,3 gramas na porção, uma boa dose para ajudar na construção muscular de quem deseja perder peso e acelerar o metabolismo, consumindo assim mais energia e gordura do corpo.

Receitas com espinafre

  1. Sopa De Lentilha Vermelha Com Espinafre.
  2. Sopa De Cenoura Com Espinafre.
  3. Sopa De Espinafre Com Brócolis.

Outros benefícios do espinafre

O alimento ainda possui luteína e zeaxantina, antioxidantes importantes a saúde dos olhos e prevenção da catarata. A vitamina A, que tem concentração 327% do necessário diariamente, não auxilia apenas no fortalecimento do sistema de defesa do organismo, mas também na saúde da pele, na diminuição da retenção de água da derme e no combate a acne, psoríase e queratinização.

A vitamina K promove a quebra de osteoclacina, que mantém a densidade óssea e também a força de todo os ossos do corpo. Essa vitamina ainda é responsável pelo processo de produção da GLA, uma proteína que não permite que o cálcio seja formado diretamente no tecido. Essa vitamina auxilia na função de nosso sistema nervoso, já que é essencial para a síntese de gordura. Isso porque os lipídios são importantes para compor a mielina presente ao redor dos nervos.

Devido a essa grande quantidade de nutrientes, o espinafre é usado com frequência em sopas, em forma de caldo, em sucos antioxidantes e até mesmo consumido cru, junto com outras hortaliças e legumes.

No entantom, é preciso ficar atento ao consumo do vegetal, já que ele também é rico em ácido oxálico, responsável pela inibição da absorção do ferro. O ideal é consumi-lo em apenas uma das refeições diárias.

Alcachofra: Como consumir e contraindicações

Alcachofra: Como consumir e contraindicações

A alcachofra já foi considerada uma planta rara e muito apreciada na culinária mais refinada. Hoje ela é produzida em diversos estados brasileiros e sua popularização fez com que seu benefícios fossem descobertos.

Entre eles está o fato de que alcachofra emagrece e é usada em formato de cápsulas, chá ou em pratos especiais para quem quer perder alguns quilos. Isso ocorre porque 100 gramas de alcachofra possui doses concentradas de fósforo, cálcio, iodo, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B, vitamina A, enxofre, cobre, zinco e potássio.

Benefícios da Alcachofra Para Emagrecer

Alcachofra emagrece

Desintoxicação do organismo e aumento da diurese

O potássio presente na planta é o nutriente responsável por todo o equilíbrio eletrolítico de nosso organismo. Ou seja, é ele quem nos ajuda a manter a função neurológica, miocárdica e também o equilíbrio hídrico do corpo.

Isso faz com que a alcachofra seja uma verdadeira auxiliar na hora de eliminar o excesso de líquidos e consequentemente as toxinas que estão no nosso organismo e que podem atrapalhar o processo de perda de peso.

Aumento da lipólise

Quem quer perder peso procura alimentos que ajudem a destruir as células de gordura. As substâncias presentes na alcachofra, conhecidas como cinarina, ácido clorogênico e cinaropicrina ajudam no estímulo da produção da bile, o que aumenta a digestão de alimentos super gordurosos e evita a concentração de gordura no orgão.

A planta também é rica em uma coenzima chamada NADO-NADPH2, que está diretamente ligada ao controle da lipólise, a redução do colesterol, e é um importante auxiliar para a perda de gordura já acumulada pelo corpo.

Melhora do peristaltimos

Os movimentos peristálticos são aqueles realizados de forma involuntária pelo esôfago e pelos intestinos, sendo os responsáveis por fazer com que o nosso bolo alimentar seja completo, permitindo assim que as substâncias certas sejam absorvidas ou eliminadas com mais facilidade.

O aumento do peristaltismo acontece devido as fibras presentes no alimento, e que também são as responsáveis pela aumento da saciedade e como conseqüência, na ingestão cada vez menor de alimentos.

Controle da glicemia

A alcachofra é também muito utilizada por pessoas que possuem níveis alterados de glicose no sangue, e os responsáveis por esse auxílio são o ácido clorogênico e a cinarina, substâncias muito utilizadas em tratamentos naturais para quem quer perder peso.

Leia também: Tudo sobre a Dieta da Alcachofra: Como Ajuda A Emagrecer.

Como consumir a alcachofra

A forma mais utilizada é ainda “in natura”, mas é preciso ter alguns cuidados antes de comprar a planta. O ideal é que suas folhas não estejam muito abertas e que sua coloração não esteja amarronzada. A alcachofra madura é flexível, o que se verifica ao segurar o talo e sacudi-lo levemente.

Muitas pessoas utilizam também o chá de alcachofra, mas é preciso lembrar que ele não possui a quantidade de fibras do produto natural ou de suas cápsulas. O chá da alcachofra é normalmente preparado com 1 litro de água e 3 colheres de sopa da planta seca.

Já as cápsulas são muito utilizadas por quem quer eliminar alguns quilos. Elas podem ser encontradas em diversas lojas de produtos naturais e devem ser consumida apenas duas unidades, pelo menos 3 vezes ao dia.

Receitas com alcachofra

Quem não pode consumir alcachofra

Apesar de todos os benefícios que a planta oferece é preciso ter um pouco de cautela antes de inserir o alimento em seu cardápio.

Pessoas com obstrução do ducto biliar, que estejam grávidas ou amamentando devem evitar o consumo. No caso das mulheres grávidas, ou que estejam no período de aleitamento materno o alimento só deve ser consumido cozido e apenas as folhas, mas neste caso, prefira antes falar com seu médico.

Quem sofre de alergia a flores, plantas ou ervas deve tomar um pouco de cuidado, já que pode também ser alérgica à alcachofra.