Categoria: Cirurgias e Procedimentos Estéticos

Veja uma lista de procedimentos cirúrgicos para variadas regiões do corpo, quais são seus pré e pós-operatórios, assim como os pré-requisitos, entre outras curiosidades. Na lista também constam outros tipos de procedimentos não-invasivos, bastante utilizados também para a estética corporal.

Eletrolipoforese Acaba Com A Gordura Localizada?

Eletrolipoforese Acaba Com A Gordura Localizada?

Eletrolipoforese é o nome do tratamento estético que promete dar fim a um dos principais vilões do emagrecimento: a gordura localizada. A técnica ganha cada vez mais adeptos em todo o país e promete ser uma revolução na estética.

Se você deseja emagrecer, ou já está em processo de emagrecimento, sabe que as gordurinhas localizadas são a parte que mais nos atormentam. Isso porque elas são difíceis de combater e normalmente requerem mais cuidado e atenção na hora de malhar.

Mesmo sendo uma técnica pouco invasiva, a Eletrolipoforese não funcionará com eficiência sem dieta e atividade física.

O que é Eletrolipoforese?

Também conhecida como eletrolipólise, a Eletrolipoforese nada mais é do que uma técnica de queima de gordura localizada, e que ainda promete acabar com a celulite. Para tanto, ela requer a aplicação de uma pequena corrente elétrica (que não passa dos 25 Hz) e que age diretamente nas células de gordura localizada.

Eletrolipoforese

Isso acontece porque essa corrente elétrica consegue estimular o que chamamos de metabolismo celular, fazendo com que as células de gordura se agitem e se destruam com mais facilidade. Além disso, a técnica também promove o trofismo muscular, que nada mais é do que a troca de metabolismo que acontece por dois tecidos.

Como funciona

Para realizar a técnica, o profissional faz uso de agulhas de acupuntura de no máximo 15 centímetros de comprimento e 0,3 milímetros de diâmetro, sendo elas sempre materiais descartáveis depois de cada aplicação.

As agulhas são colocadas no tecido subcutâneo, e funcionam como eletrodos que criam uma corrente elétrica entre si. Essa corrente faz com que as células de gordura percam sua principal capacidade, a de reter lipídeos, que acumulados formam nossa gordura localizada. Esse processo faz com que essa célula se rompa, e que a gordura seja eliminada pelo nosso corpo de forma mais rápida.

O procedimento também acelera o sistema linfático e o circulatório, e faz até mesmo com que edemas sejam reduzidos de forma mais eficiente. A técnica não é dolorosa, devido as agulhas finas similares as da acupuntura.

Já para quem realizar a Eletrolipoforese para a eliminação da celulite, as agulhas são substituídas por eletrodos de silicone, que são colocados na mesma distância que as agulhas, a pelo menos 5 centímetros uma da outra.

Benefícios da Eletrolipoforese

Entre os principais pontos positivos da técnica está a queima de gordura, a eliminação de toxinas e também a queima das celulites. Além disso, ela estimula o intestino, aliviando a prisão de ventre.

A região ainda conta com um aumento de colágeno e elastina, que favorece a firmeza da pele; a oxigenação dos tecidos; a tonificação das estruturas da região e também uma melhora no chamado volume corporal.

A sessão dura em média apenas 50 minutos, e deve ser realizada somente uma vez na semana. O tratamento mínino é o de 5 sessões, e o máximo pode alcançar até 10 sessões ininterruptas.

Avaliação e contraindicações

Antes de realizar uma sessão do tratamento estético, o profissional deve observar se você possui alguma condição que não permita o uso de corrente elétrica, se a região apresenta cicatrizes, se você possui problemas renais ou circulatórios, e se existe algum processo alérgico ou inflamatório na região, depilação recente ou queimaduras de sol.

Não podem recorrer à Eletrolipoforese pessoas com Epilepsia, mulheres grávidas, cardíacos ou portadores de marca-passo, pessoas que tenham prótese metálica, neoplasia ou que apresentem quadros infecciosos.

Enzimas Para Emagrecer: Qual A Melhor Para Você?

Enzimas Para Emagrecer: Qual A Melhor Para Você?

A mesoterapia nada mais é do que um método de aplicação de enzimas para emagrecer, que pode agir diretamente na quebra de gordura no nosso corpo.

Trata-se de um dos tratamentos que vem ganhando cada vez mais adeptos em todo país.

Mas você sabe quais as enzimas mais utilizadas e para o que cada uma delas serve? Para acabar com essas dúvidas, vamos explicar cada uma das enzimas mais usadas pelos especialistas.

A mesoterapia pode ser feita com dois tipos de enzimas, as que funcionam de forma localizada, ou as que são intra-muscular e tem uma ação geral. Por isso, é preciso pesquisar muito e saber quais dos dois tipos de tratamento é o indicado para que você consiga usar as enzimas para emagrecer com sucesso.

Qual O Tratamento Certo?

Enzimas para emagrecer

  • Para as pessoas que não estão muito acima do peso, mas que querem acabar com aquela gordurinha localizada, que insiste em não sair, mesmo com muito exercício físico e dieta, as enzimas de ação localizada são as mais indicadas, já que elas atuam nas células de gordura do local realizando uma quebra e enxugamento.
  • Já para quem quer emagrecer de forma geral, porque está acima do peso, as mais indicadas são as enzimas para emagrecer que são aplicadas no glúteo, e que atuam no corpo inteiro, fazendo com que você consiga eliminar pouco mais de 1,5 quilos toda a semana, isso se a aplicação for feita com regularidade, e estiver aliada a uma dieta e a prática de exercícios físicos.

Aplicações De Enzimas Para Emagrecer

Quando realizamos a aplicação subcutânea de enzimas, conseguimos fazer uma quebra nas cadeias de ácidos graxos e glicerol, que nada mais são do que as células de gordura, que se tornam micropartículas e conseguem ser eliminadas com mais facilidade pelos nossos organismos.

Quais São Elas

Lipoayslim

Entre as enzimas para emagrecer mais usadas estão a Lipoayslim, Thermoyalo e a Lipoderme. A primeira é encontrada em uma manga africana que também é muito utilizada na indústria farmacêutica. Ela é usada para quebrar a gordura, e também controla a gordura presente no sangue, reduzindo também o colesterol, e o triglicérides, e atuando ainda de forma benéfica sobre a glicose e os níveis do HDL, ou colesterol bom.

Thermoyalo

Já a Thermoyalo é uma enzima americana que só é usada para acabar com as gorduras de forma geral, e por isso, é usada para os tratamentos intramusculares, aqueles que atuam em toda a gordura do corpo.

Lipoderme

A terceira e última enzima muito utilizada, a Lipoderme, só pode ser usada em tratamentos localizados, isso porque ela tem lipossomos de ação potencialmente termogênica, e que acaba fazendo as células de gordura se agitarem mais, e assim consequentemente com que elas diminuam.

Essas enzimas e tratamentos também são muito utilizados para acabar com um mal que assombra muitas mulheres: as celulites. Por serem células de gordura que estão inflamadas, as celulites são tratadas com os mesmo tipos de enzimas que ajudam a eliminar as gorduras localizadas.

Vale lembrar ainda que é preciso tomar certos cuidados na hora da aplicação. Isso porque a Thermoyalo não pode ser usada por quem tem alergia à carne de porco ou frutos do mar. Por isso, é preciso conversar com um especialista para saber qual o tratamento ideal para o seu caso.

Nós já falamos mais sobre a intradermoterapia, procedimento estético no qual a aplicação das enzimas é feita de forma subcutânea. Para saber mais sobre esses tratamentos, como eles funcionam, e se são indicadas para o seu caso, leia o artigo Intradermoterapia Para Eliminar As Gorduras.

Intradermoterapia Para Eliminar As Gorduras

Intradermoterapia Para Eliminar As Gorduras

A Intradermoterapia é um dos procedimentos estéticos que podem ajudar a turbinar o emagrecimento e eliminar as gordurinhas.

Ganhou fama no verão de 2011, é até hoje uma das formas mais procuradas na hora de acabar de vez com a gordura localizada, sem que para isso precise passar por alguma cirurgia ou algo do tipo.

Como Funciona A Intradermoterapia?

Procedimento estético

O tratamento nada mais é do que aplicações de enzimas chamadas lipolíticas, que são feitas por debaixo da pele. Essas injeções subcutâneas levam algumas substâncias que irão agir de forma precisa nos chamados nódulos de gordura ou nas células adiposas.

As substâncias agem então nos ácidos graxos e também no glicerol, que acabam por romper as células e fazer com que o nosso organismo possa eliminar a gordura de nosso corpo de forma mais rápida.

Essas aplicações são feitas com agulhas bem finas e em áreas do corpo nas quais, normalmente, a gordura fica acumulada em maior quantidade e, por isso, tem um efeito mais completo em pessoas com dificuldades para eliminar as gorduras localizadas.

De origem francesa, a Intradermoterapia tem o princípio de colocar uma grande concentração de medicamentos nas áreas com excesso de gordura. Dessa forma, apenas células de gordura sofrem com as substâncias, diminuindo até mesmo os riscos de efeitos colaterais do procedimento. Além disso, ele é muito efetivo no combate às celulites, já que é possível fazer a aplicação nessas áreas e acabar com os temidos “furinhos” da pele.

Tudo Que Você Precisa Saber

Por ser um procedimento levemente invasivo, a Intradermoterapia precisa de pelo menos algumas sessões para fazer efeito, em média depois da quinta sessão a pessoa já consegue perceber a redução do acúmulo de gordura.

Outro ponto positivo é que o procedimento é relativamente barato. Em média cada sessão custa entre R$ 60 e R$ 70. O ideal é que você faça, no mínino 10 sessões para que os efeitos sejam satisfatórios.

Cada aplicação dura em média 15 minutos, e o cliente só deve fazer no máximo 3 procedimentos por semana. As avaliações ocorrem a cada 7 sessões, o que mostra sua evolução e também a redução das medidas, assim como a perda de peso.

O procedimento é realizado apenas por médicos, por isso, tome cuidado na hora de procurá-lo. Clínicas com profissionais apenas de estética não estão habilitados, já que é preciso ter um amplo conhecimento de anatomia humana na hora de realizar todas as aplicações.

A Intradermoterapia não tem contraindicações, e pode ser feita tanto por homens quanto por mulheres.

Como a aplicação é feita diretamente no local do acúmulo de gordura, a Intradermoterapia pode ser realizada por quem sofre de pressão alta, diabetes e até problemas circulatórios.

Os Cuidados Antes E Depois

  • É preciso ficar atento na hora da aplicação, tanto com o médico como com as agulhas e fármacos usados. Pergunte sempre o que são e se certifique que você não tem alergia às substâncias.
  • A Intradermoterapia deve ser usada em parceria com um cardápio equilibrado, já que se você continuar a consumir calorias demais, seu corpo produzirá mais células adiposas, e com isso as temidas gordurinhas não irão embora.
  • O tratamento não causa dor, mas em pessoas mais sensíveis é possível que um leve incômodo seja sentido, tanto na hora da aplicação como depois. Por isso, respeite seu corpo e faça aplicações espaçadas, assim você evita os hematomas.

Curtiu?

Drenagem Linfática, Conhecida E Muito Efetiva

Drenagem Linfática, Conhecida E Muito Efetiva

Drenagem Linfática– Quando decidimos mudar os hábitos, comer melhor e até mesmo nos empenharmos em uma atividade física diária, logo vem uma preocupação: irei ficar flácida com a perda de peso?

Na verdade tudo vai depender do seu organismo e da carga genética, mas é possível realizar uma série de procedimentos estéticos que irão lhe ajudar a combater a flacidez, e de quebra ainda eliminar alguns quilinhos, como é o caso da drenagem linfática.

Procedimento estético

Muito conhecido e admirado, este procedimento nada mais é do que uma massagem feita em todo o corpo e que tem como objetivo fazer com que o seu sistema linfático fique mais ativo, e você consiga eliminar todas as toxinas e líquidos que pode ter acumulado. E nós sabemos que isso tem grandes chances de acontecer com quem passa um bom tempo comendo de forma errada e não fazendo nenhuma atividade física.

A drenagem é ideal para aquela pessoa que tem problemas circulatórios e por isso sempre acumulou muito líquido, o que acaba prejudicando o emagrecimento, já que ao subir na balança você nunca vê seu peso real.

Com as sessões de drenagem linfática é possível eliminar todo esse acúmulo e ainda acabar com as toxinas que fazem com que seu organismo acabe inflamado, dificultando a perda de peso.

[Ver Também: Automassagem Para A Barriga (Vídeo)]

Como Funciona A Drenagem Linfática?

Como uma massagem, a drenagem linfática é feita com as mãos. No entanto ela não tem como função diminuir sua tensão. Ela faz com que o líquido que está entre os seus tecidos corra para o centro de drenagem, e por isso é feita sempre de fora para dentro.

Funciona assim: a fisioterapeuta faz manobras manuais com o objetivo de levar o líquido que está acumulado e parado entre os tecidos para os vasos, onde eles sofrem uma queda de pressão, e começam a se deslocar. O líquido passa então do tecido para o vaso e se movimenta até chegar ao local onde serrá eliminado, principalmente em forma de urina.

Por Que Optar Pela Drenagem?

Muita gente afirma que drenagem linfática não emagrece, mas essa é uma afirmação falsa. A drenagem não elimina as células de gordura, mas ativa seu organismo que começa a trabalhar melhor.

Além disso, ela ativa o sistema circulatório, e assim seu coração consegue fazer com que todos os vasos trabalhem de forma ordenada. Assim, você ganha mais ritmo e sente menos dor na hora de praticar atividades físicas, como o exercício aeróbico.

Uma pessoa que retêm líquidos, não consegue ficar muito tempo em pé e nem mesmo fazer uma atividade física intensa, isso porque os pés ou mãos começam a inchar, e a pessoa sente desconforto e até dor.

Pessoas com má circulação sanguínea podem até mesmo desenvolver uma série de doenças relacionadas a este problema, e acabar sofrendo com pressão alta, o que faz com que você não consiga se exercitar como gostaria.

Mitos E Verdades

Algumas verdades e mitos da drenagem linfática:

  • Ela dói: Se doer muito é porque não está sendo feita corretamente. A drenagem é suave e tem o objetivo de conduzir o líquido para o lugar certo e não de arrancá-lo com os dedos.
  • É utilizada em pré e pós operatórios: Quando ficamos muito tempo deitados ou sem nos movimentar, acumulamos líquido, e por isso é que a drenagem é muito utilizada nesses dois processos.
  • Só funciona depois de alguns meses e não modela meu corpo: com apenas algumas sessões você já sente a diferença, inclusive nas suas roupas e muitas profissionais já realizam um trabalho de modelagem depois de cada sessão, isso para que você perceba ainda mais os efeitos.

Este artigo te ajudou?

Qual A Melhor Cirurgia Bariátrica Para Você?

Qual A Melhor Cirurgia Bariátrica Para Você?

Muita gente pensa em realizar alguma cirurgia bariátrica após diversas tentativas frustradas de emagrecer, e anos enfrentando a obesidade e todos os incômodos que ela traz consigo.

No entanto, é comum também que as pessoas cheguem aos consultórios com uma idéia fixa na cabeça. Porém, não é em todo caso que a cirugia pode ser realizada. Por isso, vamos mostrar como funciona cada tipo de cirurgia bariátrica. 

Além disso, esta cirurgia só será indicada em pessoas que tenham tentado outros tratamentos sem sucesso, que tenham um grau de obesidade pré-estabelecido, doenças associadas à obesidade, ou até um tempo de evolução constatada por uma equipe de médicos especializados.

Tipos de Cirurgia Bariátrica

Banda Gástrica Ajustável

Cirurgia bariátrica
Imagem do Tua Saúde ilustra Banda Gástrica Ajustável

O método de cirurgia bariátrica conhecida como Banda Gástrica Ajustável é responsável por um total de 5% de todos os procedimentos do tipo realizados no país.

Trata-se de nada mais do que uma espécie de dispositivo feito de silicone, que é implantado na boca do estômago. Com ela, os médicos conseguem injetar água em um reservatório que fará com que a região fique mais apertada ou mais ampliada conforme a quantidade de água seja reduzida ou retirada.

Por esta característica, trata-se de um procedimento reversível e por isso mesmo, pouco invasivo, além de ser um dos mais personalizados tipos de cirurgia bariátrica, já que é possível controlar o volume de água no reservatório.

Com o procedimento o paciente pode perder entre 20 e 30% do valor inicial de seu peso, e ter melhoras em áreas cardiovasculares, respiratórias e até um maior controle da Diabetes.

O procedimento leva apenas cerca de 30 minutos para ser realizado, mas não é indicado para pessoas compulsivas por doces, ou que tenham refluxo ou Hérnia hiatal.

Gastrectomia Vertical

Cirurgias bariátricas
Gastrectomia Vertical

Usada por pouco mais de 15% dos pacientes que procuram as cirurgias bariátricas, é a responsável por retirar mais de 70% do volume do estômago dos pacientes. Com isso, a pessoa chega a perder até 40% de seu peso total.

O tempo de duração da cirurgia é de até uma hora e é preciso que o paciente tenha ciência de que esse é um método bastante invasivo.

Como esse tipo de cirurgia bariátrica não é reversível, ela reduz os níveis de um hormônio chamado de grelina. Ele é o responsável pela absorção de cálcio, ferro, vitaminas do complexo B e também está constantemente associado à fome. Porém, com o procedimento a absorção desses nutrientes não é afetada.

Ela possui um risco maior de complicações, e caso o paciente não se adapte é possível transformar o procedimento em Derivação Bileopancreática ou Bypass.

Bypass Gástrico

cirurgia bariátrica
Cerca de 75% das pessoas que procuram a cirurgia bariátrica, realizam este tipo

Ele é o campeão de procedimentos no país: mais de 75% das pessoas que procuram pela cirurgia bariátrica realizam o Bypass. Ele é o responsável por diminuir o tamanho e capacidade do estômago para apenas 10%, o que reflete em uma perda de peso até 45% do peso inicial do paciente.

Funciona da seguinte maneira: como o estômago está reduzido, apenas uma parte dos alimentos ingeridos vão para o órgão, e o resto é desviado para o duodeno, uma porção do intestino. Com isso, é possível reduzir a produção de grelina, que diminui a fome e também aumenta os hormônios que provocam a saciedade.

Os pontos positivos da cirurgia são que o paciente consegue reduzir o peso sem sofrer com desnutrição ou com episódios de diarréia. Além disso, a Diabetes e outras doenças que podem estar associadas ao excesso de peso também sofrem rápida melhora.

A cirurgia demora em torno de uma hora e meia e pode trazer riscos como infecções, fístulas e embolia pulmonar.

Derivação Bileopancreática

Cirurgia bariátrica
Imagem da Revista Viva Saúde ilustra a Derivação Bileopancreática

Esse tipo de cirurgia bariátrica corresponde a apenas 5% dos procedimentos realizados, e é a que pode causar o maior número de complicações aos pacientes. Ela nada mais é do que uma associação de outra cirurgia, a Gastreoctomia Vertical e, por isso, conta com 85% do estômago retirado por um desvio intestinal.

Com esse procedimento, os alimentos, o suco pancreático e bile são separados, e cada um percorre um caminho diferente. Por isso, é a que possui maior vantagem, sem restringir o consumo alimentar, possibilitando ainda uma perda de peso de 45 a 50% do peso inicial do paciente.

No entanto, com esta técnica algumas pessoas podem ter deficiência de vitaminas, diarréia, flatulência e até mesmo quadros de desnutrição. Para realizar a Derivação Bileopancreática é necessário mais de 2 horas de cirurgia.

Além disso, todos os pacientes que realizam qualquer uma das cirurgias acima precisam sofrer sedação geral, ficar internado por até dois dias e permanecer em repouso por no mínimo 10. Os exercícios e até o carregamento de peso só pode acontecer depois de um mês e passar por recomendações como uma dieta líquida e a inserção gradual de alimentos sólidos.

Este Artigo Te Ajudou?

A Redução De Estômago Pelo Balão Intragástrico

A Redução De Estômago Pelo Balão Intragástrico

Um dos procedimentos mais procurados por quem quer realizar uma redução do estômago, o balão instragástrico, serve como estímulo para quem sofre com o sobrepeso e não quer caminhar para uma forma mais severa de obesidade, a obesidade mórbida.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Washington (Estados Unidos), fez um mapeamento mundial da obesidade, e os números apresentados por eles assustam. No Brasil, mais de 60 milhões de pessoas estão acima do peso e o pior, esses valores nos colocam na 5ª posição mundial com o maior número de obesos.

Você conhece o balãozinho?
balão instragástrico possui uma ação neurológica muito efetiva. O cérebro do paciente é avisado de forma mais intensa e efetiva de que a pessoa está saciada.

A pesquisa foi realizada em 188 países, e teve como base os valores do IMC de seus moradores. O que foi constatado é que a cada 3 pessoas em todo o mundo, uma é obesa. Isso representa um aumento de mais de 240% se comparado as últimas três décadas. Cerca de 47% dos jovens e crianças já são obesos.

Tais dados levaram o governo brasileiro e até mesmo especialistas da área de saúde a começarem a pensar em como fazer com que a população perca peso e fique mais saudável. Afinal, o excesso de gordura no corpo traz uma série de complicações de saúde que podem levar o paciente a óbito.

Balão Intragástrico

Quanto Custa E Como Colocar

Balão intragástrico
Foto que mostra como é realizado o procedimento de colocação do Balão intragástrico.

O método é o mais indicado para quem quer emagrecer e evitar problemas mais sérios de saúde que acabam se desenvolvendo com a evolução da obesidade. O procedimento é simples, e considerado até mais em conta se comparado a outros tipos de cirurgias que objetivam a perda de peso. Por isso vem ganhando cada vez mais força no país.

Por encostar completamente na parede do estômago, o balão instragástrico possui uma ação neurológica muito efetiva. Com isso, o estímulo a certos receptores fica potencializado, e o cérebro do paciente é avisado de forma mais intensa e efetiva de que a pessoa está saciada e por isso, não precisa mais se alimentar. Tal efeito se dá por conta de uma outra ação provocada pelo balão, a ação hormonal, em que o hipotálamo envia os estímulos descritos acima para o cérebro, que sabe que não é mais preciso comer. Isso ocorre por conta da liberação de alguns hormônios que são liberados durante a digestão do paciente.

Funciona assim: por meio de uma endoscopia, o médico insere um balão vazio no estômago do paciente que está sedado, assim como já acontece no exame. Depois disso, o balão inserido é preenchido com soro, para que ganhe volume e preencha uma parcela do estômago do paciente (o preenchimento do balão pode ser de 400 ml até 700 ml), com isso a redução do estômago é de até 50% de sua capacidade.

O procedimento não tem cobertura médica, nem por convênio, nem pelo SUS, e por isso é uma realidade ainda cara para quem não pode desembolsar entre R$10 e R$14 mil reais. Na maioria dos casos não é preciso realizar internação. Sendo assim, o balão instragástrico pode ser colocado tanto em um ambiente clínico quanto no hospitalar, tudo dependerá da avaliação do médico.

O balão intragástrico fica no estômago apenas seis meses e por isso, é preciso que o paciente mude durante esse período seus hábitos alimentares, evitando assim retomar todo o peso quando o balão for retirado. A pessoa que se submete ao tratamento passa a ingerir líquidos nos primeiros 30 dias e os alimentos sólidos são controlados um mês após a colocação.

Indicações Médicas

Apesar de ser um procedimento plural, a colocação do balão intragástrico é realizada apenas em pessoas que:

  • Não tenham realizado algum tipo de cirurgia no estômago;
  • Não possuam distúrbio de coagulação;
  • Não consumam de forma regular álcool ou qualquer outro tipo de droga;
  • Não tenham nenhuma lesão no trato gastrointestinal superior que possa ocasionar uma hemorragia;
  • Estejam grávidas.
Criolipólise, A Lipoescultura Do Futuro 

Criolipólise, A Lipoescultura Do Futuro 

Criolipólise é um procedimento estético não invasivo que promete congelar as gorduras localizadas!!!

Se você perguntar a uma mulher o que ela mudaria em seu corpo, a maioria irá lhe responder, a barriga ou o culote. Isso acontece porque essas são as regiões nas quais a mulher mais acumula gordura, causando os indesejáveis pneuzinhos.

Para tentar acabar com eles de uma vez, muita gente intensifica a malhação e aposta em tratamentos estéticos que prometem fazer a sua silhueta ficar mais enxuta e moldada, tudo sem agulha, sem anestesia e sem recuperação exaustiva ou dolorida.

Mas com a infinidade de procedimentos existentes hoje, ficam as dúvidas:

  • Qual devo fazer?

ou

  • Ele é o ideal para o meu problema?

Criolipólise, congele sua gordura

Pode parecer estranho dizer que a sua gordura será congelada, afinal é comum usarmos o termo “queimar gordura”, mas o tratamento estético conhecido como Criolipólise é o responsável por congelar as gorduras localizadas e eliminar até 40% dessa gordura em uma única sessão, número maior do que o de qualquer outro procedimento não invasivo.

O tratamento foi inventado por pesquisadores da Universidade de Harvard, entre as décadas de 80 e 90. A equipe liderada pelos doutores Dieter Mainstein e Rox Anderson começaram a observar como os moradores de regiões mais frias do mundo tinham as áreas expostas a baixas temperaturas com menos gordura. Foi aí que ele decidiram usar um método de congelamento capaz de acabar de vez com o acúmulo de gordura.

O estudo começou observando as células adiposas e percebendo que elas, quando submetidas a temperaturas baixas, acabam sendo eliminadas depois de um tempo x à essa exposição.

Como é feita a Criolipólise?

Procedimento estético
Realização da criolipólise

O procedimento estético é realizado durante 2 ou 3 horas.

Primeiro o especialista examina a área em que você quer fazer o procedimento, e verifica a quantidade de gordura ali existente. Depois ele aplica um produto que servirá para produzir uma leve película de proteção da pele. Então é hora de colocar a máquina no local que irá “sugar” a pele e programá-la para os 2ºC negativos, permanecendo na mesma temperatura durante todo o tratamento.

A temperatura baixa faz com que as células sofram um processo chamado de apoptose, que nada mais é do que a morte celular. Essa gordura é então liberada pelo organismo em até 90 dias.

A Criolipólise pode ser feita em áreas como barriga, parte interna das coxas, flancos e braços.

Alguns pacientes sentem um leve incomodo, mas o procedimento estético não causa dor, apenas um pequeno edema que desaparece em até 48 horas, assim como o inchaço da região.

O importante é que esse procedimento não causa nenhum dano aos músculos ou nervos, isso porque as células adiposas são as mais sensíveis as baixas temperaturas e depois que “morrem”, o organismo não as identifica e, por isso, as elimina, principalmente na urina.

Benefícios da Criolipólise

  • O procedimento pode ser feito tanto no frio quanto no calor, isso porque não existe um tempo “recomendado” para o paciente voltar a tomar sol, por exemplo.
  • Elimina em uma única sessão mais de 40% da gordura localizada em uma única área.
  • Não é invasiva e é recomendada para quem tem sobrepeso ou sofre de obesidade.
  • Não é preciso usar cinta elástica depois do procedimento, mas muita gente a usa para potencializar as curvas.
  • O procedimento combate a flacidez e a celulite, e pode ser feita em até duas áreas no mesmo dia.
  • O paciente pode realizar uma segunda sessão em até dois meses depois da primeira, possibilitando assim que o congelamento das células adiposas seja maior e mais intenso.
  • O paciente não precisa fazer repouso e pode voltar as atividades no mesmo dia.
Vibrolipo: Corpo Enxuto, Recuperação Mais Rápida

Vibrolipo: Corpo Enxuto, Recuperação Mais Rápida

Lipoaspiração ou vibrolipo?
Vibrolipo: procedimento menos invasivo do que a lipoaspiração

Nós sabemos que, para eliminar aquelas gordurinhas que insistem em não sair de nossas coxas, barriga e até mesmo culote, a lipoaspiração é o procedimento mais utilizado. Mas seria possível realizar um procedimento estético menos invasivo e mais eficiente?  Sim, a vibrolipoaspiração, ou popularmente também conhecido, vibrolipo.

O procedimento é ideal para quem quer eliminar as gorduras localizadas que insistem em continuar em nossos corpos, mesmo quando mudamos nossa rotina alimentar e inserimos atividade física em nosso cotidiano. Por isso, este procedimento estético é capaz de fazer com que você tenha o corpo que sempre sonhou, com a silhueta ideal e muito bem esculpida.

De acordo com os especialistas, o procedimento é muito semelhante a lipoaspiração que conhecemos, e pode ser realizado nas costas, braços, barriga, coxas, glúteos, entre outros locais.

Mas o mais importante é que por ser bem menos invasiva, traz benefícios ao nosso corpo e ao tempo de recuperação.

Como funciona a vibrolipo?

O paciente recebe uma anestesia local onde o procedimento será realizado.

Depois, o cirurgião plástico injeta soro fisiológico no tecido adiposo, assim como adrenalina. Logo após essa etapa é preciso, então, inserir tubos finos chamados de cânulas, que são os responsáveis por retirar as gorduras localizadas que tanto incomodam.

Para que isso ocorra, essas cânulas são direcionadas para os locais que irão sofrer a vibrolipo, por meio de movimentos de vibração, que acontecem graças a alguns dispositivos acoplados nos tubos do procedimento.

Em alguns casos não é necessário que o paciente sofra a sedação geral, diminuindo em muito o tempo do procedimento, e também tornando a recuperação muito mais rápida. Porém, a sedação, anestesia e tempo de procedimento, assim como a recuperação, vão depender da quantidade de gordura a ser retirada durante o procedimento.

Vibrolipo x Lipoaspiração

Por serem tão parecidas, fica impossível não pensar na vibrolipo como uma lipoaspiração mais simples. No entanto, a principal diferença entre os dois procedimentos está nas cânulas usadas e no modo como elas “retiram” o tecido adiposo do corpo do paciente.

Na lipoaspiração os tubos usados são mais grossos, e o cirurgião precisa direcioná-los por meio de movimentos que necessitam de força. Com isso, os sangramentos são mais comuns e o tecido fica mais “machucado”.

Já na vibrolipo esses tubos são mais finos e o movimento vibratório que os direcionam são mais sutis. Com isso, as chances de sangramento são muito menores, e os tecidos sofrem menos traumas, fazendo com que o paciente não sinta tanta dor depois do procedimento realizado, além de deixar o tempo de recuperação menor, e menos marcas roxas, já muito conhecidas por quem passa pela lipoaspiração.

Benefícios Da Vibrolipo

  • A anestesia pode ser a peridural ou local, e a sedação pode ou não ser realizada (tudo dependerá da região e quantidade de tecido adiposo a ser retirado).
  • É possível retirar 30% mais gordura em relação a lipoaspiração;
  • A diminuição da dor no pós-operatório é 45% menor que no caso da lipo;
  • A cirurgia não dura mais do que 5 horas, tempo 35% menor do que o de uma lipoaspiração;
  • A permanência no hospital é de no máximo 24 horas e de no mínimo meio período;
  • As cicatrizes são menores podendo chegar a no máximo 1 cm;
  • O paciente consegue tomar banho no mesmo dia da cirurgia;
  • O sol está liberado no terceiro dia após o procedimento, desde que com filtro solar. Mas o tempo de exposição longa ao sol é de no mínimo 2 meses;
  • O valor do procedimento é menor do que o da lipoaspiração. Podendo custar entre R$ 2 mil e R$ 5 mil.

Além disso, é preciso lembrar que um período de recuperação é necessário, assim como o uso de cinta elástica e sessões de drenagem linfática no pós-procedimento.

Gostou?

Injeção Que Acaba Com Queixo Duplo

Injeção Que Acaba Com Queixo Duplo

Injeção para remover o queixo duploA FDA (Food and Drug Administration), órgão governamental dos Estados Unidos responsável pelo controle de alimentos, suplementos alimentares, medicamentos, cosméticos, equipamentos médicos, materiais biológicos, e produtos derivados do sangue humano, aprovou uma droga que promete livrar quem detesta o queixo duplo com apenas algumas injeções simples.

Caso aprovado, o tratamento será uma solução rápida e eficaz para acabar com esta característica que, para muitos, é um incômodo.

Sobre A Injeção

O nome da droga é Kybella, e é idêntica ao ácido deoxicólico, produzido no corpo e que ajuda a absorver as gorduras, dissolvendo a gordura sob o queixo, e destruindo a membrana de suas células.

O medicamento foi testado em dois ensaios clínicos, com 1.022 pacientes, e pode acabar com o queixo duplo no prazo de seis meses após o início das aplicações. A droga pode ser injetada até 50 vezes por tratamento, o que significa que uma pessoa poderá levar até 300 injeções para remover o queixo duplo completamente.

Existem também os procedimentos como a lipoaspiração ou lifting para remover a gordura na região, mas que devem ser feitos com o maior cuidado possível.

Lifting de Glúteos Não Evasivo

Lifting de Glúteos Não Evasivo

O Lifting de glúteos é uma novidade para deixar o bumbum mais levantado e sem flacidez, salvar das estrias e celulites, e o procedimento pode ser cirurgico ou não!

Entenda a seguir como cada um dos procedimentos funcionam:

Lifting de glúteosLifting de Glúteos Não Evasivo

Esta técnica é feita em consultório e utiliza-se cremes, argila e massagem.

Pessoas com silicone nos glúteos podem fazer, pois ajudará tanto antes da cirurgia, quanto na manutenção.

O ideal é um pacote de 10 sessões a serem feitas 3 vezes por semana, e depois, a cada 15 dias.

Gestantes também podem fazer, e é uma alternativa para salvá-las das estrias que na maioria dos casos aparecem.

Vídeo Demonstrativo

Lifting Cirúrgico

O lifting de glúteos cirúrgico, é uma plástica corretiva estética realizada no bumbum, para corrigir a flacidez da região.

As incisões são bem pequenas, na linha da roupa íntima, o que permite disfarçar a cicatriz.

No procedimento, o cirurgião remove a pele excedente, devolvendo ao bumbum um aspecto mais firme, o que deixará o bumbum mais empinado.

Há ainda os pacientes que associam a técnica à gluteoplastia, com o intuito de conquistar mais definição e volume.

Pré-operatório

  • Como em todo procedimento cirúrgico, é necessário seguir a todos os exames que o médico pedirá, para saber se o paciente pode ou não realizar a cirurgia.
  • Após isso, para aqueles que prosseguirem com o lifting, será necessário seguir à risca todas as recomendações médicas, como:
  • Respeitar o jejum solicitado;
  • Não usar maquiagem no dia da internação;
  • Evitar cigarro, bebidas alcoólicas e comidas gordurosas nos dias que antecedem o lifting;
  • Chegar no horário informado de sua internação;
  • Etc.

Anestesia

A anestesia no lifting de glúteos é normalmente a geral.

Pós-operatório

  • Usar compressas de solução fisiológica fria;
  • Manter a alimentação normal e equilibrada;
  • Evitar movimentar demais a região;
  • Obedece todas as recomendações médicas e realizar o retorno conforme indicação do especialista;
  • Evitar alterações climáticas e exposição à luz solar.

Riscos

Podem surgir pequenos edemas e hematomas na região tratada.

Outras Referências: Master Health