Dieta Que Aumenta Risco De Diabetes Gestacional

Dieta Que Aumenta Risco De Diabetes Gestacional

Diabetes
Um dos exames do pré-natal é o teste de diabetes

O risco de diabetes gestacional deve ser verificado logo no início da gravidez, e o teste está entre os exames requeridos no pré-natal pelo médico.

Os hormônios da gestação oferecem maior chance de desenvolvimento de diabetes, e por isso o termo diabetes gestacional.

Foi realizado então um estudo pelo National Institutes of Health da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, para avaliar o peso que uma dieta com alto consumo de gordura animal e colesterol pode ter sobre o risco de diabetes.

Os efeitos do diabetes gestacional podem ser graves tanto para a mãe quanto para o feto, e por isso é tão importante que este tipo de estudo seja feito e divulgado.

[Ler Também: Deixar De Comer Carne Pode Curar Diabetes?]

Estudo

Impacto De Gordura Animal E Colesterol No Diabetes Gestacional

A pesquisa foi realizada pelo National Institutes of Health (Instituto Nacional da Saúde) da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Foram avaliadas informações de mais de 13.000 mulheres, entre 22 e 45 anos, participantes do Nurses’ Health Study II (“Estudos de Enfermagem Sobre Saúde“).

A cada quatro anos era preenchida uma pesquisa bem abrangente sobre os alimentos e bebidas consumidos pelas mulheres da pesquisa. 6% delas tiveram diagnóstico de diabetes gestacional.

A partir das informações coletadas, foi calculado pelos pesquisadores a quantidade de gordura animal presente na dieta das mulheres participantes, de acordo com o total de calorias que elas ingeriam diariamente.

Após, estas mulheres foram divididas em cinco grupos baseados nessas porcentagens, e o risco de desenvolver diabetes foi comparado com a alimentação de cada um desses grupos.

Conclusão

A conclusão do estudo foi que, mulheres que mantinham uma alimentação mais rica em gordura animal, tiveram quase o dobro de risco de diabetes gestacional do que as que consumiam menos destes alimentos.

Também foi observado que uma dieta mais rica em colesterol oferece 45% mais chances de desenvolver a doença, se comparado às mulheres que consumiam menor quantidade deste tipo de alimento.

Mesmo mantendo uma rotina de exercícios físicos, o risco não foi reduzido em ambos os casos. Ou seja, mesmo praticando atividades físicas regularmente, o risco de diabetes não seria menor se houvesse alto consumo de colesterol e alimentos ricos em gordura animal.

Diabetes Gestacional

Um dos exames do pré-natal é o teste para medir a quantidade de açúcar no sangue em jejum. Resultados normais mostram menos de 85 mg/dL. Se o resultado acusar entre 85 e 125 mg/dL, será preciso realizar um outro teste: de tolerância à glicose.  Resultados que mostram 126 mg/dL ou mais, acusam o diabetes gestacional.

Cerca de 18% das mulheres grávidas são diagnosticadas com diabetes durante a gestação, segundo um estudo americano publicado em 2008 no The New England Journal of Medicine.

O diabetes ocorre quando o pâncreas – órgão responsável pela produção de insulina – não é capaz de cumprir sua tarefa de metabolizar quantidade suficiente de açúcar circulante no sangue.

As consequências podem ser graves tanto para a mãe quanto para o feto.

Observação:

O Consenso Brasileiro de Diabetes Gestacional determina que o índice glicêmico maior que 85 mg/dL já é indicativo de diabetes.

Referência Minha Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *