Grelina, O Hormônio Da Fome?

Grelina, O Hormônio Da Fome?

Entenda melhor sobre os efeitos que a grelina tem realmente sobre a fome, e descubra como a quantidade deste hormônio pode ser maior em pessoas de peso ideal do que em pessoas obesas.

Este hormônio foi descoberto apenas em 1999 por pesquisadores japoneses, e somente depois foi associado à sensação de fome por cientistas britânicos.

A grelina é o hormônio da fomeA Grelina E A Obesidade

Ao contrário do que parece ser o mais óbvio, a quantidade de grelina não é maior nos obesos.

Na verdade, pessoas com peso ideal tem maior quantidade deste hormônio, mas o que acontece com os obesos é que eles tem uma maior sensibilidade a esse hormônio, e há um mecanismo que reduz a produção de grelina quando a pessoa com obesidade ganha peso.

Inclusive pessoas com anorexia também tem maiores quantidades de grelina do que os obesos, o que prova que a quantidade do hormônio não deve ser associada diretamente ao sobrepeso.

[Ler Também: Obesidade No Brasil – Dados Oficiais]

Como É Produzida

A grelina é produzida principalmente pelo estômago, mas também por células do pâncreas e pelo hipotálamo.

Quando nos alimentamos, a secreção da grelina diminui e a sensação de fome passa.

A fonte predominante de grelina circulante é o trato gastrointestinal, principalmente a partir do estômago, mas também em quantidades menores, a partir do intestino. O hipotálamo no cérebro é outra fonte significativa de grelina; quantidades menores são produzidos na placenta, rim e glândula pituitária.

A atividade da grelina na modulação do comportamento com relação a alimentação é melhor explicada pela presença de receptores de grelina em áreas do hipotálamo, conhecida por estar envolvida na regulação do apetite. Estão também presentes em outras áreas do cérebro, incluindo o hipocampo e as regiões em que se sabe estarem envolvidas em sistemas de recompensa (por exemplo, a área tegmental).

De facto, a grelina parece ativar alguns dos mesmos circuitos que estão envolvidos na recompensa, que podem também estar relacionada com efeitos deste hormônio sobre o apetite.

Efeitos da Grelina

A grelina pode contribuir para aumentar a fome, pela ação no hipotálamo.

Este hormônio também pode ter uma variedade de efeitos positivos sobre a função cardiovascular (por exemplo, aumento do débito cardíaco). Não é totalmente claro se os efeitos cardiovasculares são um efeito direto da grelina ou representam um efeito indireto da capacidade da grelina para estimular a secreção do hormônio do crescimento.

Também tem efeitos sobre o metabolismo da energia e da fome, e é um alvo importante para o desenvolvimento de tratamentos anti-obesidade.

Outros Papéis Da Grelina

O hormônio grelina também tem um papel importante no aprendizado, na memória e na adaptação a novos ambientes.

As pessoas magras secretam grandes quantidades de grelina enquanto dormem, fenômeno este que não é verificado nos obesos.

Outras Referências: Wikipedia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *