Categoria: Suplementos para Emagrecer

Os suplementos para emagrecer podem facilitar o seu processo de perda de peso, mas não deve substituir refeições, nem serem utilizados de forma indiscriminada. Aqui você poderá entender melhor quais são os melhores, e como eles atuam.

Colágeno Ajuda A Emagrecer?

Colágeno Ajuda A Emagrecer?

O colágeno é muito conhecido por pessoas que querem evitar a flacidez ou conquistar uma pele mais firme e viçosa, mas muita gente não sabe que a proteína pode também ser útil para quem quer emagrecer.

Ele é essencial para o cabelo, músculos, pele e é responsável pela formação de nossos tecidos. Sua importância é tanta que o colágeno representa cerca de 70% de toda a proteína presente na pele, e cerca de 30% das macromoléculas do corpo.

O problema é que o excesso de açúcar em nossa rotina alimentar, assim como o estresse, o excesso de sol e até mesmo o tabagismo podem fazer com que a produção dessa proteína diminua a cada ano, e sua pele será a primeira a sentir esse efeito.

Colágeno emagrece?

Colágeno
O colágeno pode ser consumido também através do brócolis, alimento rico em vitamina C.

Alguns especialistas afirmam que o colágeno tem uma participação importante na formação dos músculos. Pessoas que tem os níveis da proteína dentro do esperado desenvolvem os músculos de forma normal, mas quem tem os níveis baixos costuma encontrar maior dificuldade para realizar o desenvolvimento muscular.

Uma série de estudos e comprovações científicas já mostraram que quanto maior a quantidade de músculos que temos, maior será também a nossa queima calórica, e menor a chance de acumular mais peso e gordura no corpo.

Além disso, uma das propriedades do colágeno está no fato dele saciar a fome, fazendo assim com que as pessoas consumam menos calorias e emagreçam de forma mais satisfatória.

Como consumir colágeno

Essa macromolécula pode ser ingerida através de uma série de alimentos e também como suplemento alimentar (que geralmente é vendido em cápsulas). Para quem não gosta de suplementação e prefere o caminho da alimentação saudável, é possível usufruir dos benefícios da proteína de diversas maneiras.

Proteínas

Entre os alimentos ricos em colágeno estão todos aqueles com altas concentrações de proteínas, mas para que nosso organismo consiga sintetizar essa macromolécula é preciso aliar seu consumo a alimentos ricos em vitaminas, como as frutas de um vermelho ou roxo bem escuro, caso da framboesa, cereja, mirtilo, entre outros.

Elas também são ricas em uma substância que previne a destruição da proteína e aumenta a quantidade de vitamina C em nosso organismo, as antocianidinas.

Vitamina C

Alimentos ricos em vitamina C como morango, brócolis, laranja, limão, tomate e pimentão também são auxiliares na produção de colágeno, graças a essa importante vitamina.

Vitamina A

Já os ricos em vitamina A tem o papel de desacelerar a quebra da proteína e melhorar a produção em nosso organismo, entre eles estão a cenoura, batata doce, a pimenta vermelha, abóbora, entre outros.

Aminoácidos Essenciais

Os aminoácidos essenciais (lisina) e não essencial (prolina) são parte importante das fibras dessa proteína e são encontradas em alimentos como as carnes magras, legumes, claras de ovos, laticínios não gordurosos, peixe e gérmen de trigo.

O colágeno hidrolisado

Como muita gente não consegue ingerir a quantidade certa de colágeno diariamente, ou simplesmente não consome muitos alimentos auxiliares na produção da macromolécula, o uso de colágeno hidrolisado pode ser uma boa escolha.

Ele pode ser encontrado em pó ou em cápsulas e tem a quantidade necessária para ajudar nosso corpo na produção dos tecidos e melhora da saúde de nossos cabelos, unhas, pele e também no emagrecimento.

O colágeno em pó pode ser misturado à água, sucos e até mesmo em algum caldo. Normalmente recomenda-se tomar o suplementos 30 minutos antes de dormir, mas isso depende do fabricante e do suplemento que você está ingerindo.

Já a dose certa do suplemento deve ser indicada por um profissional da nutrição, que poderá solicitar exames que ajudem a entender se você pode consumir o suplemento e em que quantidades.

Também já existem no mercado alimentos enriquecidos com colágeno como bombons, barras de cereal, granola e gelatinas. É importante lembrar que toda gelatina possui uma baixa concentração de colágeno, que não supri as necessidades de nosso organismo, o que fez com que as versões enriquecidas surgissem.

Glicina, O Aminoácido Dos Suplementos

Glicina, O Aminoácido Dos Suplementos

A glicina é um aminoácido muito conhecido pelos atletas e adeptos da suplementação alimentar, mas ela também é encontrada em alimentos ricos em proteína.

O aminoácido é composto por cinco átomos de hidrogênio, dois de carbono e oxigênio e um de nitrogênio, que torna possível que o corpo sintetize o aminoácido, combatendo principalmente o cansaço físico e mental.

A glicina também é conhecida como glicinato de magnésio, e é esse mineral que se torna o responsável pela transmissão de nossos impulsos nervosos e também pela contração muscular, permitindo assim que ele seja eficiente no combate a fadiga.

Glicina no leite
A glicina pode ser encontrada também no leite

Ele é um aminoácido não essencial, o que revela que nosso corpo é capaz de produzi-lo quando necessita, ou quando não consumimos na alimentação as dosagens necessárias.

A função da Glicina

O aminoácido tem funções importantes para o nosso organismo como:

Síntese de purinas

As purinas são bases nitrogenadas que constituem o nosso material genético, e que são responsáveis pela vasodilatação e pelo controle de nosso coração, coloração da urina, e também por compor uma série de moléculas.

Quando elas não estão com a síntese em dia, o ácido úrico fica em altas concentrações em nossa urina. Dessa maneira, alguns cristais podem se depositar nas articulações, podendo causar dor e desconforto.

Biossínteses

A glicina é ainda muito importante na intermediação das sínteses de compostos do nosso organismo. Entre elas, a de profirinas, que são as responsáveis por nos ajudar a ter energia para as atividades diárias.

Ele é, portanto, o aminoácido usado na hora de converter a glicose em energia, controlando nosso índice glicêmico e também funcionando no músculo, auxiliando em seu crescimento. Isso faz com que o açúcar seja melhor armazenado em nosso plasma, e as atividade de maior resistência não se tornem tão cansativas para o corpo.

A indústria farmacêutica e cosmética

A glicina é também muito utilizada nessa indústria por ser um importante agente antialérgico e hetático. Sendo assim um componente essencial para tratar algumas alergias da pele e também problemas no fígado.

O aminoácido é também um importante neurotransmissor de ação inibitório, que é usado em alguns medicamentos de efeito calmante para o tratamento de epilepsia, doença bipolar e também hiperatividade. Ela é também usada em medicamentos anti-ácido.

Já no tratamento ortomolecular a glicina também é usada para diminuir os riscos de doenças ligadas a obesidade e para o auxílio na perda de peso com o controle dos níveis de açúcar.

A glicina e a suplementação alimentar

O aminoácido é encontrado principalmente no Whey Proteín, o que faz com que a produção do GH (hormônio do crescimento) seja potencializado, além de expulsar de nosso organismo ácido lático (responsável pela dor muscular nos atletas) e também substâncias tóxicas que precisam ser eliminadas.

Os adeptos do suplemento escolhem esses produtos por uma única razão:

A glicina permite melhor ação durante a chamada ruptura muscular. Isso porque faz com que os músculos se recuperem de forma mais rápida, permitindo que eles possam ser trabalhados novamente em um prazo menor de tempo, e que também ganhem mais volume e força.

Alimentos Ricos Em Glicina

Se engana quem pensa que o aminoácido só pode ser encontrado em suplementos alimentares. Alguns alimentos são ricos em glicina como os da lista abaixo:

cenoura

Os alimentos ricos em proteínas como os ovos, iogurtes, carnes e peixe também possuem uma alta dose do aminoácido e, por isso, são acrescentadas em grandes quantidades na rotina de alimentação dos adeptos da musculação. Vale lembrar que a gelatina também contém glicina.

Mas antes de aumentar a quantidade desses alimentos no cardápio, é preciso consultar um nutricionista ou nutrólogo e realizar alguns exames.

Belly Shape: Tudo Sobre A Farinha Seca Barriga

Belly Shape: Tudo Sobre A Farinha Seca Barriga

Belly Shape é a marca de um suplemento também conhecido como farinha seca barriga, e que tem como principal objetivo te auxiliar a reduzir as medidas da região abdominal.

O suplemento tem uma fórmula única que possibilita que você tenha a barriga chapada que sempre sonhou de uma forma mais rápida e eficaz, mas é preciso combinar com a ingestão de bastante água e de uma alimentação balanceada.

E você sabe por que é tão difícil perder a barriga e por quê o Belly Shape pode te auxiliar em todo esse processo?

Por Que Não Consigo Perder Barriga?

Farinha seca barrigaO principal problema para esse mal que atinge a maioria das mulheres é a retenção de líquidos, que deixa nosso sistema linfático inflamado, nosso estômago “alto” e a barriga estufada, fazendo com que nos sentimos mal e sem disposição para colocar biquínis e roupas mais marcadas.

Isso acontece por conta do excesso de sal e açúcar na alimentação, assim como a deficiência de magnésio, um mineral que ajuda na perda de peso e é responsável por nada menos do que 300 reações químicas no nosso corpo, incluindo as que proporcionam a redução da retenção de líquido.

Por Que Usar Belly Shape?

Agora que você já sabe quais os principais vilões da barriga chapada é preciso mostrar os motivos que farão do Belly Shape seu principal aliado na luta contra as medidas da sua circunferência abdominal.

O suplemento possui em sua composição ingredientes que estimulam seu intestino e auxiliam na redução de gordura, e também da retenção de líquidos. Entre eles estão:

Além disso, o Belly Shape também é rico em cálcio, magnésio, colágeno e também mais de 12 ingredientes que são ricos em fibras. O que permite também que a saciedade aumente, fazendo com que você diminua a ingestão de alimentos ricos em açúcar e gordura.

Leia também: Farinha Seca Barriga Que Estou Usando

A linhaça dourada, por exemplo, é rica em ômega 6 e ômega 3, um nutriente benéfico para o seu coração e intestino, que te ajuda a emagrecer e que promove o trânsito intestinal e faz com que a retenção de líquidos diminua. Já que ela diminui o processo inflamatório do seu corpo e ajuda os rins a eliminarem o sódio e a água que tanto lhe atrapalham.

Já o psyllium é o pó de uma planta muito parecida com o trigo, que reduz a absorção de gordura pelo nosso corpo, melhora o intestino e também controla os níveis de colesterol.

As fibras presentes nessas farinhas são as grandes responsáveis pela melhora do funcionamento do nosso intestino e são elas que melhoram o aspecto de nossa barriga e estômago e fazem com que o “estufamento” diminua e você alcance a tão sonhada barriga chapada.

Como Consumir O Belly Shape

É preciso ter em mente que o Belly Shape é apenas um suplemento alimentar que nos auxilia no processo de emagrecimento. Por isso, não deve substituir nenhuma refeição e seu uso deve ser suspenso se você sentir algum sintoma adverso, como náuseas e tonturas.

O recomendado é que se tome 1 colher de sopa diluída em um copo de 200 ml de água, suco ou até mesmo leite. Deve ser consumido alguns minutos (cerca de meia hora) antes das principais refeições (almoço e jantar).

Com isso, você sentirá a diferença em seu corpo e roupas em pouco tempo. Mas vale lembrar que para os efeitos serem satisfatórios é preciso realizar uma atividade física diária, e ter uma alimentação saudável, rica em fibras e nutrientes e com baixa quantidade de açúcar e gorduras maléficas para o nosso corpo.

E não se esqueça de beber muita água, pois do contrário, poderá ocorrer a constipação. Sempre que uma alimentação é rica em fibras, ela também deve ser rica em água.

Ladycare: Mantenha O Foco Na Perda De Peso

Ladycare: Mantenha O Foco Na Perda De Peso

O LadyCare é um suplemento que promete ajudar mulheres que querem perder peso, mas que precisam de um pouco mais de estímulo para manter o foco no emagrecimento.

O produto é na verdade a junção de dois outros suplementos que devem ser usados ao mesmo tempo, o Lady Slim Day e o Beauty Night, o que lhe rendeu o nome de LadyCare dia e noite.

Ele combina um suplemento feito à base de cafeína para que você tenha energia para todas as suas atividades durante o dia, e um outro que ajuda na recuperação de nutrientes durante o período noturno.

Por isso, ele é chamado de nutracêutico, por suas propriedades nutricionais e também farmacêuticas. Tudo graças a uma tecnologia chamada Time Release, que possibilita que ambos os suplementos tenham uma liberação de ingredientes de forma gradativa, prolongando assim os efeitos e benefícios de cada cápsula.

Leia também: Lady Care Slim: Suplemento Para Mulheres

Propriedades e Benefícios

Ladycare slim

O LadyCare Day é composto por um termogênico de cafeína que é usado principalmente quando estamos praticando algumas atividades físicas. Com isso, ele aumenta a resistência aeróbica e também repõe o colágeno, vitaminas e minerais que nosso corpo perde com o excesso de peso e com o tempo.

  • Na primeira fase (também chamada de fase líquida) desse comprimido existe a liberação de suplementos que conseguem aumentar a disponibilidade de nosso organismo, ou nos deixam mais dispostas.
  • Já a segunda fase (ou a fase sólida) conta com a liberação gradativa de nutrientes por conta de microgrânulos, responsáveis por prolongar o efeito do suplemento.

Por outro lado, o LadyCare Night tem em sua composição Vitaminas E e C, além de colágeno hidrolisado, sendo esse último associado ao selênio e também ao zinco, importantes minerais para quem está em processo de emagrecimento. O que traz para essa cápsula uma importante molécula antioxidante e minerais essenciais para o nosso organismo trabalhar bem e ter um pleno funcionamento.

A sugestão do fabricante é que a mulher possa ingerir até duas cápsulas de cada um dos suplementos de perda de peso por dia, ou seja, duas da versão Day e duas da versão Night. Mas é preciso que o nutricionista ou médico lhe diga se ele pode ser usado por você e como deve ser tomado.

Contraindicações do LadyCare

O suplemento é contra indicado para pessoas idosas, com pressão alta, e também por mulheres que estejam amamentando. E devem ser tomados com cuidado por pessoas que tenham alguma doença. O ideal é procurar o médico antes de iniciar o tratamento.

O LadyCare pode também causar:

  • Enjôos;
  • Vômitos;
  • Dores de cabeça;
  • E em alguns casos o paciente pode sentir palpitações e ter arritmia cardíaca por conta da cafeína.

Como é um termogênico ele deve ser tomado com cuidado e evitado por pessoas com problemas cardiovasculares, pessoas que possuem alguma sensibilidade à cafeína ou a qualquer outro componente de sua fórmula.

Vale lembrar também que o LadyCare não deve ser usado como substituto alimentar, pois não possui as propriedades e nutrientes suficientes de uma refeição completa e balanceada.

Ele é apenas um auxiliar no processo de emagrecimento e perda de medidas, e deve ser usado combinado com uma rotina de atividade física diária, e também com a ingestão de baixas calorias.

É importante também que você fique atenta aos sintomas de seu corpo, e que pare a ingestão se sentir qualquer diferença ou incômodo. O LadyCare é como qualquer suplemento vendido no Brasil, e deve ser ministrado com cuidado e orientação médica. Isso porque o médico pode solicitar que você faça alguns exames antes de indicar a ingestão do Nutracêutico, e irá lhe orientar sobre a melhor maneira de consumir o suplemento, assim como o tempo necessário para cada paciente.

Hormônio Do Crescimento Influencia A Perda De Peso?

Hormônio Do Crescimento Influencia A Perda De Peso?

O GH, ou hormônio do crescimento é muito utilizado por atletas da musculação que querem aumentar o tamanho de seus músculos. Mas o que muita gente não sabe é que ele também pode ser um aliado para quem quer emagrecer.

O Gowth Hormone (GH) é produzido pelo nosso corpo na glândula hipófise, que fica na parte inferior de nosso cérebro, e que é responsável pela liberação de uma série de hormônios importantes para o pleno funcionamento de nosso organismo.

GH

Durante a adolescência os jovens devem ter a produção desse hormônio regulamentada, caso contrário sofrem com problemas de crescimento e até mesmo com uma doença conhecida como Nanismo (na qual a principal característica é a deficiência na produção desse hormônio).

Redução do GH

Os atletas vêem o hormônio do crescimento como uma verdadeira fórmula para a construção muscular e para emagrecer. E o melhor é que ambos os sexos podem se beneficiar do GH.

Algumas pesquisas recentes mostraram que depois dos 30 anos, os níveis do hormônio do crescimento começam a diminuir em nosso corpo, em média 25% por década. Isso faz com que a suplementação do GH se torne uma boa alternativa.

O que acontece é que sua deficiência pode fazer com que a massa muscular também diminua, e como sabemos, quanto menos massa muscular no corpo, maior é a quantidade de gordura, já que o metabolismo passa a desacelerar. E é exatamente nesse ponto que o hormônio do crescimento permite que ocorra a perda de peso.

O hormônio do crescimento e a perda de peso

O GH promove um aceleramento do metabolismo do nosso tecido adiposo, permitindo que essas células se tornem importantes fontes de energia. Com isso, nosso corpo passa a queimar mais energia, e consequentemente mais gordura, o que faz com que os quilos na balança comecem a diminuir.

Este hormônio também promove um processo fundamental para o nosso organismo, a síntese de proteínas, que permite que a construção dos músculos e também a recuperação deles depois de uma atividade física sejam mais eficientes.

Ele também melhora a qualidade do sono, fazendo com que o paciente durma de forma mais consistente, principalmente quando falamos em sono profundo. E isso faz com que a produção de hormônios se regularize e o metabolismo funcione melhor.

Além disso, alguns especialistas afirmam que o hormônio do crescimento é responsável pela estimulação da renovação dos tecidos e também o responsável pela densidade óssea.

Tratamentos com GH

Para quem usa a suplementação do GH o tratamento é feito por orientação médica e por meio de injeções do hormônio aplicadas todos os dias. Essas injeções devem ser ministradas durante a noite, logo antes do repouso, em regiões que possuem gordura (como nádegas, braços, abdômen e coxas) e de forma subcutânea.

Esse tipo de tratamento é bem aceito pelo organismo, mas algumas vezes podem causar alguns efeitos colaterais como a hipertensão benigna intracraniana, que tem como principais sintomas:

  • Vômitos;
  • Agitação;
  • Mudanças no modo de andar;
  • Alterações visuais.
  • Há ainda a possibilidade de formigamentos, dores nos músculos e articulações e inchaço.

Como aumentar a produção do GH

Hormônio do crescimento
É possível consumir alguns suplementos que alteram a produção do GH.

Para quem não quer usar o tratamento de injeções é possível consumir alguns suplementos que alteram a produção do GH, são os chamados precursores. Entre eles estão os compostos com arginina, glutamina, OKG e glicina.

Mas é preciso lembrar que esses suplementos só podem ser usados com a recomendação de um médico especialista, que comprovará a necessidade do uso suplementar, e se certificará de que nenhum problema ocorra.

Contraindicações do Hormônio do Crescimento

Não podem usar o GH as pessoas que possuem tumores malignos ou tumores benignos intracranianos, assim como diabéticos ou pacientes que apresentaram complicações depois de cirurgia abdominal, cardíaca, trauma acidental múltiplo ou insuficiência respiratória (aguda).

Whey Protein: Como Escolher

Whey Protein: Como Escolher

Se você tem alguma dúvida sobre o whey protein, como se ele engorda, ou como escolher o melhor para você, este post irá te ajudar.

A busca por um corpo perfeito, sem nenhum excesso de gordura e com mais massa magra e músculos, faz com que muita gente vire adepto deste suplemento já muito famoso entre os praticantes de musculação.

Whey de chocolate
Há vários sabores diferentes do suplemento. Este é o de chocolate.

A suplementação alimentar permite que algumas pessoas ganhem mais chances na hora de ter um crescimento muscular e aumentar a porcentagem de massa magra em seu corpo, o que ajuda e muito na hora de acabar com o acúmulo de gordura.

Mas muitas dúvidas ainda surgem quando falamos do Whey Protein, e no topo desses questionamentos está a pergunta: Whey Protein engorda?

Whey Protein pode engordar?

Antes de responder a essa pergunta, é preciso entender o que é o Whey Protein.

O suplemento é uma proteína, proveniente em sua grande parte do soro do leite, que é usada pelos freqüentadores das academias logo depois do treino de musculação. Isso acontece porque essa proteína é de rápida absorção, tem alto valor biológico, e permite que a fibra muscular seja regenerada com mais facilidade.

Mas para que isso ocorra de forma satisfatória é preciso que o Whey Protein seja consumido com algum carboidrato, o que pode fazer com que os atletas engordem caso não seja consumido da forma correta.

Além disso, o Whey é utilizado para adquirir mais massa magra. Um único scoop do suplemento contém 200 kcal, o que pode representar nada menos do que 10% do total de uma dieta de 1.200 kcal, consumidas durante todo o dia.

É preciso que a quantidade ingerida do alimento seja supervisionada por um especialista, que irá avaliar qual a necessidade da pessoa, e como ela deve consumir o suplemento. Dessa maneira o whey irá realizar o papel certo em nosso organismo e ajudar na construção de músculos.

Além disso, o Whey Protein só pode ser consumido com recomendação médica, ou por quem pratica atividade física, já que ele estimula a construção muscular por meio de sua proteína que age na síntese protéica.

Como Escolher O Whey Protein?

Whey protein

Outra dúvida muito comum quando falamos desse suplemento está na escolha do whey certo para nosso corpo e desejo. Para isso, é preciso primeiro que sejam realizadas algumas pesquisas sobre as fabricantes dos suplementos. Além disso, é possível encontrar reviews, indicações de atletas e também fóruns de discussão sobre o assunto.

Assim, você irá conhecer os diferentes tipos do suplemento como o whey protein isolado, mix de proteínas, whey protein concentrado e when protein hidrolisado. Eles se diferenciam por conta da velocidade com que essa proteína é digerida em nosso organismo, assim como a quantidade de aminoácidos presentes em sua fórmula.

Whey Protein Hidrolisado

Para quem optar pelo consumo do Whey hidrolisado é preciso lembrar que ele é o mais recomendado para pessoas que necessitam de uma absorção rápida da proteína. Isso porque esse tipo de whey possui peptídeos e aminoácidos livres.

Ele é o mais indicado para quem deseja ingerir o suplemento alguns minutos antes da atividade física.

Whey Protein Isolado

O Whey isolado possibilita uma ingestão mais rápida, mas possui uma quantidade menor de aminoácidos e peptídeos do que a versão hidrolisada.

Este tipo é o mais indicado para os adeptos do consumo do Whey no pós-treino.

Veja também Lanchinhos Ricos em Proteínas.

Whey Protein Concentrado

Já a versão mais concentrada do suplemento é também a vendida de forma mais barata no mercado da suplementação, mas vale lembrar também que a velocidade de absorção dessa versão é menor.

Por isso, quem quer usar o suplemento um pouco antes do treino de musculação, o mais indicado é a sua versão mais concentrada.

Vitamina D3 Para Emagrecer

Vitamina D3 Para Emagrecer

A vitamina D3 é uma das essenciais ao bom trabalho do organismo. A falta dela, assim como da vitamina b12, dentre outras, podem acarretar em ganho de peso.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disponibiliza em seu site quais as maiores deficiências de vitaminas presentes no mundo, e a vitamina D é uma delas. Vitamina D é o nome geral dado a alguns compostos lipossolúveis, e que mantém nosso corpo em equilíbrio mineral.

Vitamina D
A falta de algumas vitaminas podem acarretar em ganho de peso

As mais conhecidas delas são a Vitamina D3 ou colecalciferol (que é de origem animal) e a D2 ou ergocalciferol (que é de origem vegetal). Ambas as vitaminas trabalham do mesmo modo em nosso corpo, e são chamadas de pró-hormônio, já que dá origem a vários hormônios essenciais para o funcionamento de nosso organismo.

A vitamina D é produzida por nosso corpo quando nossa pele entra em contato com o sol. Este é o caso da D3. O problema é que a vitamina D que ingerimos em nossa dieta é a D2, e por isso mesmo inserindo mais verduras ricas em vitamina D na dieta, algumas pessoas ainda ficam com os níveis muito abaixo do recomendado.

Isso acontece porque a D3 é a vitamina responsável por 90% de toda a vitamina do composto que nosso corpo recebe, o que faz com que, mesmo se alimentando bem, muitas pessoas ainda sofram com sua deficiência e tenham o processo de emagrecimento comprometido. Nesses casos é preciso que uma suplementação seja feita.

Para que isso seja possível, a vitamina D3 é também produzida em laboratório e vendida em forma de cápsulas e também em gotas.

Ver Também: Como Emagrecer Com Vitaminas

Vitamina D3 E Nosso Corpo

Antes de explicarmos mais sobre a vitamina é preciso entender porque a D3 é tão importante para nosso metabolismo, corpo e emagrecimento.

Ela serve para aumentar nossa força muscular, ajuda a emagrecer, diminui o risco de diabetes do tipo 1, fortalece os ossos e dentes, e também facilita a absorção de fósforo e cálcio.

Além de tudo isso, ela também é importante para o nosso sistema imunológico, para a formação do tecido ósseo, e é usada ainda no tratamento de doenças autoimunes, como a esclerose múltipla e artrite reumatóide.

Para estar diretamente ligada ao aumento de peso, sabe-se que a vitamina D3 é a principal responsável pela secreção hormonal. Com isso, pessoas que sofrem com sua deficiência tem mais chances de desenvolverem a Síndrome Metabólica, diretamente ligada a obesidade, assim como a outras doenças crônicas e diabetes do tipo 2.

A Vitamina D3 E O Emagrecimento

A vitamina D3 é a responsável pelo metabolismo de nossa gordura, promovendo também a aceleração da quebra de gordura pelo fígado.

Ela é também a responsável por ativar alguns receptores nas nossas células adiposas que inibem seu crescimento, fazendo com que engordemos menos.

Ela também reduz o apetite e aumenta a sensação de saciedade, já que é a responsável por aumentar a quantidade do hormônio responsável por essa sensação, a leptina.

A Falta De Vitamina D

A falta de vitamina D aumenta a produção de gordura, diminui a queima dessas células e faz com que o calcitrol e os hormônios paratireoidianos se elevem, fazendo nosso corpo entender que é preciso estocar gordura, não permitindo que nosso organismo faça a queima correta dessas substâncias. A falta de vitamina D também aumenta os níveis de cortisol, o hormônio responsável por nos deixar mais estressados.

Por isso, o uso de suplementação com orientação médica faz com que muitas pessoas que tentam emagrecer sem sucesso há algum tempo, consigam aliar de forma satisfatória sua alimentação e exercícios com os níveis de vitamina D3 corretos.

Vitamina B12: Sua Falta Pode Engordar

Vitamina B12: Sua Falta Pode Engordar

A Vitamina B12 já gerou algumas polêmicas relacionadas ao seu poder de emagrecimento. Entenda para que ela serve, como atua no organismo, e se ela realmente ajuda a perder peso.

Será que é uma das vitaminas que pode ajudar também na perda de peso? A resposta dessa pergunta é mais complexa do que imaginamos. Isso porque não há nenhum estudo que comprove que o uso deste nutriente ajude na perda de peso, mas a sociedade médica reconhece que a falta dele engorda.

Por isso, vamos explicar como a vitamina B12 funciona, porque ela é importante para o nosso organismo, e porque muita gente acredita que ela emagrece de forma efetiva.

Como Atua No Organismo

Mito da vitamina b12

Cientistas afirmam que algumas substâncias são essenciais para o processo de emagrecimento de nosso corpo, entre elas está a vitamina B12, responsável pelo auxílio na queima de calorias, e também por fornecer energia para o nosso organismo. A vitamina também ajuda na digestão, e a acabar com as gordurinhas localizadas.

Isso acontece porque esta vitamina é um dos compostos usados na produção de sangue. Com o aumento do sangue, nossas células passam a usar uma maior quantidade de oxigênio, o que torna nosso metabolismo mais ativo, e possibilita a queima de gordura mais eficaz quando estamos realizando alguma atividade física.

O problema é que a falta de vitamina B12 no organismo tem como um dos sintomas a perda de apetite, que atrapalha muito o processo de emagrecimento, mas quem faz uso da substância sem necessidade acaba tendo o aumento do apetite, o que pode fazer com que a pessoa consuma mais calorias e acabe engordando.

Por isso, o uso da vitamina B12 só pode ser prescrito pelo seu médico, e com base em exames de sangue que comprovem a falta da vitamina, que pode aparecer mais comumente em pessoas veganas, vegetarianas, celíacas, etc.

Funções Da Vitamina B12

Em nosso corpo a vitamina B12 é responsável por:

  • Auxiliar o organismo na produção de células vermelhas
  • Auxiliar no metabolismo da gordura e também da proteína
  • Manter nossos nervos sempre saudáveis
  • Manter a claridade mental e também a perspicácia ativas
  • Auxiliar na produção de serontonina.

Ao auxiliar nosso organismo na quebra de proteína e gordura, esta vitamina diretamente nos ajuda a ter mais energia, possibilitando que os exercícios físicos sejam feitos de forma mais intensa.

Já seu auxílio na produção de serotonina nos permite ter a sensação de bem estar prolongada, mantendo assim o estresse e a ansiedade bem longe, e possibilitando que não tenhamos vontade de atacar a geladeira por conta desses dois sentimentos.

A Vitamina B12 E O Mito Do Emagrecimento

A confusão em torno do poder de emagrecimento da vitamina B12 surgiu depois que algumas celebridades, como Lea Michele, Katy Perry, Justin Timberlake e Madonna afirmaram que usavam injeções do nutriente para este fim.

No caso da atriz de Glee, a repercussão foi maior. Tudo porque ela teria dito ao jornal britânico Daily Mail que as injeções a ajudaram a perder quase 5 kg. O que acontece é que Lea é vegana, e tinha deficiência da vitamina em seu organismo (a B12 é encontrada em alimentos como ovos, laticínios e nas carnes).

Com as declarações da atriz, algumas pessoas começaram a vender a vitamina como um poderoso composto contra a obesidade, sem nem mesmo mostrar o motivo pelo qual a vitamina B12 fez efeito nas curvas da atriz.

Por isso, é preciso tomar muito cuidado com as crenças que não tem nenhum embasamento científico ou médico, e sempre procurar orientação médica antes de iniciar o consumo de qualquer nutriente.

Lipomax, O Que Dizem Os Médicos

Lipomax, O Que Dizem Os Médicos

O Lipomax está entre os produtos atuais do mercado, que prometem acelerar a perda de peso, reduzir a gordura e acelerar o emagrecimento. Mas o que será que dizem os médicos?

Nomeado como um suplemento alimentar, o Lipomax pode ser encontrado em forma de cápsulas e em alguns sabores de shake, o que facilita e muito a vida de quem quer emagrecer, mas não tem muito tempo para dedicar a preparação de todas as refeições com o devido cuidado. O suplemento é composto de vitamina C e fibras de polissacarídeos, atuando assim diretamente no metabolismo e na gordura ingerida com a alimentação.

O que os médicos dizem do lipomax

A vitamina C acelera o metabolismo e faz com que o corpo passe a queimar mais calorias do que estava acostumado. Mas para isso é preciso que seu consumo esteja também associado a ingestão de ferro, o que faz os alimentos ricos nesse nutrientes, verdadeiros aliados ao combate do excesso de peso.

Como Consumir O Lipomax

Se você prefere o suplemento em cápsulas, é possível encontrá-lo em uma embalagem que contém 60 comprimidos. Já para quem não consegue usar suplementos nessa forma, os shakes são enriquecidos com colágeno, minerais e vitaminas e são encontrados em uma embalagem com sete saches individuais.

No caso das cápsulas, o recomendado é ingeri-las antes das principais refeições com água. Já os shakes devem ser tomados diluídos em 250 ml de água (isso porque o sache possui leite em sua fórmula) e pode substituir uma das refeições diárias. O fabricante ainda afirma que para potencializar os efeitos é preciso usar os dois produtos de forma paralela e conseguir assim, perder ainda mais peso.

A cápsula, quando ingerida, se transforma em uma espécie de gel no estômago, preenchendo uma boa parte do órgão. Lá ela consegue capturar a gordura dos alimentos que ingerimos nas refeições, fazendo com que essas células de gordura não sejam absorvidas por nosso organismo e possam ser eliminadas nas fezes com mais facilidade. O shake tem ação parecida e também só passa a atuar quando já está no estômago.

Como Funciona O Lipomax No Organismo

Como já dissemos, o Lipomax é capaz de capturar de forma precisa a gordura dos alimentos por conta da cápsula que ingerimos antes das principais refeições. Mas essas células de gordura só conseguem ser “capturadas” graças a ação da vitamina C.

Além disso, o Lipomax conta ainda com 40 cápsulas de Espirulina, que é rica em proteínas e nos ajuda a aumentar a nossa massa muscular, principalmente quando seu consumo é associado com a musculação, possibilitando que o ganho de massa magra possa ser ainda mais significativo, e a perda de gordura mais potencializada.

A Espirulina também é rica em proteínas que prolongam a sensação de saciedade, fazendo assim com que a pessoa sinta menos fome e não ataque alimentos muito gordurosos quando a fome fica “insuportável”.

O Que Dizem Os Especialistas

O consumo do suplemento não é uma unanimidade entre médicos e especialistas. Alguns afirmam que ao substituir uma alimentação saudável pelo shake, a pessoa está na verdade deixando de ingerir nutrientes importantes para o pleno funcionamento do organismo, o que pode fazer com que a dieta fique comprometida.

Vale lembrar ainda que para ter o efeito esperado, o Lipomax deve ter seu consumo associado a uma prática diária de atividade física, e também a uma dieta de baixa caloria e pouca ingestão de gordura. Dessa forma você consegue diminuir suas medidas e fazer as pazes com a balança de forma saudável e consistente.

Pholia Negra: O Que Estudos Da USP Dizem

Pholia Negra: O Que Estudos Da USP Dizem

Pholia Negra é um fitoterápico que chega ao mercado com uma proposta: ser um tratamento natural para quem quer emagrecer e sem contraindicações.

Emagrecer é o sonho de muita gente, certo? Mas nem todo mundo consegue perder o peso que gostaria apenas com dieta e exercício.

E é então que a pessoa passa a procurar por medicamentos que tiram o apetite, mas que fazem muito mal à saúde, e por isso caso prefira, você pode apostar em um tratamento natural.

Proveniente do sul do país, o extrato da erva conhecida como I.Lex paraguariensis, é a carta branca da ciência para aquelas pessoas que precisam de uma forcinha para emagrecer, mas não querem apostar em medicamentos.

Estudos Sobre A Pholia Negra

fitoterápico para emagrecer

Cientistas da Universidade de São Paulo realizaram um estudo que confirmou que a Pholia Negra é um fitoterápico que apresenta resultados eficientes no processo do emagrecimento, e melhor, sem causar nenhum efeito colateral em nosso organismo.

Os estudos realizados pela equipe da conceituada professora da USP, Maria Martha Bernard, duraram 10 meses e mostraram dados importantes sobre a erva, que farão com que ela seja usada para combater o sobrepeso e obesidade no país.

Entre as conclusões estão a eficácia e segurança de usar a erva como fitoterápico, a perda de peso em pacientes com sobrepeso de até 10%, alterações no peso já nos primeiros 30 dias de uso da Pholia Negra, e também o certificado científico de que é possível usar a erva como um auxiliar natural à dieta.

O Que É Pholia Negra?

Como já dissemos anteriormente, a Pholia Negra é o extrato de uma erva chamada cientificamente de I.Lex p., muito cultivada na região sul do Brasil. Esse extrato passou a ser estudo de cientistas da USP, e ganhou a autorização de comercialização como fitoterápico pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, órgão que regulamenta a comercialização de produtos naturais no país.

Os testes realizados na Pholia Negra mostraram que ela é efetiva no combate a fome, isso porque a digestão dos alimentos passa a ser mais lenta, e a sensação de saciedade se prolonga. Além disso, ela é um importante diurético, e também combate o colesterol ruim, e diminui a glicemia no sangue, tudo por conta da ação de deixar os alimentos durante mais tempo no nosso estômago.

O importante é mesmo que por ser um fitoterápico, os resultados nos pacientes costumam aparecer já no primeiro mês, e se aliada a uma dieta de baixo consumo calórico, a Pholia Negra pode lhe ajudar a perder mais de 10% do seu peso total, ou seja, uma pessoa de 100 kg pode perder até 10 kg com a ajuda da erva.

Efeitos

Os efeitos o fitoterápico foram comparados ainda com o de uma substância muito conhecida, proibida, e que tem efeitos colaterais importantes: a sibutramina.  A Pholia Negra também age no Sistema Nervoso Central, e é também a responsável por diminuir a quantidade de leptina em nosso organismo.

Efeitos Colaterais

Os estudos ainda mostraram que nenhum efeito colateral foi encontrado durante os dez meses de pesquisa, mas os especialistas recomendam que o paciente não faça uso da erva perto da hora em que costumar dormir, já que ela pode atrapalhar o sono.

Por enquanto a venda da Pholia Negra como fitoterápico só é realizada em farmácias de manipulação e com prescrição médica. O composto é comercializado em forma de cápsulas e cada pote contém 60 unidades.

Para consumir é preciso tomar uma pílula 15 minutos antes do almoço, e outra 15 minutos antes do jantar. O valor do fitoterápico ainda é alto, e pode durar até um mês, isso porque alguns médicos podem prescrever o produto mais de 2 vezes ao dia.