A proteína de soja é conhecida principalmente por estar presente na rotina de pessoas vegetarianas ou veganas, que não consomem nenhum tipo de proteína animal. Mas ultimamente o grão também tem sido visto como uma boa alternativa para quem quer perder peso, ou simplesmente levar um estilo de vida mais saudável.

A soja é rica em proteínas e já é consumida na Ásia há mais de 5 milênios. Aqui no país ela só chegou em 1950, principalmente por ser uma ótima alternativa para o trigo, que só tem cultivo no inverno.

Soja
Grãos e leite de soja.

Esse grão ajuda no aumento do HDL, ou colesterol bom, reduz os níveis do LDL, ou o colesterol ruim, e também é muito usada para o tratamento da menopausa, por conta das isaflavonas presentes no grão.

Soja para emagrecer

Para quem quer emagrecer, a soja é usada por seus benefícios como a alta concentração de proteínas vegetais, vitamina K, cálcio e também pela quantidade de fibras. O grão apresenta também altas concentrações de ferro, cálcio, magnésio, fósforo e zinco.

Um estudo feito por pesquisadores da USP (Universidade de São Paulo) revelou que a gordura presente no grão da soja (o ômega 6), proveniente das gorduras poli-insaturadas auxilia no controle dos níveis de colesterol.

Foi também essa conclusão que fez com que a Universidade realizasse um outro estudo que comprovou que o uso da soja na reposição hormonal é uma das alternativas para as mulheres que sofrem com problemas cardiovasculares e acabaram de entrar na menopausa.

as fibras presentes na soja oferecem vários benefícios ao trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre e também a constipação. Problemas que ajudam a reter líquidos e causam inchaço e muito incômodo. Isso acontece porque uma porção de soja contém nada menos do que 37% das fibras necessárias para o pleno funcionamento diário de nosso intestino.

O Ministério da Saúde recomenda que sejam consumidos por dia 100 gramas, no máximo. No entanto o ministério também afirma que o ideal é que o consumo da soja seja restrito a apenas 3 vezes na semana, já que sua alta concentração de isoflavonas faz com que os efeitos no corpo sejam parecidos com os do hormônio feminino.

Outros benefícios da soja

O grão ainda aumenta a saciedade e tem substâncias antioxidantes, que protegem as células da ação dos radicais livres, diminuindo assim as chances de inflamação no organismo, que dificultam o processo de emagrecimento.

Os antioxidantes presentes na soja ainda aceleram o metabolismo e auxiliam na digestão dos alimentos. As fibras são também as responsáveis por diminuir a compulsão alimentar, principalmente a causada por doces e alimentos muito calóricos.

Como consumir a soja

A soja é encontrada no mercado como grão, tofu (queijo de soja), óleo e também nas versões de farinha e texturizada (proteína usada para fazer a carne de soja). Na hora de consumir a soja como grão é preciso que o alimento fique de molho por até 12 horas, dessa maneira a quantidade de ácido fítico diminui.

A farinha é normalmente misturada a sucos e consumida com água, leite e também em caldos, e permite que as pessoas que não conseguem consumir o grão ou a proteína texturizada também obtenham todos os seus benefícios. Outro alimento muito consumido pelos brasileiros é o leite de soja, que é vendido puro ou misturado a frutas.

No entanto, é preciso lembrar que algumas pessoas (principalmente mulheres com problemas hormonais) não podem ter uma dieta rica em soja. Por isso, o ideal é que você procure sempre um médico endocrinologista ou ginecologista para que ele oriente o consumo do grão de acordo com as suas possibilidades, evitando assim o abuso do consumo e o surgimento de problemas.