Você sabe qual é o melhor leite para emagrecer? Sabe como escolher o melhor tipo que ajude na perda de leite?

Este post vai te ajudar muito com relação a isso…

O leite pode ser um ótimo complemento para sua dieta, se o objetivo é emagrecer. No entanto, existem tantas opções hoje em dia que pode ser complicado escolher a melhor versão.

A seguir você encontrará alguns prós e contras que vão ajudá-lo a resolver qual é o melhor leite para você.

A chave da perda de peso é criar um déficit calórico por comer menos calorias do que você precisa para suas atividades diárias.

Como escolher o leite certo

Você pode continuar bebendo leite e seguindo sua dieta, mas é preciso conhecer a quantidade de calorias que ele contém, e levar isso em consideração na hora de escolher que tipo de leite vai fazer parte de sua alimentação diária.

Melhor Leite Para Emagrecer

Quantidade de Calorias

Tipos de Leite:

  • Integral = 149 calorias por xícara.
  • De arroz = 120 calorias por xícara.
  • De amêndoa sem açúcar = 30 calorias por xícara.
  • Desnatado = 83 calorias por xícara.
  • De soja = 80 calorias por xícara.
  • De coco sem açúcar = 45 calorias por xícara.

Investigações – Tipos de Leite para Emagrecer

Escolhendo o melhor tipo de leite para emagrecer

Um estudo publicado no “Journal of the American Dietetic Association”, em Outubro de 2007, descobriu que o leite de soja fortificado foi tão eficaz quanto o leite de vaca para otimizar a perda de peso.

Por isso o conflito em desvendar se o leite de vaca oferece mais benefícios na perda de peso do que os tipos vegetais.

Um outro estudo, publicado em “Nutrição, Metabolismo e Doenças Cardiovasculares” em julho de 2011, descobriu que o consumo diário de outros tipos de leite trazem melhores resultados quando o assunto é a perda de peso do que o leite de soja fortificado, ou tomar suplementos de cálcio.

A maioria dos tipos de leite vegetal contém bem menos proteínas do que o leite de vaca. A proteína tem seu lado positivo que é o de promover maior saciedade.

Leite De Vaca

Não há como negar que essa versão fornece mais proteína e cálcio do que todos os outros tipos.

No entanto, ele também fornece a lactose. Então, se você tem alguma restrição à lactose, fique longe do leite de vaca.

Leite de Soja

O leite de soja é uma boa fonte de proteínas e cálcio, apesar de não conter tanto quanto o de vaca.

Ele também é livre de gordura saturada e possui baixas calorias.

É uma ótima opção para pessoas com intolerância à lactose, por não conter tal açúcar. Além disso, existem diversos sabores no mercado para satisfazer os seus gostos individuais.

Por outro lado, há relatos de pessoas que apresentam alergias à soja, devendo evitar o seu uso, assim como de outros produtos de soja.

Leite de Arroz ou de Amêndoa

Estes tipos estão se tornando cada vez mais populares.

Eles têm aproximadamente o mesmo teor de gordura. Isso os torna uma boa alternativa para aqueles com sensibilidade a produtos lácteos e à soja.

Porém, há muito pouca proteína no leite de amêndoa – apenas cerca de 1 grama por copo, ao invés dos 7 ou 8 gramas de outros tipos, e o leite de arroz não é muito diferente.

Leite Cru ou Orgânico

O leite cru não é pasteurizado, e provém de vacas, cabras ou ovelhas, e o leite orgânico é produzido sem hormônios de crescimento, antibióticos ou pesticidas.

Os defensores dessas variedades afirmam que tratam-se de alimentos completos da natureza, tornando-os boas opções para aqueles que se preocupam com o meio ambiente ou com os direitos dos animais.

Todavia, nutricionalmente falando, não há benefícios adicionais que indicam a recomendação do leite cru ou orgânico. (a composição de nutrientes não é diferente do que as variedades lácteos regulares).

O leite cru, por não ser pasteurizado, pode conter bactérias tais como Salmonella e E. coli, o que torna o seu consumo arriscado a qualquer pessoa, principalmente às crianças ou pessoas com o sistema imunológico enfraquecido.