Com certeza você já ouviu falar sobre a dieta detox ou desintoxicante, ou “de desintoxicação”. Apesar de vários nomes diferentes, trata-se exatamente da mesma coisa.

Descubra neste post, se você precisa mesmo dela, e quais são suas vantagens e desvantagens!

Ela, como várias outras dietas da moda, está super em alta nos últimos anos. E promete maravilhas!

Além de emagrecimento, promete “limpar” todas as impurezas e substâncias tóxicas do organismo, trazendo assim mais saúde, e promovendo a prevenção de doenças.

O instagram

Cada dia surge uma nova moda nas redes sociais, que se torna queridinha das celebridades. Sempre mostrando como se fosse uma nova descoberta milagrosa, com a finalidade de emagrecimento rápido e sem nenhum esforço.

E muitas vezes divulgados, erroneamente, como acelerador do metabolismo e redutor de gordura corporal.

Olhando a timeline

Isso só piora ainda mais quando chega perto do verão. Todos querem estar com o corpo mais magro e definido, para poder desfilar na praia e na piscina.

E ver todos os corpos maravilhosos na sua timeline do instagram não lhe ajuda em nada, ao contrário, só piora.

Parece que todos tem corpos perfeitos, e que apenas você não consegue, e tudo é devido aos regimes milagrosos que todos falam que fazem. Será mesmo?

O que é a dieta detox?

Não existe uma definição oficial do que é este regime. Em cada site ou revista, é possível encontrar várias definições e modelos de cardápios diferentes.

Mas a maioria consiste em drásticas restrições alimentares. Onde pode consumir apenas líquidos, reduzindo assim bastante a quantidade de calorias ingerida.

dieta detox

A maior parte dos lugares que falam sobre a dieta detox orientam mantê-la de 3 dias a 1 semana.

Em todas as diferentes definições, existem algumas semelhanças. Como a exclusão de alguns alimentos, como:

  • Gordura trans;
  • Frituras;
  • Alimentos processados/industrializados;
  • Farinha branca;
  • Açúcar e doces;
  • Glutamato monossódico;
  • Cafeína;
  • Refrigerantes, sucos e chás industrializados;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Corantes alimentares;
  • Conservantes;
  • Adoçantes artificiais;
  • Alimentos com alta quantidade de glúten, como pães e massas;
  • Leite e derivados;
  • Temperos industrializados;
  • Embutidos (carnes processadas como peito de peru, presunto, mortadela, salame);
  • Cortes de carne com alta quantidade de gordura.

Algumas variações da dieta detox se dividem em fases. Onde, na primeira, você só pode consumir líquidos. Já na segunda fase, começa a inserir alimentos sólidos. Caso planeje realizar durante 1 semana, os primeiros 3 dias devem ser apenas de líquidos, e nos próximos dias pode ir adicionando, gradativamente, alimentos sólidos.

Outra variação

Em outra variação, também é possível consumir alimentos sólidos em uma refeição durante o dia (normalmente o almoço) desde o início, mas o restante do dia deve ser apenas de líquidos.

Sendo um regime menos restritivo que na primeira opção, mas ainda assim, mantendo a restrição.

Jejum intermitente

Já em outros casos, ainda associam a dieta detox com o jejum intermitente, devendo realizar o jejum por longas horas durante o dia (de 12 a 18 horas), e depois na quebra do jejum, pode-se consumir apenas líquidos.

E os líquidos que podem ser ingeridos variam bastante. Em alguns casos estes líquidos podem ser apenas sucos de frutas, legumes e verduras. Já em outros, se adiciona água com limão, leites feitos de vegetais ou de grãos, sementes e farelos integrais adicionados nos sucos, chá, entre outros.

A segunda fase…

Quando há uma segunda fase, é nela em que se começa a introduzir alimentos sólidos como as verduras, legumes, frutas, grãos integrais, alimentos de origem animal (cortes magros de carne e frango, peixe, ovo) e oleaginosas (castanhas, nozes).

Os grandes apaixonados pela desintoxicante recomendam segui-la uma vez por mês, ou depois de abusos alimentares. Ou seja… Foi naquela churrascaria? Comeu tudo o que aparecia pela frente? Então em seguida, vieram alguns dias da detox para “limpar” o organismo.

Mas será que é assim mesmo?

Apesar da dieta detox prometer algo diferente do que o nosso organismo já faz, temos sempre que lembrar que o processo de desintoxicação do nosso corpo acontece todos os dias, de forma natural.

O nosso organismo possui processos próprios de desintoxicação através de órgãos, como o fígado, os rins, o trato gastrointestinal, a própria pele e os pulmões! :O

dieta detox

Ao menos que você possua alguma doença relacionada com o funcionamento desses órgãos, o seu organismo já realiza todo esse trabalho sem qualquer tipo de esforço voluntário vindo de você. Sim, o corpo humano é simplesmente fantástico. Portanto, você precisa garantir que o seu organismo esteja funcionando adequadamente, que ele receba energia suficiente, e os nutrientes essenciais!

Para que isso ocorra, é necessário ter uma boa qualidade de vida, através de uma alimentação equilibrada e da realização de atividades físicas diariamente.

Pedir desculpas pro organismo?

Fazer a dieta detox após cometer certos abusos na alimentação, parece uma forma de pedir desculpas ao organismo, não é mesmo? Trazendo mais nutrientes para ele, e poupando a digestão de alimentos “pesados”.

Mas será que “pedir desculpas“, e ficar realizando os mesmos erros, vai adiantar em algo? Será que isso é bom, ou pode ser ainda pior? E você realmente cometeu um erro para precisar pedir desculpas?

É para a vida toda!

A alimentação não é algo de apenas um dia. É o conjunto de uma vida inteira! Sim, o tipo de alimentação que você teve durante vários anos, pode trazer consequências depois de um tempo, mesmo que você já tenha realizado as devidas alterações. Então não devemos considerar o abuso de alimentos “ruins” como se tivesse sido apenas um dia de distração.

E sim, lembrar, que mesmo que isso seja feito apenas uma vez por semana, desintoxicar o organismo será sim efetivo para aquele período. Mas mais pra frente, estes poucos “dias do lixo”, podem trazer consequências.

O dia do lixo

O dia do lixo é como muitos chamam aquele dia em que se pode abrir uma exceção, e comer de tudo.

Tudo aquilo que não se deve comer no dia a dia, como: bolos, chocolate, refrigerante, churrasco, fast food, lanches, frituras, entre várias outras comidas engordativas e pouco saudáveis.

Riscos da restrição alimentar

Há uma enorme gama de influenciadores digitais que mostram as dietas para emagrecer que estão seguindo no momento, e como estão conseguindo manter os seus esculturados corpos.

Com isso, muitos pessoas que acompanham aquele influenciador, acabam fazendo o mesmo regime, muitas vezes na esperança de um milagre. Porque querem ter aquele mesmo corpo.

emoções na dieta

Entretanto, já está mais do que documentado na área acadêmica, através de diversos estudos, que a redução drástica de calorias por pequeno período que seja, pode gerar ou agravar transtornos alimentares, como a anorexia e bulimia, e gerar compulsão alimentar!

Isso acontece, porque durante a restrição alimentar você fica impedido de consumir vários alimentos, muitos deles seus preferidos, como bolachas, bolos, farinhas brancas, frituras, entre outras coisas que não contribuem para uma dieta. E você fica contando os minutos para essa restrição acabar. E quando ela acaba, você corre para comer uma quantidade enorme desses alimentos “proibidos”. Muitas pessoas comem até se sentir mal.

O proibido é mais gostoso!

O nosso subconsciente sempre pensa que aquele alimento proibido é muito mais gostoso do que aquele que você está consumindo!

Assim, ao invés de você melhorar a sua relação com a comida, acaba piorando, e muito. Portanto, cuidado!

  • Isso pode fazer você viver em uma montanha russa de emoções:
  • Felicidade e tristeza com a comida
  • Sensação de conforto e de culpa por se alimentar
  • Autoaceitação e insatisfação com a imagem corporal.

Além disso, a maior parte das pessoas que buscam por estas dietas da moda, estão insatisfeitas com o próprio corpo, com a sua imagem corporal. E não em busca de mais saúde.

Esta última razão é fundamental para que haja uma disciplina, que garanta que os ajustes na alimentação permaneçam.

O que você quer?

Quando uma mudança na alimentação é feita, apenas buscando-se resultados na autoimagem, um corpo mais bonito, ela muitas vezes pode durar até a obtenção deste “corpo”.

Apesar de muitas pessoas darem continuidade a uma melhor alimentação, mesmo que seja apenas para manter o corpo em forma, muitas acabam retornando à alimentação normal após isso. Sendo este outro fator importante para o surgimento de transtornos alimentares.

A maioria destes regimes não tem comprovação cientifica de seus resultados. Ou seja, não possuem estudos suficientes que comprovem a sua eficiência a longo prazo, ou melhora da qualidade de vida e de saúde.

Mas são apenas sucos!

E é exatamente isso, são apenas sucos!

Dieta

Fazer uma dieta detox, onde a base da sua alimentação passa a ser feita de sucos, você acaba ingerindo uma quantidade grande de vitaminas e minerais, mas faltam outros nutrientes extremamente importantes para o bom funcionamento do organismo, como a proteína, a gordura e as fibras.

E sim, as gorduras! Precisamos de gordura para a formação de vários hormônios, também para a absorção de vitaminas (existem vitaminas que são lipossolúveis, ou seja, só são absorvidas através da gordura), isolamento e proteção dos órgãos vitais, entre outros diversos benefícios que as gorduras oferecem ao nosso corpo.

Precisamos de gorduras!

A vitaminas A, D, E e K necessitam da presença de gordura no trato gastrointestinal, para que ocorra a sua absorção no organismo. Não adianta consumir vários alimentos fontes dessas vitaminas, e seguir uma dieta com o consumo de gordura abaixo do recomendado.

Obviamente estamos falando sobre o consumo das gorduras boas, aquelas que auxiliam no funcionamento do organismo.

Quando transformamos as frutas, verduras e legumes em sucos, reduzimos um nutriente muito importante presente neles: a fibra.

Não só de frutas…

Como as frutas, verduras e legumes são compostos, em sua grande maioria, por carboidratos. O consumo destes, através de sucos, aumenta a possibilidade de flutuação do açúcar na corrente sanguínea.

Isso acontece porque estamos falando de sucos pobres em fibras, e que acaba por excluir a presença de gorduras na alimentação, que são as responsáveis por tornar mais lenta a absorção do carboidrato no intestino.

Além de ajudar numa melhor absorção dos carboidratos gradualmente, as fibras, juntamente com o processo de mastigação, ajudam a potencializar a sensação de saciedade após a refeição. E a mastigação é outro mecanismo fundamental que não acontece em dietas a base de líquidos.

Outro fator importante, é que pode causar desiquilíbrio de sódio e potássio no organismo, levando a uma desidratação.

Mas, pode consumir suco?

Sim, mas não apenas sucos.

Eles devem fazer parte de uma alimentação equilibrada, como um todo, e não se tornar um substituto de uma refeição.

Entretanto, sempre é melhor consumir as frutas, verduras e legumes em sua forma mais natural possível, reduzindo assim, processos de preparo onde se perdem nutrientes.

E o suco verde?

Como já dito, o problema não está no suco. Mas sim no consumo restrito, apenas de sucos. Fazendo com que eles atuem como substitutos de refeições. Além de serem consumidos em quantidade elevada.

Mas e os sucos verdes que muitos consomem como café da manhã?

O suco verde não necessariamente é equivalente a uma porção de frutas, verduras ou legumes. Embora os ingredientes que são utilizados para seu preparo sejam saudáveis, no processo de produção do suco ocorre uma perde importante de nutrientes.

Natural!

Isso acontece porque, para produzir um copo de suco, se usa uma quantidade de alimentos que dificilmente você conseguiria consumir separadamente no seu café da manhã. Mas assim, batidos em forma de suco, se torna muito mais fácil. Mas salientamos ser sempre preferível comer eles separadamente, e na forma mais natural possível.

Os sucos verdes seguem a recomendação de qualquer outro suco, podendo ser consumido sim, mas não como substituto de refeições.

Mas perde peso…

A dieta detox, como a maior parte das outras da moda, ocasiona na perda de peso sim. Mas porque você está restringindo a quantidade de calorias ingeridas, sendo provavelmente uma quantidade de calorias inferior ao seu gasto calórico diário de antes. E não porque está consumindo um líquido mágico e milagroso.

Quando perdemos peso de forma rápida, normalmente perdemos também outras 3 coisas: água, fezes e músculos. Agora, o que realmente todos querem perder, que é a tão odiada gordura corporal, acaba-se perdendo em quantidade quase insignificante, considerando que também há a perda de outras coisas importantes.

Perda de água

Perde-se água, porque você está reduzindo nutrientes que geram restrição de líquidos (como o sal), e aumentam a quantidade de outros, que ajudam na eliminação dos líquidos.

Em relação às fezes, normalmente numa dieta, passamos a consumir alimentos laxativos, que auxiliam no bom funcionamento intestinal, conseguindo eliminar assim as fezes presentes no seu organismo.

E como nesse caso que estamos explicando, você vai consumir, na maior parte do tempo, apenas líquidos, isso tende a diminuir a formação do bolo fecal.

Cuidado pra não recuperar depois

A perda de água e fezes fazem parte de algo momentâneo. Ao retornar para a sua alimentação habitual, você ganha novamente estes líquidos que foram perdidos (principalmente se não se tratar de uma alimentação equilibrada), e a formação de fezes de antes.

Quando você reduz a quantidade de calorias ingeridas, o organismo irá procurar dentro dele formas de conseguir gerar energia.

Falta proteína!

Uma das formas preferidas do organismo para se fazer isso, passa a ser a retirada de proteína do músculo para cumprir com esta finalidade, por se tratar da alternativa mais fácil.

E, além disso, durante a dieta detox, normalmente, você não está fazendo o consumo de proteínas, ou se está, é em quantidade menor do que o recomendado.

Reduzir a sua quantidade de músculos, não é nada bom para o organismo, e nem para a imagem do corpo (para aqueles que estão interessados em um regime com esta finalidade). A musculatura auxilia em atividades simples do dia a dia, como se levantar, sentar, andar, respirar, entre tantas outras que nem percebemos que usamos a nossa musculatura para poder realizar.

O pior é que, conseguir recuperar a musculatura perdida, não é algo rápido e fácil, como foi perder.

Para conseguir recuperar ou aumentar a quantidade de musculatura, é preciso adequar a ingestão alimentar, e praticar atividades físicas. Sem a combinação desses dois fatores, não é possível realizar a recuperação da musculatura. O tempo de recuperação muscular depende de vários fatores, entre eles a sua genética, o tipo de atividade física que faz, e o tipo de alimentação que tem.

Muitos consideram uma forma de emagrecimento rápido e fácil. Mas é fácil mesmo? É uma dieta super restritiva, difícil de ser realizada, precisando de programação e esforço, e em muitas vezes passando fome. Então não é algo assim tão fácil de ser feito.

Reportagem

Uma reportagem do globo repórter, mostra na prática a dieta detox realizada em algumas pessoas.

Com ajuda de uma nutricionista, elas receberam as orientações necessárias para seguir o novo cardápio.

Veja o cardápio completo da dieta do cha para desinchar e perder medidas.

Ela ajuda a excretar substâncias tóxicas, que atrapalham o bom funcionamento do organismo, estimulando este processo de limpeza.

O correto:

O correto, é fazer apenas por um período determinado, e depois entrar com uma reeducação alimentar.

Como diz a repórter, é como se você estivesse promovendo uma verdadeira faxina no seu organismo.

É preciso antes de tudo, tirar os produtos industrializados do armário, e apostar mais naqueles que vem da feira.

Alerta: inchaço!

Acordar com as pálpebras ou rosto inchado, e sem fome, são sinais de intoxicação. Nestes casos, geralmente a fome costuma aparecer no final do dia. Problemas de libido, e pequenas alergias, também podem ser sinais de intoxicação alimentar.

São vários os tipos dessa dieta, mas na detox tradicional, não é permitido a ingestão de lactose, glúten e proteína animal. Ou seja, sem leites e derivados, e nem alimentos a base de farinha, cevada e aveia. Sem contar que as carnes também ficam de fora.

Sobre as carnes

Hoje em dia, as carnes recebem uma quantidade grande de hormônios e antibióticos, que acabam se tornando verdadeiras bombas de toxinas para o nosso corpo.

O glúten, que está presente em quase tudo o que temos disponível para comprar, de forma mais fácil e barata, como: o pão, cerveja, biscoitos, bolos, massas e etc. Acaba tornando o processo de substituição de alimentos mais difícil.

Resistindo às tentações…

A maior parte dos entrevistados, relataram ter enfrentado diversas dificuldades para seguir o regime. Principalmente para abandonar as comidinhas gostosas de antes, e se conter diante das tentações.

Afinal, muito diferentemente dos legumes e verduras, os bolos, chocolates, refrigerantes e doces diversos, são muito mais facilmente encontrados nas prateleiras por aí. E com certeza, muito mais apetitosos. Então desse jeito, a concorrência é bem desonesta 😀 o que torna o desafio mais difícil ainda.

Mas com força de vontade, com certeza acaba valendo muito a pena!

Fiz a dieta detox, e agora?

Você acabou realizando a dieta detox por um período e emagreceu. E agora vai retornar à sua rotina habitual… Como é essa rotina?

Muito provavelmente, você entrará no efeito sanfona. Emagreceu com um regime, porém ao retornar à sua alimentação habitual, que não é muito saudável, acaba engordando novamente.

Devido a isso, irá iniciar mais para frente novamente a dieta detox, ou alguma outra que estará em alta no momento.

Efeito sanfona outra vez

Esse emagrece e engorda, chamado de efeito sanfona, é péssimo para o organismo. Principalmente por aumentar o risco de doenças cardiovasculares, que podem levar ao óbito prematuro.

Mas além do cardiovascular, pode ainda enfraquecer o sistema imunológico, e aumentar os níveis de colesterol e diabetes.

Outro ponto é que, no emagrecimento, o nosso organismo entende isso como uma ameaça a ele. E acaba gastando menos calorias para realizar as mesmas atividades. Ou seja, o seu metabolismo fica mais lento. Isso acontece como forma de prevenção para que você ganhe novamente o peso perdido. Sim, é como se o seu organismo estivesse querendo te sabotar!

É possível engordar de novo?

Se você está gastando menos calorias ao realizar as mesmas atividades, quer dizer que você terá mais chance de engordar novamente. E caso tente emagrecer de novo, será ainda mais difícil.

As dietas e restrições alimentares não ensinam a comer de forma saudável, necessariamente.

Mas sim, a ingerir certas quantidades de alimentos para se atingir um certo objetivo. E como não é possível manter essa alimentação por um longo período, a maioria das pessoas acaba voltando aos hábitos antigos, e engordando novamente.

Pode fazer atividade física?

Ao fazer essa dieta, devido a redução da quantidade de calorias ingeridas, é recomendado que não se realize atividade física, principalmente de alta intensidade. Apenas as atividades físicas leves, como alongamentos e pequenas caminhadas são recomendadas neste caso.

A prática de atividade física poderia auxiliar bastante na manutenção da musculatura, além de ser imprescindível para a melhora da qualidade de vida.

Praticar atividades físicas de alta intensidade não são recomendadas neste caso, devido ao risco de hipoglicemia, tonturas, desmaios, dores de cabeça, cansaço excessivo, fraqueza, o que pode levar a acidentes.

O que aproveitar da dieta detox

Os sucos podem fazer parte de uma alimentação equilibrada e saudável, não devendo entrar como substituto de alguma refeição e sim como uma adição, para complementar e tornar a sua refeição ainda mais saudável.

Com a dieta detox, começaram a surgir receitas diferenciadas de sucos, conseguindo colocar ingredientes que nunca foram pensados nessa combinação. Mas também eles possibilitam camuflar alimentos que você não gosta, de uma forma prazerosa e sem sacrifício para consumir.

Existem sucos com adição de grãos, pimenta, gengibre, canela, oleaginosas, entre muitos outros. Não existe limites para a imaginação e para as combinações que podem acontecer.

Então, o que fazer?

Você exagerou e comeu demais em alguma festa ou no final de semana? Ou acabou extrapolando na bebida e petiscos em um happy hour?

Tudo bem, isso acontece. Depois de momentos como estes, não é recomendado iniciar uma dieta desintoxicante pós festas, e sim, retornar ou iniciar uma rotina saudável, que engloba atitudes como: ter uma alimentação saudável e equilibrada, fazer atividades físicas e dormir bem.

Mudança de hábitos

Mas para que isso aconteça, você precisa mudar hábitos e comportamentos, e iniciar uma reeducação alimentar.

É normal acontecer um exagero se você vai numa festa, cheia de guloseimas e coisas gostosas. Mas esses exageros não devem fazer parte da sua rotina. Além disso, é preciso aprender a se controlar, fazer melhores escolhas, até mesmo em momentos de convívio social.

Você precisa parar de pensar que mudar a sua alimentação, não deve ser algo apenas momentâneo, mas sim algo para a vida. E isso só será possível, se você mudar agora de atitude.

Busque auxílio

Não é uma dieta que você irá iniciar na segunda feira, no início do mês ou no próximo ano. Tem que ser algo mudado e melhorado agora. Aos poucos, você irá conseguir se reeducar, e melhorar a sua relação com a comida.

Para conseguir melhorar a sua relação com a comida, com o seu corpo e trazer mais saúde para a sua vida, você pode contar com vários profissionais da saúde devidamente treinados e preparados para lhe auxiliar: médicos, nutricionistas, educadores físicos e psicólogos.

Ele pode te ajudar!

O Doutor Maurício Garcia é um desses profissionais. Que criou um programa de emagrecimento online, que pode ser feito da sua casa, e com acompanhamento dele!

Como Emagrecer Comendo de Tudo

Onde ele ensina o passo a passo que vai te levar a um emagrecimento saudável e duradouro. E sem precisar fazer dietas, ou restringir demais sua alimentação.

Receitas

Como já dito anteriormente, os sucos podem fazer parte de uma alimentação equilibrada. Eles são ricos em vitaminas e minerais, que quando consumidos em quantidades adequadas e no momento certo, podem auxiliar no bom funcionamento do organismo.

Por isso, vou te passar algumas receitas de sucos saborosos e diferentes, para mudar a sua rotina alimentar e trazer maior quantidade de nutrientes.

Suco de frutas com gengibre

Ingredientes

  • 4 cenouras com casca;
  • 1 maçã com casca;
  • 1 limão;
  • 2 laranjas;
  • 1 pedaço de gengibre;
  • 2 litros de água.

Modo de preparo

  1. Lavar todos os ingredientes em água corrente, e higienizar adequadamente com hipoclorito de sódio;
  2. Corte a maçã para retirar a semente e o talo, preservando a polpa e a casca;
  3. Extraia o suco do limão e das laranjas. Apenas isso será usado. Descarte o resto destas frutas;
  4. Bata todos os ingredientes no liquidificador com 500 ml de água e depois acrescente a quantidade de água faltante.

Suco de frutas com água de coco

Ingredientes:

  • 2 xícaras de melão em cubos;
  • 1 e ½ xícara de abacaxi em cubos;
  • 1 maçã verde com casca;
  • ½ limão (suco);
  • 1 colher de sopa de gengibre ralado;
  • 6 folhas de couve manteiga com o talo;
  • 1 xícara de água de coco.

Modo de preparo:

  1. Lavar todos os ingredientes em água corrente, e higienizar adequadamente com hipoclorito de sódio;
  2. Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Suco de couve, beterraba e gengibre

Ingredientes:

  • 2 folhas de couve;
  • 1 maçã com casca;
  • Uma colher de folhas de hortelã;
  • 1 cenoura com casca;
  • Uma beterraba com casca;
  • ½ pepino com casca;
  • 1 colher de sobremesa de gengibre ralado;
  • Um copo de água.

Modo de preparo:

  1. Lavar todos os ingredientes em água corrente e higienizar adequadamente com hipoclorito de sódio;
  2. Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Suco de melancia

Ingredientes:

  • 3 fatias de melancia sem caroço;
  • 1 colher de chá de linhaça triturada;
  • 1 colher de chá de gengibre ralado.

Modo de preparo:

  1. Lavar todos os ingredientes em água corrente e higienizar adequadamente com hipoclorito de sódio;
  2. Bata todos os ingredientes no liquidificador.

Considerações finais

Estas receitinhas são deliciosas, mas como já dissemos, não devem ser usadas para substituir uma refeição

Ao entender no nosso post do que se trata a dieta detox, ficou bem clara a sua relação com a perda de peso, e como você pode acabar ganhando todo esse peso novamente ao retornar à “vida normal”.

Que tal agora compartilhar as nossas dicas, ideias, receitas e informações com suas amigas?

Hoje você aprendeu, como fazer uma dieta detox. E como aqui não temos papas na língua, falamos tudo mesmo, mostrando a realidade como ela é.

E por isso que falamos tanto das vantagens quanto das desvantagens. Formulando um post bem completo, e bem informativo. Com tudo o que você precisa saber sobre a dieta detox e sem prometer milagres, e sem fazer sensacionalismo.

Além de apresentar algumas receitinhas fáceis e práticas, que vão te auxiliar na desintoxicação, mas que não se tratam exatamente de um cardápio do regime. Pois pra isso, o mais recomendado é se tenha acompanhamento médico.

Mas com as dicas que demos hoje, com certeza ficou bem mais fácil de entender do que se trata, e tirar suas próprias conclusões. E aí, o que decidiu? Vai fazer esta dieta?

Como gostamos de falar sempre, o que nos importa é o seu bem estar. Queremos sim que emagreça e atinja este objetivo. Conquistando o corpo que sempre quis. Mas nunca prometeremos milagres, ou fórmulas fáceis. Queremos que conquiste isso de forma bem saudável. Tendo em mente a sua saúde em primeiro lugar!