Saiba como usar o ginseng a favor, do seu emagrecimento, e conheça todos os outros benefícios que vão muuuito além deste!

Esta é uma planta de raíz carnuda, do gênero Panax, cujas propriedades podem acelerar o seu emagrecimento!

Conheça ainda as versões do Ginseng Coreano e o Indiano.

Ginseng engorda ou emagrece?
Sobre o post de hoje

É bastante conhecido como estimulante para combater a fadiga, e aumentar a agilidade mental, assim como a energia.

Este aumento de energia, é um dos fatores que levam esta raíz a estar associada à perda de peso, visto que sem energia, é difícil de se exercitar…

E sem exercício, é quase impossível perder peso, pelo menos de uma forma saudável.

Também muito conhecido como um tônico que proporciona bem estar, disposição e ajuda na memória, mas saiba que esta planta também é uma poderosa aliada para a longevidade e para a qualidade de vida.

É usado há milhares de anos pela Medicina tradicional chinesa e atualmente estudos científicos apontam que ele pode aumentar a capacidade de resistência às doenças, à fadiga e ao estresse.

Controle de apetite e açúcar no sangue

Além disso, esta planta pode ajudar a controlar o açúcar no sangue, o que também afeta os níveis de energia, bem como o apetite.

Saiba a seguir quais são seus benefícios, qual a quantidade adequada a utilizar, e também quais são os efeitos colaterais e as contraindicações!!!

Veja ainda um vídeo com uma receita de chá e uma receita de sopa usando este ingrediente, e mais abaixo no post, três outras diferentes formas de fazer o seu chas para emagrecer com ele.

Benefícios

Ele é mais indicado para quem está desanimado.

Se você já é uma pessoa agitado, é melhor não utilizar. Você pode acabar ficando muito nervoso, ou mais elétrico do que já.

Ginseng engorda
Esta é a raiz

Ele possui ginsenosídeos e panaxos, que ajudam na redução do açúcar no sangue, e melhoram o sistema imunológico.

Os benefícios do ginseng estão associados a:

  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Melhorar da memória;
  • Aumento da libido masculina, e melhora a potência sexual;
  • Facilita a perda de peso;
  • Aumenta a capacidade de recuperação após o treino;
  • Efeito positivo na circulação sanguínea;
  • Ajuda a combater o stress, e acalmar;
  • Tem efeito estimulante;
  • Melhora a vitalidade;
  • Combate o cortisol, que é um hormônio ruim, principalmente para quem quer ganhar massa muscular.
  • Baixar o colesterol;
  • É rico em antioxidantes, auxilia no combate ao câncer;
  • Pode ser usado no tratamento de anemia, problemas do fígado, diabetes tipo 2, e infecções;
  • Tem efeito diurético;
  • Ajuda a aliviar os sintomas de menopausa.

Tome 1 mês antes de:

Começar o frio

Ele ajuda a imunizar o corpo e prevenir gripes.

Cha para emagrecer
Use os chás a seu favor

Começar a tomar o ginseng um mês antes de iniciar um clima mais frio, mas te ajudar a ficar com o sistema imunológico mais forte, para enfrentar os males do inverno.

Prestar vestibular

Um outro benefício desta raíz, diz respeito à capacidade cognitiva.

Ele ajuda a melhorar a memória.

Por isso, tomar ele um mês antes de prestar vestibular, ou outro tipo de prova importante, pode dar um up na memória.

Isso é tudo que uma pessoa que está nesta fase quer.

O stress de fazer uma prova importante pode causar tanto stress, que a pessoa não consegue nem raciocinar direito.

Mesmo que ela saiba a resposta, ás vezes ela não consegue nem se lembrar.

E além de ajudar na memória, também ajuda no stress, então pode ser um bom aliado para enfrentar este tipo de desafio.

Não se esqueça de verificar quais são os cuidados necessários, e as contraindicações.

Como emagrecer com o ginseng

Duas espécies de ginseng podem ser as mais eficientes para auxiliar na perda de peso: a coreana e a norte-americana. Elas atuam da seguinte forma:

  • Ginseng americano: Promove uma melhor resistência física, esfriando o corpo e inibindo o estresse;
  • Ginseng coreano: Atua na regulação ou aceleração do metabolismo, esquentando o corpo e mobilizando as células do cérebro.

O ginseng pode acelerar a perda de peso de duas formas que você vai ver a seguir.

Acelera o metabolismo

A primeira, é acelerando o metabolismo.

Com uma taxa metabólica mais rápida, você pode comer a mesma quantidade de comida, mas uma menor quantidade de calorias será convertida em gordura.

Impulsiona a energia

A segunda forma de contribuir para o emagrecimento, é o fato de o ginseng ser um impulsionador de energia, o que te faz sentir mais forte, mantendo a resistência física durante um treino intenso.

Como por exemplo os treinamentos intervalados de alta intensidade), os MAIS eficazes para uma perda de peso rápida e saudável).

Assim, você será capaz de participar de uma rotina de exercícios mais ativa por um longo período de tempo.

Atenção!

O ginseng não deve ser o único aliado a sua perda de peso. Uma alimentação saudável e exercícios regulares, são fundamentais para o controle de peso eficaz, a longo prazo.

Ele pode te ajudar a emagrecer mais rápido, mas sem um estilo de vida saudável, esta raíz por si só não será suficiente.

Conheça o cha de cebola que é um outro ingrediente que pode ajudar no emagrecimento. Clique e aprenda variadas receitas.

Como escolher

O ginseng pode ser consumido como um suplemento em forma de cápsulas ou comprimidos.

ATENÇÃO!

Nunca tome a noite ou no jantar, para não atrapalhar o sono.

Opções

  • Cápsulas;
  • Em pó;
  • Extrato líquido;
  • Em raíz. Nesta opção ele pode ser um pouco mais econômico e mais gostoso.

Ele deve ser castanho claro e nodoso.

Por mais estranho que possam parecer, suas raízes fibrosas são altamente benéficas. Todos os produtos de ginseng são feitos a partir das raízes, e não das folhas ou flores.

Porém, apenas alguns tipos deste ingrediente contêm propriedades de perda de peso.

De acordo com a equipe de pesquisa médica da Universidade de Maryland, Panax ginseng é a única que pode ajudar você a perder os quilos extras.

Tipos de Ginseng

Para os orientais esta erva seria responsável pela regulação do equilíbrio entre o Yin e o Yang e desta forma pelo equilíbrio dinâmico dos processos fisiológicos.

O tratamento de doenças através dos fitoterápicos tem ganhado cada vez mais importância e até mesmo a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a relevância do uso das plantas como o ginseng.

Elas são apontados como uma alternativa viável aos tratamentos medicamentosos tradicionais de doenças cardiovasculares, neurológicas e oncológicas, mas principalmente na prevenção das mesmas.

Embora possua origem nos países orientais, hoje em dia o ginseng é cultivado no mundo todo. São conhecidas pelo menos 13 plantas que fazem parte da sua família, as araliaceaes.

Cada uma das espécies apresenta componentes bem parecidos, mas também grandes diferenças nas proriedades medicinais e nos seus efeitos terapêuticos.

Por isso, apesar de apresentarem ações parecidas, estudos científicos tem provado aplicações terapêuticas distintas para cada uma delas.

Vamos conhecer 3 das principais espécies de ginseng.

1. Ginseng Coreano

A denominação de “ginseng”é como ficou popularmente conhecida a raiz ou rizoma da Panax ginseng C.A. Meyer.

É uma espécie botânica encontrada originalmente na Coreia, mas muito utilizada em toda Ásia, especialmente na Coreia, Japão e China há mais de 2 mil anos no tratamento e prevenção de várias doenças.

O ginseng coreano é uma planta perene de pequenas flores brancas e frutos vermelhos, contudo sua parte mais usada é a raiz.

Apesar de ter ficado conhecido como Ginseng Coreano, é cultivado em todo mundo.

É considerada a mais preciosa, misteriosa e promissora no ramo da Fitoterapia, sendo inspiração para muitos estudos.

2. Ginseng Indiano

Ashwagandha (Withaniasomnifera) cresce na Índia, Paquistão, Afeganistão, Espanha, partes do Oriente Médio, da África e das Ilhas Canárias.

Conhecido como “Ginseng Indiano” provavelmente, porque é utilizado medicina tradicional Ayurvedica como um adaptogénico (regulador metabólico) ou tônico.

A raiz é mais utilizada medicinalmente, embora as sementes, os brotos, o suco e as folhas também sejam utilizadas

Usos Comuns

  • Na quimioterapia e radioterapia;
  • Melhoria da função imunitária;
  • Atividade antioxidante;
  • Bem-estar mental e emocional;
  • Afrodisíaco;
  • Atividade antinflamatória e antiartrítica;
  • Atividade anabólica e antiestresse;
  • Suporte a função da tiróide, fígado e pâncreas.

3. Dong Quai, Angelica-Chinesa ou Ginseng-Feminino

Ginseng feminino
O ginseng feminino ajuda a estimular a menstruação

O ginseng-feminino, que tem por nome cíntifico Angelica sinensis, é uma das ervas mais utilizadas na medicinal tradicional chinesa.

Também chamado de dong quai, é encontrado amplamente na China e no Japão e tem sido cultivada por mais de 1500 anos nas regiões ao oeste da China.

Em geral, cresce de maneira selvagem, tipicamente encontrada em rios, próxima à costa perto do mar, e em regiões montanhosas e úmidas.

Principais ações

  • Diminuir ou eliminar a dor;
  • Impedir ou reduz o desenvolvimento de bactérias;
  • Prevenir o câncer;
  • Atua na coagulação do sangue;
  • Previne espasmos no estômago, intestino, útero ou bexiga;
  • Previne e trata micoses;
  • Combate a inflamação nos tecidos;
  • Aumenta o fluxo menstrual ou provoca menstruação;
  • Efeito calmante, tranquilizante;
  • Estimula o bom funcionamento do fígado;
  • Estimula a contração dos músculos do útero.

Receitas

Veja o vídeo de duas das receitas, e veja a explicação logo abaixo dele.

E ainda neste post, leia mais 3 receitas de diferentes chás, e escolha qual se encaixa melhor para você.

Aqui estão duas receitas: uma de sopa e uma de chá

Sopa

A recomendação é usar este prato no almoço, e não no jantar. Pois como já falamos, utilizado a noite pode atrapalhar o sono.

Ingredientes

  • 1,5 litro de água;
  • 15 gramas de raíz de ginseng fresca;
  • 3 cebolas;
  • 3 dentes de alho;
  • 1 cenoura;
  • 2,5cm de gengibre;
  • Óleo de coco;
  • Sal rosa;
  • Pimenta de cheiro a gosto;
  • 2 colheres de azeite extra-virgem;
  • 400 gramas de frango.

Como fazer

  1. Pique o alho e a cebola;
  2. Descasque e corte a cenoura em rodelas;
  3. Refogue o alho e a cebola no óleo de coco;
  4. Em seguida, acrescente a água, o ginseng, a cenoura e o gengibre. Deixe em fogo médio, até a cenoura ficar macia;
  5. Depois então, acrescente o frango temperado a gosto;
  6. Após cozinhar o frango, retire o ginseng e o gengibre, e sirva ainda quente.

Chá

Ingredientes

  • 100ml de água;
  • 2,5 gramas de ginseng.

Como fazer

  1. Ferva a água, e coloque o ginseng.
  2. Tampe, e deixe em fogo baixo de 10 a 20 minutos;
  3. Coe.
  4. Deve tomar no mesmo dia 2 a 3 xícaras por dia. Não tomar a noite, para não atrapalhar o sono.

Chá da raíz em pó

Além da forma mais simplificada, fervendo a água quente, e mergulhando o sachê, há também outras maneiras de prepará-lo.

  1. Dissolva 1 colher (de chá) de ginseng em pó em um copo de água fervida;
  2. Adicione o mel ou outro adoçante de sua escolha, e sirva.

Extrato líquido

Esta é uma receita do chá de ginseng com o extrato líquido.

  1. Adicione de 2 a 3 gotas de extrato de ginseng em uma xícara de água fervida;
  2. Adoce e sirva.

Chá com a raíz

  1. Ferva 4 xícaras de água;
  2. Adicione cerca de 56g de raíz de ginseng, e deixe ferver por cerca de uma hora;
  3. Retire do fogo e adoce com mel e canela.

Dicas para os chás

  • Para adoçá-lo, a melhor opção é o mel. Melhor ainda que o açúcar. Além disso, o mel ajuda a amenizar o seu forte aroma;
  • Um pouquinho de canela também pode ajudar a amenizar o cheiro e o gosto forte deste chá;
  • Ele deve ser tomado preferencialmente na parte da manhã, ou após o almoço.

Contraindicações e efeitos colaterais

É recomendado usar até 10 gramas deste ingrediente por dia.

Antes de inseri-lo em sua rotina alimentar, certifique-se de que você não esteja tomando nenhum medicamento que possa ter suas funções neutralizadas com esta raíz.

Como estimulante, o ginseng não é adequado para quem tem problemas de insônia ou ansiedade.

Esses sintomas podem ser agravados com seu uso. Por isso não é recomendado a sua ingestão no fim da tarde ou a noite.

Faça uma pausa

Um estudo realizado pela Universidade de Maryland Medical Center, sugere que não seja usado por mais de 3 semanas consecutivas.

Após a terceira semana de consumo diário, você deve parar de usá-lo por duas semanas e, em seguida, reiniciar o ciclo.

Seus efeitos colaterais, ou seja, aqueles efeitos diferentes dos esperados, podem incluir:

  • Pressão alta;
  • Diarréia;
  • Dor de cabeça e náuseas.

Quem tem pressão alta deve utilizar com cautela!

É contraindicado para quem está amamentando.

Se você faz uso de medicamentos anti-psicóticos, antidepressivos, medicamentos para diabetes, e bloqueadores dos canais de cálcio, o uso do ginseng deve ser evitado.

Crianças também devem evitar o consumo.

E sempre deixamos claro que a importância de procurar um médico, antes de iniciar um tratamento por conta própria.

Outros benefícios mais detalhados

Como você já deve ter percebido o ginseng é uma planta muito rica e poderosa, e com inúmeros possibilidades de usos, então separamos alguns dos seus principais benefícios para detalhar melhor abaixo.

Diabetes

Estudos destacam o uso do Ginseng (Panax ginseng) como uma das mais promissoras ervas terapêuticas no tratamento complementar da Diabetes tipo II e como uma alternativa ao tratamento tradicional.

A erva possui mais de 700 compostos, sendo os ginsenóides os principais componentes benéficos à saúde. Foi relacionado à efeitos na:

  • Redução da glicose sanguínea;
  • Diminuição da fadiga,
  • Redutor da resistência a insulina e;
  • Estimulante da circulação sanguínea.

Combate o ESTRESSE e a ANSIEDADE

O ginseng é muito conhecido como tônico, mas este termo tem sido substituído por adaptogênico.

Termo que inclui sua capacidade de aumentar a resistência ao estresse físico, químico e biológico, promovendo:

  • Vitalidade;
  • Maior capacidade e trabalho físico e mental;
  • Resistência a doenças;
  • Redução dos efeitos nocivos do envelhecimento.

Prevenção ao câncer

O ginseng é rico em saponina, um componente apontado nos estudos científicos por possuírem uma série de atividades, entre elas a ação anti-inflamatória, que contribui na prevenção de diversos tipo de de câncer.

Além da ação inflamatória, que previne o câncer as saponinas possuem vários mecanismos que agem na inibição das células tumorais, impedindo que estas se multipliquem.

Regula a PRESSÃO ARTERIAL

Outro benefício promovido pelo componente adaptogênico do ginseng é o aumento dos vasos sanguíneos, que consequentemente reduz a pressão arterial.

Além da redução da pressão arterial, o ginseng também possui características que controlam a hipotensão, ou seja a pressão baixa.

Este efeito duplo e contraditório, é típico da categoria de adaptogênicos que como o ginseng, o que inspira diversos estudos.

Conte nos comentários se você já experimentou esta raiz alguma vez em sua vida!!!