Já foi comprovado cientificamente que o iogurte emagrece. Entenda como isso acontece, quais são as melhores opções de iogurte para emagrecer, e qual a melhor forma de consumi-lo.

Além do efeito emagrecedor, o iogurte faz bem aos músculos e ossos, protege o estômago e estimula o funcionamento do intestino.

Entenda como os probióticos agem no organismo, facilitando a perda de peso. Um por dia é o suficiente.

Iogurte auxilia no emagrecimento.

Pessoas com restrições a lactose, também podem apostar neste alimento para perder peso. Basta fazer as escolhas corretas. Leia até o final e descubra quais são elas.

Uma dica valiosa é dar preferência aos iogurtes mais consistentes. Estes iogurtes transmitem uma maior sensação de saciedade, o que fará com que você se sinta menos gulosa, mais satisfeita, e acabe comendo menos.

Outra dica é sempre verificar o potinho, prestando atenção à quantidade de açúcar, gordura, carboidrato e sódio, além de corantes e aromatizantes. Quanto menos, melhor.

Como o Iogurte Ajuda no Emagrecimento

Graças ao cálcio biodisponível presente no iogurte, esta delícia é capaz de te ajudar no emagrecimento. Biodisponível significa uma versão do cálcio que é mais facilmente absorvida pelo organismo.

O cálcio também sinaliza as células de gordura para bombear menos cortisol, tornando mais fácil a perda de peso, enquanto os aminoácidos ajudam a queimar gordura.

A versão do iogurte com menor teor de gordura (em média 76, quase a metade do que oferece o integral) tem mais cálcio (cerca de 300 miligramas no potinho de 170 gramas), ou o iogurte destanatado, são os mais indicados para quem quer perder peso. Além de ter em média 76 calorias, tem também mais cálcio e mais proteína do que o integral.

Para quem quer emagrecer com o iogurte, o ideal é optar pelo iogurte natural desnatado, e acrescentar frutas frescas ou cereal matinal, e até adoçante, ou um pouquinho de mel ou geléia caso queira intensificar o sabor, e turbinar o seu café da manhã.

Outra propriedade do iogurte que auxilia a emagrecer com saúde, é o probiótico. Ele melhora a saúde do intestino, que, quanto mais saudável, mais liberará neurotransmissores reguladores da saciedade, o que ajuda a reduzir a fome.

Os probióticos também aumentam a absorção de vitaminas e minerais. Isso fará com que a satisfação seja maior, porque o organismo não terá carência destes nutrientes.

Com relação a proteína do leite, ela se encontra parcialmente digerida no iogurte: as conhecidas bactéricas Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus fermentam a bebida, dando ao iogurte aquele gostinho meio amargo, e uma textura cremosa.

Lembre-se que as bebidas lácteas não oferecem os mesmos benefícios que o iogurte, apenas por também serem conhecidas pelos “Lactobacillus“.

O iogurte também é uma importante fonte de potássio, fósforo, riboflavina, iodo, zinco e vitamina B5 (ácido pantotênico). Contém também vitamina B12, que mantém as células vermelhas do sangue e ajuda a manter o sistema nervoso funcionando corretamente.

Iogurte: Tradicional x Probióticos

Para quem consome o iogurte diariamente, ou pretende inseri-lo a dieta, é recomendado dar preferência ao probiótico.

Tanto o iogurte quanto o leite fermentado, se consumido regularmente, ajudam a reduzir o colesterol ruim, o risco de infecções na mucosa do estômago e de câncer de cólon, e aumentam as defesas do organismo.

Restrição à Lactose

Se você tem alguma restrição à lactose (açúcar do leite), saiba que também pode usar o iogurte como um aliado ao emagrecimento.

Você precisará apenas fazer as escolhas corretas: opte por iogurtes sem lactose, ou por iogurtes à base de soja, outra proteína importantíssima à saúde. Além disso, ajudam a reduzir sintomas da TPM e menopausa, e auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer, osteoporose e diabetes.