Retenção de líquidos é um dos temas mais discutidos por quem quer emagrecer e perder medidas, já que é apontada como a principal responsável do aumento da circunferência abdominal e da sensação de inchaço.

É normal que as pessoas percebam a retenção de líquidos ao sentirem as pernas ou braços inchados, ou até mesmo por sentirem a calça mais apertada, mesmo depois de horas a usando.

O que é retenção de líquidos

Retenção de líquidos
A melancia é um dos alimentos mais indicados contra a retenção de líquidos.

O nome retenção de líquidos é na verdade um termo usado popularmente para caracterizar o inchaço do corpo ou de apenas uma parte dele, como os pés, calcanhares, pernas, barriga, entre outros.

Essa retenção é na verdade um edema que aparece na pele devido ao líquido pobre em proteínas qie cai dos nossos vasos sanguíneos para o tecido subcutâneo. Esse edema faz com que a pele fique brilhante e elevada, e que ao tocá-la com os dedos ou acessórios, fique facilmente marcada.

Vale lembrar que o nosso corpo é composto por nada menos do que 2/3 de água, o que mostra a importância da hidratação para o nosso organismo e também revela que a retenção de líquidos é mais frequente do que imaginamos, principalmente se o organismo se encontra desequilibrado, situação comum em pessoas que não seguem uma dieta rica em nutrientes.

Causas

Entre as causas mais comuns para retenção de líquidos estão:

  • A pressão regional;
  • Quantidade de sais presentes no organismo;
  • Excesso de proteínas no sangue;
  • Sedentarismo;
  • Doenças da tireóide ou renais;
  • Remédios anti-hipertensivos;
  • Reações inflamatórias ou alérgicas;
  • Problemas circulatórios;
  • Doenças no fígado ou no coração.

O normal é que as pessoas que sofrem com a retenção de líquidos tenham edemas freqüentes nas regiões mais propensas do corpo, como as costas, pernas e pés, mas é possível também que o problema apareça em outras regiões do corpo.

Tratamento para retenção de líquidos

Antes de iniciar qualquer tratamento o médico deve solicitar uma série de exames que medirão a quantidade de sais e proteínas no sangue e organismo, assim como investigar algum processo inflamatório ou problema de saúde associado.

Em alguns casos é preciso o uso de medicamentos diuréticos que ajudem o organismo a manter o equilíbrio necessário, mas o mais comum é que apenas a mudança na alimentação já seja o suficiente para solucionar o problema, e fazer com que a pessoa tenha uma vida mais saudável.

Ler também: Chá De Alecrim Reduz A Retenção De Líquidos.

Dieta diurética, anti-retenção de líquidos

Essa dieta tem como principal objetivo eliminar o excesso de sódio e os processos inflamatórios que podem estar atrapalhando o emagrecimento e ainda aumentando a retenção de líquidos no corpo.

Para que isso aconteça, ela restringe o consumo de alimentos ricos em sódio (como os industrializados), além de diminuir a quantidade de lactose que ingerimos por dia (muitas vezes responsável pelo processo inflamatório do organismo).

A dieta diurética consiste na inserção de alimentos como:

  • Melancia;
  • Abacaxi;
  • Limão;
  • Chás;
  • Vitaminas.

Entre outros alimentos que tenham como objetivo auxiliar a “limpeza” do organismo e seu equilíbrio.

Além disso, é recomendado fazer também a ingestão de mais de 2 litros de água diários, que ajudarão a eliminar as impurezas do corpo e reduzir o inchaço.

Alimentos como carboidratos brancos são substituídos pelos integrais, e os queijos amarelos e ricos em sódio e lactose saem do cardápio dando lugar a ricota e ao iogurte natural.

É preciso lembrar que a retenção de líquidos só é diminuída com a dieta diurética se ela não estiver associada a nenhuma doença. Por isso, se você sofre com o problema há algum tempo e a nova alimentação não eliminou os sintomas, procure um médico para orientação.